Portugal engrandecido com mais esta realização com projecção internacional como se percebe por este jornal japonês

NEGÓCIOS TECNOLOGIA

Inventor mundial da Web quer novo ‘contrato’ para tornar o sistema seguro como meio à reação de ‘notícias falsas’

AFP-JIJI

 O inventor da rede mundial na segunda-feira pediu um “contrato” para tornar a Internet segura e acessível a todos, uma vez que o maior evento de tecnologia da Europa começou em Lisboa, como meio a uma reacção ao espalhar “notícias falsas”.

Espera-se que cerca de 70.000 pessoas participem do Web Summit de quatro dias, apelidado de “Davos para geeks”, incluindo palestrantes de importantes empresas globais de tecnologia, políticos e start-ups que esperam atrair a atenção dos mais de 1.500 investidores que estão programados para comparecer.

As empresas de tecnologia agora estão na defensiva, com os críticos as acusando de não fazer o suficiente para conter a disseminação de “notícias falsas” que ajudaram a polarizar as campanhas eleitorais em todo o mundo e a maximizar os lucros colhendo dados sobre os hábitos de consumo dos consumidores.

O cientista da computação britânico Tim Berners-Lee, que em 1989 inventou a rede mundial de computadores como uma forma de trocar informações, disse que a internet se desviou das metas que seus fundadores haviam imaginado.

“Todo tipo de coisa tem errado. Temos notícias falsas, temos problemas com privacidade, temos pessoas sendo perfiladas e manipuladas ”, disse ele em um discurso de abertura.

Berners-Lee, de 63 anos, pediu aos governos, empresas e cidadãos que estabeleçam um “contrato completo” para a web que tornará a Internet “segura e acessível” para todos até maio de 2019, data na qual 50% do mundo esteja online pela primeira vez.

Ele acaba de lançar a Inrupt, uma start-up que está construindo uma plataforma de código aberto chamada “Solid” que descentralizará a web e permitirá que os usuários escolham onde seus dados são mantidos, junto com quem pode ver e acedê-los.

Solid pretende permitir que os usuários contornem gigantes da tecnologia, como Google e Facebook. Os dois gigantes da tecnologia agora têm influência directa sobre quase três quartos de todo o tráfego de internet, graças à grande quantidade de aplicativos e serviços que eles possuem, como YouTube, WhatsApp e Instagram.

Funcionários do Google, do Facebook e de outros gigantes da tecnologia nos últimos meses divulgaram seus arrependimentos publicamente, chamando os produtos que ajudaram a criar prejuízos à sociedade e excessivamente viciantes.

Gigantes da tecnologia também estão sob fogo por terem construído monopólios virtuais em suas áreas.

A Amazon responde por 93% de todas as vendas de livros electrónicos, enquanto o Google absorve 92% de todos os gastos com publicidade na Internet na Europa.

“Acho que a tecnologia está passando por um funk … é um período de reflexão”, disse o fundador e CEO da Web Summit, Paddy Cosgrave, à AFP.

“Com cada nova tecnologia você passa por esses ciclos. O entusiasmo inicial da imprensa impressa foi substituído a tempo por um grande medo de que fosse realmente uma coisa ruim. Com o tempo, realmente funcionou bem. ”

Entre os indicados para falar no evento está Christopher Wylie, que no início deste ano disse que os dados dos usuários do Facebook foram usados ​​pela consultoria britânica Cambridge Analytica para ajudar a eleger o presidente dos EUA, Donald Trump – uma alegação negada pela empresa.

Outro veterano da tecnologia que se tornou crítico em relação ao sector, o co-fundador do Twitter, Ev Williams, entregará na quinta-feira o endereço de encerramento.

Ele deixou o Twitter em 2011 e foi co-fundador da plataforma de publicação online Mash, que é baseada em assinatura e, ao contrário do Twitter, favorece a redacção em profundidade sobre os problemas.

O problema com o modelo actual da Internet é que o conteúdo negativo recebe mais atenção online e, assim, ganha mais anunciantes, de acordo com Mitchell Baker, presidente da Mozilla Foundation, uma organização sem fins lucrativos que promove a inovação na Internet.

“Hoje todo mundo tem uma voz, mas o problema é … as vozes mais barulhentas e muitas vezes mais violentas aumentam, porque as coisas mais negativas e assustadoras atraem nossa atenção”, disse ela à AFP em uma entrevista recente.

O Web Summit foi lançado em Dublin em 2010 e mudou-se para Lisboa seis anos depois. O governo português estima que o evento gere 300 milhões de euros (347 milhões de dólares) para Lisboa em receitas hoteleiras e outras.

A falácia utilizada pelos políticos da direita no intuito de desacreditar o SNS é reveladora da ignorância da realidade dos utentes que beneficiam do serviço

Sou conhecedor da realidade dos serviços privados de saúde, porque também a eles recorro apenas e só para vigilância e controle, de problemas de saúde, de insignificante relevância, porque sempre que confronto com enfermidades de significativa relevância é aos hospitais públicos que recorro e sendo neles que através de intervenções cirúrgicas que o caso possa requerer encontro a devida resposta. A desacreditação a quem permanentemente recorrem os políticos da direita, com vista a proteger o sector privado é manifestamente reveladora da ignorância sobre a realidade do universo de utentes do SNS que nos hospitais públicos encontram as necessárias respostas para os seus problemas graves de saúde. Não é novidade para ninguém que a população portuguesa está envelhecida e no universo dos utentes do SNS, são aqueles que em número mais significativo, enchem as salas de espera das unidade de saúde pública. A circunstância de ter sido acometido há 12 anos duma doença oncológica, levou-me ao Hospital Egas Moniz, onde me foi removido um tumor maligno nos intestinos e tenho bem presente durante a minha hospitalização o número de utentes que foram ali operados. Os detractores deste SNS não têm sequer a menor noção, tal como não têm do número de utentes oncológicos que são seguidos e tratados no Hospital de Dia de São Francisco Xavier, porque se limitam em determinadas alturas em que até decorrem manifestações de carácter laboral com técnicos de saúde, para se dirigirem aos utentes que permanecem nas respectivas salas de espera para deles recolherem as suas opiniões, que curiosamente até parece que a escolha é selectiva porque só se ouve utentes a reclamar, porque o universo daqueles que, e são ás centenas de milhares, que tem sido no SNS encontrada a solução satisfatória para os seus problemas graves de saúde, esses não são auscultados. Um dos hospitais que de quando em vez é tema de reportagem televisiva para denegrir o SNS é o Hospital Fernando Fonseca mais conhecido pelo Amadora Sintra. Pois foi ali que no ano passado e em datas diferenciadas foi submetido à remoção das cataratas que me diminuíam o meu campo visual com um resultado significativo na sua melhoria. A oftalmologista dra. Graça Pires foi reveladora duma enorme competência e foi a partir daí que relativamente aos olhos, passei a ser seguido. Ontem e porque no início do mês de Agosto me surgiu na pálpebra do olho esquerdo um terçol tudo fazia pensar que o mesmo passasse, o que na realidade não aconteceu, fui submetido a uma intervenção cirúrgica para excisão de chalázio, que inicialmente parecia ser apenas um, mas eram dois. Os detractores da direita não fazem a mínima ideia do número de utentes idosos que durante a minha permanência no recobro entravam para ser operados ás cataratas e depois ali regressavam, já operadas para lhes ser dada nota de alta. São várias dezenas de utentes operados na área de oftalmologia, que certamente representarão ao fim de cada mês muitas centenas. As enfermeiras e demais auxiliares de acção médica são duma simpatia e atenção para com os utentes e até muito tolerantes e pacientes com alguns utentes idosos que são bastante chatinhos. Daí e pela minha experiência pessoal do conhecimento que tenho do sector privado de saúde, porque como anteriormente referi, também o utilizo e o sector público de saúde, face ao universo da população do nosso país, não consigo sequer imaginar o que seria para todos nós a inexistência do SNS nos moldes de funcionamento que se observa e do número significativo de doentes graves que nele encontram as devidas respostas para os seus problemas de saúde.

A discussão ontem no Parlamento relativamente à apresentação do OE para 2019, divertiu como se verificou imenso os membros do governo

É que, começando pela intervenção da líder do CDS, que quase esgotou toda a sua capacidade de adjectivação, no ataque ao primeiro ministro António Costa, que tal como estava previsto, não iria fazer nenhuma intervenção, pois o papel da apresentação do OE para 2019, cabia exclusivamente ao ministro das finanças Mário Centeno, tão pouco sequer se passou à dita líder o mínimo cartão, pois compreensívelmente, foi uma intervenção de mera provocação, ao jeito aliás, da forma como se caracterizam os debates no Parlamento, sempre que nele intervêm deputados dos partidos da direita. A forma insultuosa como nas suas intervenções atingem os membros do governo do PS, caracteriza-os como sendo o seu modelo de estar na política. Por um lado, tendo em vista o seu desespero, quase que encontraria nestes procedimentos a necessária tolerância para aceitar estes comportamentos da oposição de direita, que não tendo argumentos válidos, para denegrir a governação do PS, apoiada pelos seus parceiros parlamentares, optam por apresentar argumentos falaciosos, embora na compreensão de que as suas intervenções, não conseguem convencer, para além dos seus apoiantes habituais. Mas não deixo de sublinhar que ontem na presentação do OE para 2019, tivemos da parte dalguns deputados do PS, nas suas intervenções e em resposta a anteriores de deputados do CDS e PSD, momentos que nos provocaram uma enorme hilariedade pela oportuna forma como fora respondidas. Rui Rio ao que parece já se conformou com a ideia de que o PS irá vencer as eleições e não serão só as legislativas, para que ele saiba, também serão as europeias.

A culpa é deste tempo que obriga a que estejamos mais atentos a certo tipo de programas televisivos, por retidos em casa

O tempo está desagradável e não convida a sair de casa, por isso por cá fiquei, assistindo em reposição ao programa “Eixo do Mal”, hoje sem a participação do Pedro Marques Lopes. Já não foi a primeira vez nem será a última que a Clara Ferreira Alves ataca ferozmente as redes sociais, mas até consigo entender o seu pânico, porque ela sente que a importância que sempre julgou ter, começa a dissipar-se. Ela faz parte dos críticos das redes sociais que, não sendo possível que sejam banidos, passem a ser sujeitos a uma espécie de censura prévia, porque as redes sociais, subvertem toda a verdade de que o jornalismo é detentor, isto obviamente na sua opinião, não na nossa, por conseguinte os valores estão a ser desrespeitados numa clara definição do vale tudo. Mas esta sua posição não é nova sempre a defendeu, desde que a oportunidade lhe tenha sido proporcionada pelo moderador do programa, mas nem tudo quanto é afirmou, foi desprezável. Quando colocados sobre as memórias da múmia de Boliqueime, estiveram todos os participantes neste programa de crítica muito bem. Tanto o Daniel Oliveira, como a Clara Ferreira Alves e pasme-se até o Luís Pedro do Inimigo Público, que teceram todas as considerações certas e adequadas que lhes mereceram as narrativas constantes do livro de memórias da múmia de Boliqueime, a quem me permito aconselhar que não publique mais nada e se remeta ao absoluta silêncio porque a avaliar pelas reacções que este livro suscitou, mesmo da parte daqueles que antes foram seus apoiantes, o conselho mais adequado é, fique quieto e calado, que pelo menos não se sujeita à vergonha que está a ser sujeitado.

Está montado o cerco em torno de António Costa e o objectivo é continuar através de mentiras e boatos, desgastá-lo de forma a isso reflectir-se nos próximos actos eleitorais

Já alertei em tempos os meus amigos para o cerco em torno de António Costa. Até ás eleições não vamos assistir ao outro procedimento que não seja o vil ataque dos partidos da direita e dos seus apoiantes, veiculados pela comunicação social em geral, pois são os seus instrumentos de propaganda. Nada disto é novo, apesar de repetitivo, os receptadores desta propaganda suja que visa obter apoio eleitoral, nalguns eleitores, surte o efeito desejado. Este recurso de que sempre se serviu a direita, infelizmente tem tido resultados, basta atentarmos em anteriores resultados eleitorais, que levaram ao poder o PSD em coligação com o CDS um partido sem expressão eleitoral ao qual é concedido pelos canais de televisão, demasiado tempo de antena. O curioso é que apesar dos meios e métodos recorrentemente utilizados pela direita e porque, como anteriormente referi, a repetição de mentiras e boatos até à exaustão, passam a ser verdades sem a sua comprovação. Porque grande parte dos telespectadores, leitores de jornais e ouvintes de rádios, são manipulados através de críticos quase sempre os mesmos conhecidos da nossa praça, que não conseguem construir uma opinião em presença da realidade e em posições pouco sérias, distorcendo essa realidade, tentam através da mesma, impingir a quem os vê, lê ou ouve, as suas convicções, que não passam de mero apoio aos partidos da direita.

Mais um artigo de Jean-Marc Dupuis que partilho com todo o gosto

O melhor anticancerígeno, um tempero

Caro leitor, cara leitora,

A curcumina é, de todos os nutrientes, cujos efeitos sobre o cancro está melhor documentado na literatura científica.

A curcumina é um derivado de açafrão, o pigmento que dá caril sua cor amarelo-alaranjado.

É um composto que é objecto de numerosos estudos, e cujos efeitos saúde são múltiplas. A consequência é que a cúrcuma está se tornando cada vez mais popular como um suplemento dietético. 100 gramas de curcuma conter de 3 a 5 gramas de curcumina.

Os medicamentos tradicionais chineses e indianos exploram as propriedades terapêuticas de curcumina por milhares de anos. Ela é particularmente conhecida pelas suas propriedades anti-inflamatórias poderosas. Agora, como você provavelmente sabe, a inflamação crónica é um factor subjacente em muitas doenças crónicas, se não todos. Tem sido demonstrado que a curcumina influencia a expressão de mais de 700 genes, o que pode explicar em parte os seus muitos benefícios à saúde.

Seus efeitos sobre o câncer não são, de longe, o seu único interesse. No entanto, é o seu potencial como um agente anti-cancro, que vou falar hoje. No final deste artigo, você também vai encontrar uma lista de medidas preventivas contra o câncer a ser aplicadas na vida quotidiana.

A curcumina eficaz em ratinhos contra um tumor cerebral mortal

Em um artigo publicado no Journal of Nutritional Biochemistry de julho de 2011, os pesquisadores explicam que a curcumina pode ser a solução para parar um tipo letal de câncer cerebral chamado glioblastoma. O estudo, realizado em ratos, suporta as observações que tinham sido feitas previamente. Os cientistas demonstraram que reduziu o tumor em 9 dos 11 animais estudados (81%), não mostrando sinais de toxicidade. [1]

Melhor ainda, a curcumina não afectar as células saudáveis, sugerindo que atingir selectivamente as células cancerosas. Eles também concluíram que ele estava a actuar em sinergia com duas drogas de quimioterapia, o aumento da eliminação de células cancerosas.

Os autores afirmam:

“Em resumo, os dados aqui apresentados sugerem que a curcumina é um agente potencial para a terapia de glioblastomas. ”

Uma das melhores adições para muitos tipos de câncer

Mas os médicos sabiam há anos esse potencial curcumina anticancerígeno. Entre todos os nutrientes, foi ela que foi objecto do maior número de artigos científicos sobre as suas propriedades anti-câncer.

Um estudo publicado em 2008 no Journal Cancer Prevention Research observou-se que a curcumina inibe a motilidade (capacidade de se mover) de células de cancro da mama e distribuídos através da inibição do funcionamento do alfa-6-beta-4 integrina, o que significa que ele pode servir como um agente terapêutico eficaz em tumores que sobre-expressam a alfa beta 6 4. (Alpha-6-beta-4 está associada com o desenvolvimento do cancro, ao contribuir para a resistência das células à apoptose e metástase apoptose significa morte celular programada. As células cancerosas têm a particularidade de não morrer quando deveriam, o que contribui para o desenvolvimento do tumor). [2]

Em 2009, um estudo publicado na revista científica Molecular Pharmacology observado que a curcumina inibe o crescimento de células de cancro do pâncreas e aumenta a sensibilidade das células à quimioterapia. [3]

Um estudo de 2009 descobriu que a curcumina promove a morte celular em células de câncer de pulmão. [4]

Um estudo de 2010 verificou que a curcumina tem a capacidade para direccionar células estaminais do cancro. [5]

câncer de lutas como a curcumina?

Na Índia, onde a cúrcuma é amplamente utilizado na culinária, prevalência, ou seja, a frequência de quatro cancros prevalentes entre nós – cólon, mama, próstata, pulmão – é de dez vezes inferiores. Na verdade, o câncer de próstata, que é mais frequentemente diagnosticada em homens americanos, é raro na Índia, e esse fenômeno é atribuído em parte ao consumo de açafrão. Parece que a curcumina age contra o câncer de várias formas:

  • Inibe a proliferação de células tumorais;
  • Ajudar seu corpo a destruir as células mutantes, para evitar a sua propagação no seu corpo;
  • Inibe a transformação de células normais em células tumorais;
  • Diminui a inflamação;
  • Impede o desenvolvimento de vasos sanguíneos que alimentam o tumor;
  • Inibe a síntese de uma proteína considerada essencial para a formação de tumores.

Qual é o melhor tipo de açafrão?

Para beneficiar do poder de curcumina, escolher um suplemento alimentar 100% de extracto de curcumina, cúrcuma orgânico certificado, que contém 95% de curcuminóides. A formulação não deve conter quaisquer aditivos ou excipiente (uma substância adicionada ao complemento para facilitar o fabrico ou armazenamento), e o fabricante tem de fornecer a garantia de qualidade ao longo da cadeia de produção, não poluição do solo, plantação, crescente, selectiva colheita, produção e embalagem do produto final.

Para cozinhar, escolher um açafrão em pó puro em vez de “curry”. De preferência, orgânica. Um estudo científico mostrou que o pó de caril tende a conter muito pouco curcumina em comparação com a cúrcuma.

Dicas para o uso de curcumina

Atualmente não há nenhuma formulação comercialmente disponível para uso contra o câncer, e ele deve saber que altas doses são necessárias, a curcumina não é bem absorvido pelo organismo. O anti-cancro típico dose até 3 gramas de boa curcumina biodisponível extrair três a quatro vezes por dia.

Para contornar esse problema, você pode fazer um pó microemulsão curcumina. Misturar uma colher de sopa de cúrcuma com 1 ou 2 gemas de ovo com uma colher de chá ou dois de óleo de coco derretida. Em seguida, usar um misturador para emulsionar a mistura.

(Mais abaixo)

anúncio especial

Não consumir açafrão antes de ver este

Sabe que a cúrcuma impede que as células cancerosas proliferam? Ele deve ser associado com óleo de assimilar? Descubra Registros Saúde e Nutrição neste vídeo . 


Na sequência da carta desta data:

Outra estratégia que pode ajudar a aumentar a absorção de curcumina é colocar uma colher de sopa de pó de açafrão em 12,5 cl de água fervente (ele deve ferver quando você adicionar o pó, a eficiência é reduzida, se a água for aquecida). Depois de ferver 10 minutos, você terá criado uma solução de 12%, você pode beber uma vez refrescado. Há um sabor amadeirado. Note-se que a curcumina diminuirá a concentração gradualmente. Depois de seis horas, a solução é agora apenas 6%, por isso é melhor beber dentro de quatro horas.

Cuidado tarefas: A curcumina é um pigmento amarelo poderoso. Este líquido pode tentar indelevelmente não só o tecido, mas também alguns plásticos (equipamentos de cozinha). Pega, portanto, cuidado.

Prevenir o câncer: 11 dicas para reduzir o risco de ser atingido

Os últimos trinta anos, o câncer dobrou em todo o mundo, e as estimativas indicam que pode triplicar até 2030. Claramente, temos que começar a lidar seriamente prevenção do câncer.

O potencial impressionante de curcumina para combater o câncer não se deve esquecer que um estilo de vida saudável – não a absorção de quaisquer quantidades de suplementos dietéticos – é a melhor maneira de evitar tornar-se outra estragos estatística câncer. Minha crença é que você pode potencialmente eliminar o risco de câncer e outras doenças crónicas, e melhorar drasticamente suas chances de cura, se você está actualmente afectadas, de acordo com as seguintes estratégias para reduzir o risco:

  • Diminui significativamente o consumo de alimentos ricos em amido e açúcares (alimentos que contenham uma grande quantidade de amido). Isto irá ajudar a normalizar o nível de insulina no sangue, um hormónio que estimula o crescimento de células cancerosas. Este é um dos passos mais eficazes que você pode tomar para reduzir o risco de câncer, e para fazer isso, reduzir a ingestão de açúcar, cereais e batatas é a prioridade. A eliminação de alto índice glicémico alimentos é especialmente importante porque eles são os únicos que estimulam mais a sua insulina.
  • Otimizar seus níveis de vitamina D, para manter entre 50 e 70 ng / mL. A evidência científica que mostra que a deficiência de vitamina D desempenha um papel crucial no desenvolvimento de câncer é esmagadora. Pesquisadores da área estimam que cerca de 30% das mortes por câncer poderiam ser evitados a cada ano, optimizando os níveis de vitamina D na população em geral. [6] Com o nível pessoal, você pode reduzir o risco de câncer de metade ou mais, simplesmente, expondo-lhe bastante luz solar durante todo o ano, mas isso raramente é suficiente em nosso país com baixo nível de luz do sol. O uso de um suplemento de vitamina D oral, prova muitas vezes essencial. Se está a ser tratado para cancro, é provável que os níveis mais elevados de vitamina D (80 a 90 ng / ml) será benéfico.
  • Fazer exercício físico regular: há sinais convincentes de que o exercício reduz muito o risco de câncer, principalmente pela redução dos níveis de insulina e normalizar hormônios anabólicos. Por exemplo, as mulheres que se exercitam regularmente pode reduzir o risco de câncer de mama de 20 a 30% em relação ao inativo. O exercício não precisa ser intenso, no entanto, mas deve ser freqüente e variado.
  • Aumente a ingestão de ácidos graxos ômega-3 animais (EPA e DHA). Numerosos estudos sugerem que eles desempenham um papel no controle da inflamação e na eficácia do sistema imunológico para combater as células cancerosas [7] [8].
  • Coma a abundância de vegetais, de preferência frescos e orgânicos, favorecendo vegetais coloridos, especialmente vegetais de folhas verdes e crucíferas, isto é todos os tipos de couve, mas também rabanetes e agrião, que interessantes propriedades anti-câncer.
  • Equipar-se com uma técnica de pessoal para reduzir as suas emoções negativas que podem activar seus genes do cancro. Ioga, oração, meditação, terapia de relaxamento são algumas das maneiras de restaurar um equilíbrio favorável dentro. Se você já são acfetados pela doença essas técnicas podem ajudar a combater a doença.
  • Mantenha o seu peso ideal;
  • Durma o suficiente, e um sono de boa qualidade;
  • Reduzir a sua exposição a toxinas ambientais, como pesticidas, produtos químicos domésticos, purificadores de ar, poluição do ar e toxinas de plástico, como o bisfenol A.
  • Cozinhe favorecendo métodos de cozimento suaves: a caça furtiva, vapor, fervura, ao invés de fritar. Evite absolutamente churrasco.

Elogios!

Jean-Marc Dupuis

Como se efectivamente percebe, Portugal está a ser o País incentivador de novas soluções governativas

Apesar da extrema-direita estar com tendências de crescimento na Europa, os partidos de esquerda que por culpa própria se deixaram ultrapassar, porque consentiram nas suas fileiras gente que nunca teve tendência para militar na esquerda e sem dúvida que foram uma espécie de infiltrados que acabaram por contribuir para o enfraquecimento dos partidos de esquerda com a opção de coligações absolutamente prejudicais na credibilização governativa de certas soluções de poder então encontradas. O modelo governativo adoptado pelo nosso País, que em boa hora surgiu do desafio proposto a António Costa por Jerónimo de Sousa e por este aceite, com a participação do BE e dos Verdes, tem demonstrado, perante os demais partidos existentes na Europa, que funciona e além disso permite o desenvolvimento e o crescimento do País. Espanha neste momento foi o País que adoptou o modelo de governação português, sendo que, apesar do Rajoy líder do PP ter ganho as eleições, quem tem apoio parlamentar para governar é o PSOE. Desenham-se noutros países soluções semelhantes a Portugal e Espanha, pois como tem sido demonstrado pelo nosso País o modelo funciona e cumpre uma legislação. E sem dúvida que este tipo de solução encontrada, inviabiliza a possibilidade, de partidos da direita apesar de alguma representatividade eleitoral, não chegarem ao poder para dar aso ao tipo de governação que não é, nunca foi, nem será desejável.


Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 705.968 hits

Comentários Recentes

Josemar em “A Máfia Médica” é…

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

Follow me on Twitter