Este pré-aviso de greve dos motoristas configura sem a menor sombra de dúvida, um objectivo político que urge desmontar

Este advogado dos motoristas de transportes de matérias perigosas acabou mesmo agora de se denunciar. Segundo ele o advogado da ATRAM está ligado ao PS, o que isto significa, para quem ainda não percebeu o objectivo desta greve que é mais um jogada da direita, com resposta encontrada nos motoristas de transportes. Senão vejamos:
Queixam-se de que há várias décadas que se sentem desrespeitado na sua classe profissional porque os patrões nunca reconheceram verdadeiramente a importância do seu papel na condução dur direcção assistida os mesmo possuíam. Ora segundo eles a ATRAM acordou o aumento em 300 euros a partir de Janeiro de 2020, mas eles para reforçarem o argumento da apresentação do pré-aviso de greve para 12 de Agosto, querem antecipadamente que os patrões aceitem os aumentos para 2021 e 2022, o que traduz um absurdo na medida em que ninguém pode garantir o futuro a ninguémm camião, como se isso fosse relevante comparativamente com outras profissões muito mais relevantes e em que as suas grelhas salariais são francamente mais baixas. Quando me habilitei com a carta de condução tirei pesados e na altura sim conduzir um camião em termos da versatilidade que hoje os camiões possuem era necessário um esforço físico enorme, logo porque nem seque. E como não poderia deixar de acontecer o Pardal, também não se esqueceu de atacar o ministro das infraestruturas Pedro Nuno Santos, o que vem reforçar o meu raciocínio de que esta manobra de greve tem por detrás objectivos políticos que advêm da direita. Portanto a resposta só pode ser uma. Pelas consequência que poderia representar uma greve dos motoristas por tempo indeterminado, responder em conformidade e o governo tem instrumentos legais para o fazer.

Adquirir um automóvel deveria obedecer por parte de quem o vai fazer observar determinados factores que ajudariam a definir a melhor opção de compra

Mas na maioria dos casos de quem compra um automóvel novo, isso não é tido em linha de conta e quando surgem os problemas admiram-se. Farto-me de rir quando conversando com pessoas amigas ou apenas conhecidas de algum tempo sobre a opção de compra dum automóvel, ter certos conceitos preferências que me deixam francamente estupefacto. Uns dizem-me. O que me interessa é um que seja o mais barato do mercado, porque não estou disposto a gastar muito dinheiro num bem que desvaloriza imenso. A minha reacção é, de acordo com a realidade da desvalorização, discordando da opção pelo custo mais baixo do mercado. Isto porque tal como acontece com qualquer outro produto de consumo, o barato sai caro. Outros há que não sendo o preço do automóvel o obstáculo da sua opção, dão prioridade a um modelo que lhes agrade do ponto de vista do seu gosto. Pergunto logo. Mas isso é suficiente e bastante para decidir a compra, sem constatar se aquela marca e modelo do automóvel do seu gosto é fiável e se a garantia mecânica é superior a 3 anos anos. A resposta que me é dada no imediato é que todos os automóveis a partir de alguns milhares de quilómetros, passam a ir à oficina para resolver os seus problemas mecânicos. Pois é, digo eu. Todos não, os que são fiáveis fazem muitos mais milhares de quilómetros antes de irem à oficina para fazerem reparações mecânicas do que aqueles que não são fiáveis. Concluindo. E é nesta linha de pensamento que muita gente que opta pela aquisição dum automóvel, sem ter em conta determinados factores importantes na opção da marca e modelo, que depois os ouvimos nas oficinas que conhecemos lamentarem-se, como é possível o meu carro praticamente novo e nem sequer com muitos quilómetros ter avariado. Pois é. Isso acontece com todos aqueles que os seus critérios de escolha não têm em conta importantes motivos que deveriam ser suficientes para não optar pela sua compra.

O Clube da Lexus a destacar a verdadeira potência do desportivo

O Lexus RC F ProMod Racer é o mais rápido Slammer de porta do mundo

Por Patrick Rall – 

O Lexus RC F, construído pela EKanoo Racing, opera o quarto de milha na faixa de 5 segundos com mais de 3.000 cavalos de potência.

Lexus RC F é um dos mais fortes e rápidos cupês desportivos que a Lexus ofereceu, atrás apenas do LC e do LFA. Com um V8 de 467 cavalos de potência, este cupê desportivo elegante cobrirá o quarto de milha na faixa de alta de 12 segundos em forma de estoque, mas não vemos muitos cupês Lexus loucos e rápidos. Toda a linha RC é projectada para ser um carro desportivo de luxo que oferece uma ampla gama de desempenho, de modo que, enquanto a linha recta se aproxima com pressa, a maioria dos proprietários adere à estrada aberta.

É isso que faz com que seja tão surpreendente saber que o carro mais rápido com portas do mundo é um Lexus RC F. Bem, é um carro Lexus sobre um chassi profissional, mas no final das contas, o desportivo é o mais rápido carro com portas é um RC F.

Ekanoo Corrida Lexus RC F

EKanoo Racing Lexus

EKanoo Racing é uma loja de tuning baseada no Bahrein e enquanto a equipe construiu um grande número de carros insanos, o Lexus RC F mostrado aqui é o Rei de todos eles. Na verdade, este cupê Lexus é o rei de todos os carros de arrasto com portas de abertura, conhecido como “slammers de porta”, ao contrário de um carro engraçado com um corpo flip-up ou um vagão sem corpo em tudo.

Ekanoo Corrida Lexus RC F

A EKanoo Racing construiu um chassis leve e personalizado para este RC F , por isso, a longo prazo, muitos dos bits rápidos sob o corpo Lexus não são da Toyota Motors, mas isso é verdade para quase todos os carros mais rápidos do mundo. . Mais notavelmente, este carro não é movido pelo 5.0-litro Toyota V8, optando por 521 polegadas cúbicas Hemi V8 da ProLine RacingEngines. ProLine constrói os melhores motores de modulação profissional, então não é surpresa que a EKanoo tenha se voltado para o fabricante de motores baseado na Geórgia. Esse motor é equipado com turbocompressores Precision Turbo Gen III de 94 mm que ajudam o V8 a produzir mais de 3.000 cavalos de potência, com toda essa energia sendo canalizada para as rodas traseiras por meio de uma transmissão M & M de 3 velocidades.

A execução do registro

Antes de estabelecer o recorde de portas no vídeo acima, a EKanoo Racing fez um punhado de corridas na faixa de 5 segundos, mas em 18 de fevereiro de 2018 Khalid Mohammed puxou o RC F para a pista de pouso no circuito do Bahrain pronto para definir o histórico. Ele fez exactamente isso, se afastando da linha de partida e rasgando a pista mais rápido do que qualquer piloto de dragagem do mundo já havia percorrido a pista com as portas.

Ekanoo Corrida Lexus RC F

RC F tirou um tempo 0,959 60-pé, a 3.615 8 th milha em 227 milhas por hora, a 4.571 tempo de 1000 pés e chegar à linha de chegada quarto de milha levou apenas 5,379 segundo, atingindo uma velocidade de 448 quilómetros por hora. Isso é 278 quilómetros por hora, em um quarto de milha, em pouco mais de 5 segundos.

Notavelmente, houve problemas com os pára-quedas após a corrida e um não abriu, forçando Mohammed a controlar, mas enquanto ele arrastava a parede, ele foi capaz de minimizar os danos ao carro.

Ekanoo Corrida Lexus RC F

No entanto, pare de lado, este Lexus RC F virou o tempo mais rápido de qualquer batida de porta, então aumente seus alto-falantes e divirta-se!

Contrariando todas as evidências muitos dos fabricantes de automóveis continuam a insistir na produção de veículos de propulsão a diesel

O decréscimo da venda de automóveis a diesel, não só no nosso País, mas noutros, nos quais a preocupação na preservação do meio ambiente, começou a ser entendida pelos compradores de automóveis, está a ser uma realidade demonstrativa de que os fabricantes de automóveis, deveriam começar a abandonar a sua produção e adaptar as suas unidades de fabrico, a produção outros modelos mais ecológicos. Não se está a verificar neste momento essa preocupação e muito proximamente os fabricantes vão constatar que as elevadas produções de modelos a diesel, diminuem significativamente a sua procura e esses automóveis passam a encher os seus parques sem mercado para a sua colocação. É absolutamente incompreensível a falta de visão dos CEO destas empresas em insistirem na produção de automóveis a diesel, quando se vislumbra nos anos mais próximos a sua falta de procura e obviamente o seu escoamento. E o mais caricato que se observa é que continuam a apresentar novos modelos a diesel para o mercado, incompreensivelmente tal aposta. O que a determinada altura se verificará é que, constatado por eles o desinteresse total dos consumidores na compra de automóveis a diesel, tardiamente verificarão, que a reconversão das suas linhas de produção para modelos mais ecológicos vai demorar imenso tempo e em consequência disso o que se observará é que algumas irão à falência, encerrando, outras registarão avultados prejuízos que se irão reflectir na produção de unidades mais ecológicas pois é já nisso que muitos consumidores estão a apostar.  

Porque me apeteceu aqui fica uma retrospectiva das principais notícias hoje referidas nos telejornais

Fazendo uma retrospectiva sobre os principais títulos dos telejornais, destaco a escolha do elenco principal de topo da UE e confesso que aquela que mais me surpreendeu, foi terem escolhido a Christine Lagarde que estava no FMI para liderar o BCE algo, absolutamente incompreensível tal escolha porquanto como nos lembramos esta senhora está a contas com a justiça por um comportamento pouco dignificante. Mas atendendo a que Álvaro Amaro do PSD também ele arguido num processo de esquemas em adjudicações directas pagando uma caução de 40 mil euros também já tomou posse do seu cargo de deputado europeu. Podendo nós entender que tudo quanto se trata de actos praticados por gente pouco séria ligados à direita têm sempre a sua compensação. O mau da fita continua a ser o José Sócrates em termos de opinião pública, porque com os outros está tudo bem. Outra notícia que me provocou uma hilariante gargalhada foi Rui Rio, no seu programa eleitoral, anunciar que vai reduzir a carga fiscal e em contrapartida o quase idêntico valor para utilizar em investimento público. Como é sabido o PSD é possuidor dum amplo parques de imóveis, será que ele vai aí buscar a receita para compensar esse investimento. Outra ainda foi o anúncio do Joe Berardo que se vai queixar da forma como foi tratado na comissão parlamentar que o ouviu em matéria dos empréstimos bancários, onde ele se atreveu a gozar com a cara dos deputados pertencentes à comissão. O lugar dele sabemos bem onde deveria ser e noutro qualquer país em que a justiça funciona já estaria encanado. E a fechar o registo de mais uma vez da demonstração deste grande povo solidário, que respondeu prontamente ao apelo dos pais da Matilde havendo já o valor suficiente para ser feita a aquisição do medicamento para tentar salvar esta criança.

Esta medida que foi anunciada e faz parte do programa eleitoral do PS, não pode passar dum mero processo de intenções

Apoio totalmente esta ideia que faz parte do programa eleitoral do PS, que consiste em penalizar com agravamento de impostos as empresas mais poluidoras neste País, espero bem que seja a Celtejo, que tem dado cabo do Rio Tejo e outras celuloses de menor dimensão que para tal também têm contribuído, os suinicultores que sempre foram grandes poluidores dos nossos recurso hídricos e agora até têm uma excelente fonte de rendimento que é a exportação significativa de animais para a china, igualmente as refinarias e os produtores de adubos químicos que poluem a atmosfera e porque não todas as empresas de aviação que operam em Portugal com as suas frotas de aviões que deixam as suas marcas na atmosfera e ainda as empresas possuidoras dos navios de turismo que nos visitam e deixam igualmente a nossa zona exclusiva pejada de detritos poluentes prejudiciais à saúde. Mas que esta medida anunciada seja para levar muito a sério e que a aplicação de coimas ás empresas mais responsáveis pelo aumento da poluição não só a atmosférica com as dos nossos rios e da nossa costa marítima, seja dissuasora da continuidade desta que tem sido a sucessiva agressão ao longo de décadas neste País, com uma tolerância inadmissível de governos anteriores. Que esta medida não passe como tem acontecido com muitas outras, dum mero processo de intenções.

O SNS nunca foi, não é, nem nunca chegará a ser, um modelo perfeito de funcionamento pelas diversas razões explicáveis

Todos temos a noção que o SNS nunca chegou a ser um modelo perfeito de serviço no tocante ao seu funcionamento. Sempre existiu um défice de profissionais de saúde e à medida que os técnicos vão envelhecendo reformam-se e a sua substituição não tem acompanhado essa lacuna. É como sabemos o maior absorvedor de recursos financeiros do Estado e a sua situação financeira, está permanentemente deficitária, quer por razões de má gestão hospitalar, quer por aquelas situações de fraudes que de quando em vez se vão registando apesar dos seus autores em termos de penalização criminal não sabermos ao certo o que lhes acontece. Não tem sido fácil ao ministério que titula o SNS ultrapassar todas as carências e dificuldades com que se vai confrontando e os custos são cada vez maiores. Arrisco até afirmar que ninguém, mas mesmo ninguém, por mais competente que demonstre ser, irá alguma vez conseguir resolver os problemas com que se depara o SNS. É absolutamente incompreensível e existem dados que o comprovam que qualquer intervenção cirúrgica que tenha lugar num hospital público, fica normalmente mais cara do que a mesma realizada num privado. O porquê deste diferencial salta à vista, pois a única justificação para tal existência só pode ser a má gestão dos recursos financeiros o de pessoal e mesmo até o período de internamento pós-operatório.


Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 710.289 hits

Comentários Recentes

f em Não é um recrutamento de mance…

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

Follow me on Twitter