Arquivo de Fevereiro, 2004

Olhe que não senhor professor

Entre outras abordagens o senhor professor na sua homilia dominical referiu que o vencedor das eleições europeias vai ser a abstenção e que a votação vai-se limitar aos militantes dos partidos. Engana-se senhor professor. Está a ver filme de trás para a frente e desta vez como já de outras está errado na sua análise. A votação para as europeias mesmo com o Euro 2004, pelo meio, vai motivar muita gente para além dos militantes dos partidos a irem votar e a aproveitar a oportunidade para exibirem o cartão vermelho ao actual executivo, não tenha nisso a mínima dúvida. E mais. Serão essencialmente as mulheres que mais preocupadas com a sua situação económica e menos entusiasmadas com o Euro 2004, que vão acorrer ás mesas de voto. Até porque se acontecesse o que prevê, os partidos da coligação acabavam por não sair penalizados destas eleições e essa oportunidade os portugueses não a vão deixar escapar. É natural que assim raciocine porque sendo o seu partido não o quererá ver a ser já penalizado, mas é bom que se vá mentalizando que isso vai mesmo acontecer.

Aumenta a pobreza cresce a ostentação

Hoje um dos canais de televisão, tem referido com insistência nos seus blocos noticiosos o facto de que os negociantes de iates e barcos de recreio estão extremamente satisfeitos com o disparo da venda de iates, com valores modestos desde trezentos mil euros ou seja em moeda nacional sessenta mil contos e cem mil euros. Têm realizado boas vendas o que vem provar que efectivamente a distribuição da riqueza em Portugal está cada vez menos bem distribuida. Claro que esses senhores que já não têm mais casas para comprar, pois já possuem um palacete na terra, uma vivenda de alto luxo na zona de residência, outra no Algarve onde habitualmente fazem férias balneares, mais uns apartamentos em rendimento não sei quantos automóveis topo de gama, só poderiam mesmo era optarem por investir o seu capital em barcos de recreio para depois se exibirem junto dos amigos. Quantos destes novos ricos não serão aqueles empresários que faliram fraudulentamente lançando no desemprego centenas de trabalhadores com salários em atraso e cujo capital de que se furtaram ao pagamento dos salários atrasados aos seus trabalhadores serviu para comprar um deste iates de trezentos mil euros. Será que porventura estas aquisições também entrarão
no cruzamento de dados entre estas empresas negociadoras de barcos de recreio e o Fisco?
Não creio.

O bota a baixo do PCP

Que o SG do Partido Comunista faça considerações à actual conjuntura governativa compreende-se porque até tem razões mais que suficientes para o fazer. Mas escolher como estratégia para lançamento da campanha do seu partido ás eleições europeias, atacar o PS é que francamente revela sintoma de puro despeito. Este tipo de procedimento continuado dos militantes do PCP de tentar denegrir o PS leva-me a suspeitar que os comunistas começam a não acreditar no seu projecto político, que, como sabemos, fracassou nos países onde é originário, embora eles insistam em querer levá-lo por diante, dizia, parece estarem a preparar terreno para mais ano menos ano, refugiarem-se todos no PSD, o que também não surpreenderia tendo em vista o que ocorreu em termos de viragem nos tais países.

Coligação acerta estratégias

Foi surpreendente ontem o resultado do encontro dos secretariados dos partidos que sustentam a coligação governamental, com vista a acertarem as estratégias para convencerem o eleitorado a apostar na sua lista conjunta. Sem pretender arvorar em vidente estou em crer que se fosse possível inscrever nas listas todo o elenco governativo, a lista seria integralmente votada pelo eleitorado pois seria uma forma de se ver livre de tanta incompetência. Mas como tal não será possível o mais certo é que o CDS/PP que se concorresse isolado não metia no parlamento europeu um único deputado, vai conseguir metade dos lugares que o PSD obtiver. Sabendo ainda o eleitorado que com o seu voto viabilizará a ida de “bétinhos” para o parlamento europeu, é muito natural que a abstenção por parte de militantes do PSD ainda mais se acentue. Sobretudo aqueles e são muitos que já não vêem esta coligação com bons olhos há muito tempo. Concluindo: A juntar é desmotivação do eleitorado o facto de muitos militantes do PSD se encontrarem desencantados com esta coligação é absolutamente certo que a amostragem do cartão de penalização pode bem ser vermelho. Mas que eles mesmo assim não se vão dar por vencidos também não tenhamos dúvidas.

Para descontrair

Certo dia estavam dois homens caminhando por um cemitério quando se depararam com uma sepultura recente.
Na lápide lia-se: “Aqui jaz um homem honesto e advogado competente”.
Ao terminar a leitura um virou-se para o outro e disse:
“Desde quando estão enterrando duas pessoas na mesma cova?”

Voltou o nosso amigo

Zecatelhado voltou ao nosso convvio depois de quase duas semanas
de silncio absoluto. Todos os dias tal como eu muitos outros visitava-
-mos o “Tadechuva” e nada, completamente calado. Manifestamos al-
guns amigos do dia a dia a nossa preocupao por este silncio e
aventamos algumas hipteses nomeadamente a da sua falta de sade.
Finalmente hoje apareceu, j deu um ar da sua graa. Felizmente para
os amigos no foi um problema de falta de sade mas sim um virus
que calou o seu PC e o impossibilitou de nos brindar com os seus pos-
tes cheios de acutilncia e algum gracejo, que nos impe uma visita
diria obrigatria. Que sejas pois, bem-vindo, Zecatelhado ao nosso
convvio com o teu “Tadechuva” e que as varetas do mesmo no vol-
tem to cdo a pregarem-te mais nenhuma partida.

Os inspectores da PJ vo entrar em rota de coliso com a ministra da
tutela, facto que no de estranhar por a mesma ser acusada de fal-
ta de dilogo. Uma das reivindicaes a de mais meios para a inves-
tigao, exigncia que nos parece absolutamente legtima, pois como
que poderemos ter uma justia eficaz se os meios de investigao
so insuficientes. Ser que se pretende continuar com este sistema do
prende primeiro e julga depois, com os estabelecimentos prisionais a
transbordarem de gente. Quando que se vai conseguir pr um Minis-
trio que seja a funcionar em condies. Comecem l por um, mesmo
que seja este.


Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 694,875 hits

Comentários Recentes

Fátima Sousa em O Infarmed retirou a compartic…

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

Follow me on Twitter