Arquivo de Maio, 2004

A contenção não é aplicável aos ministros

Hoje, como julgo, todos os portugueses deste País, recebi uma carta do sr. Ministro Adjunto do 1º. Ministro, dando conta da realização do Euro 2004, evento esse que se não fosse agora lembrado passaria despercebido. Não faço a mínima ideia quanto possa ter custado ao erário o envio desta missiva a toda a população, mas estou convencido que foi uma verba algo significativa. Utilidade na mesma não vejo nenhuma uma vez que este evento tem sido suficientemente anunciado, quanto à programação inserida no verso da mesma também está patente em várias fontes de informação.
Também não vai ser por ter recebido esta missiva que vou dispensar maior apoio ou ovação e tendo em vista a realizou do festival de rock que decorre e que frustrou as expectativas dos realizadores que não atingiram a afluência de público que previram é natural que o mesmo aconteça com o Euro 2004. Penso aliás que para além da divulgação que vai ser dada pelos diversos canais de televisão que se deslocarão ao nosso País, não creio que isso por si só constitue uma mais valia em termos de receita quer para os estádios onde se realizarão os jogos, quer para os industriais de hotelaria. A menos que o signatário da missiva enviada já esteja a prever que o investimento avultado que foi gasto na construção dos vários estádios de futebol onde se irão realizar os jogos, não vá ter o respectivo retorno por eles aguardado.

E agora há que responsabilizar quem acusou indevidamente

Todos quantos quase cruxificaram o ex-deputado Paulo Pedroso e são muitos deveriam ser agora responsabilizados pelo pagamento da indemnização que obviamente o mesmo vai requerer, para além de existirem danos que são absolutamente irreparáveis.
O primeiro que deveria ser responsabilizado por ter decretado a prisão preventiva sem que tivesse dados suficientemente concretos para tal, logo cometendo uma injustiça perante um inocente, deveria não só ser alvo de instauração de um processo disciplinar para que não voltasse a repetir a aplicação de penas de prisão preventiva sem ter a noção ou consciência da culpabilidade dos indiciados. Basta de se andar a destruir a honorabilidade de cidadãos para mais no exercício de cargos políticos, cuja carreira é simplesmente interrompida. Afinal as provas tidas como suficientes para se tomarem decisões deste tipo não eram mais de que falsas. E agora o que é que o senhor Procurador-Geral da Republica, tem a alegar em sua defesa, bem como o procurador João Guerra, não será que também lhes tenham de ser assacadas responsabilidades pela forma aligeirada com se conduziram investigações se recolheram testemunhos e provas. Não estaremos na altura de exigir a aplicação de justiça aqueles que a aplicam indiscriminadamente. E a senhora provedora que até segundo afirmava era amiga de Paulo Pedroso e que estava tão certa veracidade dos testemunhos, fica também isenta de qualquer responsabilidade.

Candura dominical

Fica por aqui.jpg

Que passarão agora os arautos a anunciar

Continuamos a ler nos jornais e a ver e ouvir nas televisões e rádios que a oposição do PS, pura e simplesmente não existe, porque o seu líder calou-se. Relativamente á acção governativa, em artigo de opinião publicado no jornal “O Público” de ontem, sob o título “Governo em apodrecimento rápido”, fica demonstrada, a razão da não necessidade de contestação por parte do PS, de qualquer medida protagonizada por este governo, uma vez que este já entrou num processo de apodrecimento acelerado atingindo a seguir a fase de bolores e a sua decomposição putrefacta. Não vale a pena por isso perder-se tempo com algo que já não tem salvação dada a inevitabilidade do desfecho que se advinha.

Perigosa generalização com base na superficialidade

É cada vez mais notório, o eleitorado que se afirma defensor do abstencionismo, generalizar a falta de honestidade da classe política isto porque não se dispõe a analisar com profundidade os factos em que se baseiam para construir tal ideia. Existe até quem se limite a reproduzir opiniões de outros por não possuirem o seu próprio argumento baseado em factos palpáveis. Isto prova que neste País o conceito de democracia não só não evoluiu como estagnou e explico este ponto de vista. Os partidos
políticos existentes neste País com assento parlamentar, com excepção do PCP, que já existia, têm tantos anos quantos a institucionalização da democracia. É sabido que os mesmo dispõem de militantes, uns mais que outros, uns porque se revêm no seu ideário, sem tirarem por razões de oportunismos, dividendos em termos pessoais, outros há que militam nos partidos para retirarem dividendos. São estes, com base nos quais os ditos descrentes dos políticos e da política constroem a ideia que atoardam indiscriminadamente e que acaba por influenciar os menos esclarecidos da nossa democracia, fazendo-os confundir factos, procedimentos, objectivos etc.. Deste universo de contestatários de todos os políticos da nossa praça fazem parte pessoas de elevado nível académico, os quais têm a consciência de que a governação dum País não se faz fora da esfera
política e que podem de alguma forma estarem a contribuir para que amanhã estejam criadas as condições para aguçar o apetite a uma qualquer alta patente militar ou até força política com o seu apoio e através de um golpe militar, instaurar uma ditadura. Está na altura e como muito bem tem vindo a lembrar o nosso Presidente da República da sociedade civil, aquela que não tem ultimamente participado na vida política do seu País, tentar modificar a seu gosto, o actual quadro de forças políticas, pois se estas não servem, criem novas, para que deixemos de correr o risco da tentação de um qualquer golpista, colocar-nos outra vez sob o jugo de uma tirania ditatorial.

Deus Pinheiro hoje com ajuda do diabo

O cabeça de lista do PSD prosseguiu hoje com a campanha para as Europeias mas não teve grande ajuda. Resolveu acompanhá-lo a ministra das Finanças que foi ruidosamente apupada por militantes ou simpatizantes do seu próprio partido. Isto pelos vistos não está a começar da melhor maneira. E em vez de Deus Pinheiro andar a utilizar o insulto como arma de propaganda que aceite o desafio que lhe foi lançado por Sousa Franco e ambos confrontem os seus projectos e ideias, nós os eleitores agradecemos, pois de peixaradas já estamos fartos delas no parlamento.

Palavra do Senhor

Diz-se que quando Deus criou o mundo, para que os homens prosperas-
sem, concedeu-lhes duas virtudes.
a.. Aos suíços, fá-los ordenados e cumpridores da Lei.
b.. Aos ingleses, fá-los persistentes e estudiosos.
c.. Aos japoneses, fá-los trabalhadores e pacientes.
d.. Aos italianos, alegres e românticos.
e.. Aos franceses, fá-los cultos e refinados.
E, quando chegou aos portugueses…, voltou-se para o anjo que tomava
notas e disse:
Os portugueses vão ser inteligentes, boas pessoas e vão ser do PSD.
Quando acabou de criar o mundo, o anjo disse a Deus:
“Senhor, deste a todos os povos duas virtudes e aos portugueses três.
Isto fará com que prevaleçam sobre todos os demais!”
Então Deus reflectiu e disse: “É pá!… Tens razão….. bom, como as
virtudes divinas não se podem tirar…
que os portugueses a partir de agora possam ter qualquer das três,
mas que a mesma pessoa não possa ter mais do que duas virtudes de
cada vez.
Assim seja que:
1. Português que seja do PSD e boa pessoa, não pode ser inteligente.
2. O que é inteligente e do PSD, não pode ser boa pessoa.
3. E o que é inteligente e boa pessoa, não pode ser do PSD.
Palavra de Deus


Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 691,542 hits

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

  • RT @fernando_cabral Blogger da Geórgia explica ataque ao twitter http://bit.ly/Oybo5: Fica assim provado que os russos são uns tipos porreir 7 years ago
  • não a favoreceu. Bem longe disso. 7 years ago
  • Isto por aqui está desinteressante, ninguém aborda ninguém, por falta de tema desafiante, adeus e passem muito bem 7 years ago
  • Será que a ideia de rasgar, vai contemplar o plano tecnológico, para que Portugal possa ficar, mais atrasado no resultado lógico 7 years ago
  • a compra de de tamiflu que nem sequer está aconselhado para combater esta estirpe 7 years ago

Follow me on Twitter