Arquivo de Junho, 2004

Será que os nossos políticos serão alguma vez acarinhados com este entusiasmo que está a ser dispensado à nossa selecção

Advinha-se a absoluta loucura colectiva no final do Euro 2004. Já estamos apurados e que se preparem os senhores que se seguem. Parabéns à nossa selecção por esta inequívoca vitória, que só não foi mais dilatada por exaustão do Deco. Gostei de ouvir a expressão de Scolari quando instado pelo repórter disse que o mérito é efectivamente dos jogadores, mas embora não o tenha referido, também é muito seu e deste nobre povo, desta Nação valente que nos há-de guiar à vitória, face ao esforço dos jogadores que têm desempenhado com seriedade a sua função de desportistas envergando com orgulho a camisola das quinas, partindo para a final com o objectivo de conquistarem o título. Pena é que este exemplo não seja seguido pelos nossos políticos no desempenho das suas funções, por forma a grangearem do seu povo a simpatia e o carinho que neste momento não é regateado aos jogadores da nossa selecção. Viva Portugal. Viva a nossa selecção.

A acreditar nestas convicções a direita não tem motivos para temer eleições antecipadas

Ontem assisti a um debate na SIC que terminou por volta da 1 da manhã, interrogando-me hoje se não terei estado a perder tempo desnecessariamente. O tema prendia-se obviamente com a crise política criada por Durão Barroso pela sua aceitação do cargo de Presidente da Comissão Europeia e segundo a opinião dos vários participantes, em número de 6, sendo todos com excepção de Ricardo Costa editor de economia daquela estação televisiva, directores dos principais jornais, DN, Expresso, Público e o Independente, encontrando-se também o habitual comentador da Lusa Luís Delgado. Das suas intervenções ressaltou uma certeza quase consensual de que o candidato à sucessão de Durão Barroso é sem qualquer dúvida o PSL. Que este face ás características que possui de autentico catalisador de massas, vai ser o garante da continuidade no poder da direita, pelo que
ficou demonstrado quer na sua vitória arrebatadora na Figueira da Foz quer em Lisboa destronando por uma margem de votos ridícula o anterior titular da autarquia que se deixou adormecer. E foi com base nestas duas vitórias que estes participantes no debate, foram ainda mais longe quanto à pergunta final dos moderadores do programa se a opção do PR fosse a de eleições antecipadas. O PS teria que se cuidar uma vez dispor de, “lá veio a atoarda habitual” de um líder sem carisma e nada mobilizador de eleitorado como ficou provado nas ultimas eleições. Por tudo isto se porventura o nosso PR assistiu a este debate que dela ressaltou as tendências políticas dos participantes que não iludem ninguém, poderá até evitar continuar com recurso a audiências de personalidades e deverá convocar eleições antecipadas porque com Santana Lopes a suceder a Durão Barroso é mais que certo que os eleitores portugueses que são uma cambada de atrasados mentais que embora sintam no seu dia a dia a sua vida cada vez mais complicada, e que neste momento se encontram revoltados e manifestam-no, a partir do momento que Santana Lopes assuma a liderança do partido e já em plena campanha eleitoral vai com o seu enorme poder argumentativo, modificar-lhes o seu estado de espírito e fazer com que os mesmos descontentes voltem a votar no partido que lhes complicou a sua vida. Quase apetece dizer a estes senhores “vão dar banho ao cão” e se não tiverem nenhum peçam-no emprestado.

Motivo de orgulho, nem pensar, os meus são outros

Pasmo quando se invoca como motivo de orgulho para os portugueses o facto de Durão Barroso ter sido escolhido para substituir Prodi, na cadeira da Presidência da Comissão Europeia. As razões já foram explicadas e repeti-las seria fastidioso. Não, para mim essa nomeação não traduz nenhum motivo para me orgulhar tal como não motivaria se o lugar fosse preenchido por António Vitorino. Mais, não vejo razão nenhuma para que nós nos possamos orgulhar com a classe política que temos.Os meus motivos são pois outros. Sinto-me muito orgulhoso dos meus três filhos que tiveram um comportamento desde a sua vida académica até chegarem à profissional, sempre com uma postura social irrepreensível. Sinto um orgulho enorme quando para comemorar uma efeméride ou quando ocorre uma cerimónia oficial para galardoar alguém que se destaca numa qualquer competição internacional ao receber uma medalha em ouro assisto ao hastear da nossa bandeira, acompanhado da execução do hino nacional chegando mesmo à comoção, mas sinceramente, nunca senti nem consigo sentir orgulho em nenhum político português, quando muito
um certo apreço por aqueles que se revelam honestos não se servem da política para enriquecerem, como vemos por aí tantos que antes de abraçarem a carreira política não tinham como se costuma dizer onde cair mortos e hoje ostentam sinais exteriores de riqueza, sem terem pejo nenhum nisso. E tantos há na nossa praça, que alguns ainda se permitem, não sendo sequer criminalizados pelos actos de gestão danosa que vão cometendo quer ao nível autárquico quer a nível de governo regional, tecer considerações aos magistrados judiciais que os condenam, contribuindo assim para que se atinja a generalização popular no descrédito que envolve a classe a que pertencem e só contribuem para a denegrir.

Desaconselhável este método de contracepção

Segundo foi hoje noticiado o uso excessivo de telemóvel por parte dos homens pode reduzir em 30%, a sua fertilidade. Embora tal já tenha sido contestado pela comunidade científica isto pode muito bem servir de incentivo para que nos casais que já não queiram ter filhos em vez de continuarem a recorrer aos tradicionais métodos de contracepção, optem os homens por passarem mais tempo do que o habitual ao telemóvel e em vez dos apurados 30% consigam os 100% de infertilidade.

Estou exaurido com o tema

Já não bastava o dia de ontem para hoje logo pela manhã todas as pessoas com quem conversei terem abordado a questão da aceitação por parte de Durão Barroso do cargo de Presidente da Comissão Europeia.
Os impropérios usados para definirem a sua atitude não os vou referir mas não foram nada abonadores da sua pessoa. Houve até quem, tendo acabado por concordar com a observação que tudo isto foi urdido já algum tempo e que ele o sabia porque trabalhou para isso, não foi por acaso que por diversas vezes elogiou a política irlandesa e os seus resultados, já com objectivo de vir a ocupar o lugar. E o tal povo iletrado, devorador de telenovelas e futebol, não esquecendo o seu triste fado do dia a dia, compreendeu que existiu da sua parte uma atitude de pouca dignidade ao dizer aqui há uns dias atrás que não era candidato ao lugar, quando afinal tudo indicia que a sua escolha fez parte de uma concertada combinação entre diversos parceiros. Foi para ele uma maneira airosa de se safar de um governo que já não controlava nem acreditava e através dos indicadores de descida significativa da sua popularidade e sobretudo do executivo que liderava, tinha consciência que quando chegasse ao final do mandato e se realizassem eleições legislativas iria ter um resultado catastrófico se calhar uma votação que o partido jamais teria obtido em eleições legislativas anteriormente realizadas. Em conclusão. Acabou por essencialmente resolver o seu problema pessoal, deixou o seu partido numa disputa pela liderança, indicou para seu sucessor um militante que não é reconhecido por muitos de seus correligionários antes pelo contrário tem sido bastante contestado e nós todos continuamos sem saber qual vai ser a decisão que o nosso Presidente da República, vai tomar, embora ele próprio já se deva ter bem apercebido que a vontade popular defende a realização de eleições antecipadas. Não ouvi hoje uma única pessoa desejar que o PR aceite a possibilidade de sucessão do 1º. ministro, mesmo da parte daqueles que afirmam que nas últimas eleições neles votaram e que se arrependeram para os resto da sua vida.

Constitucionalistas de trazer por casa afirmam

Os “pategos” da esquerda não sabem interpretar a Constituição, eles sim, são os letrados e iluminados deste País que, como têm receio de enfrentarem eleições antecipadas, optam por afirmar energicamente que o Presidente da República só pode tomar uma decisão, aceitar a sucessão do 1º. ministro. Perante isto nada mais se pode acrescentar pois os factos são mais que evidentes, a contestação social vai estar presente intensamente a partir de agora nas ruas, numa manifestação inequívoca de que esta solução não serve os interesses da maioria dos governados.

Extemporânea conclusão

O ministro da Economia, Carlos Tavares, afirmou ontem perante as câmaras de televisão que a retoma do País não estava a passar pela realização do Euro 2004. Mas isso já todos nós sabíamos senhor ministro
não era necessário dar-se ao incomodo de nos vir explicar. Já aliás havia escrito que esta realização resumia-se à receita de bilheteira dos estádios, à venda de milhares de litros de cerveja pelos bares e restau-
rantes, alguma animação em termos de ocupação de quartos na industria hoteleira e nada mais que isso. Sim porque a tão propalada projecção do País além fronteiras, fica-se apenas e só pela transmissão dos
encontros de futebol. Sendo o seu ministério que tutela o turismo seria inteligente e natural que tivesse encomendado a uma empresa da especialidade a produção de um documentário sobre zonas de interesse
turístico existentes em Portugal, nomeadamente no alto Minho, a zona do Douro vinhateiro e o que de melhor temos de turismo rural estabelecendo contratos de publicidade com as cadeias de televisão que aí estão para dar cobertura ás transmissões dos jogos e então sim seria uma forma de promover turisticamente o nosso País. Mas nada disso aconteceu Portugal continua a ser divulgado através de agências de viagens naquilo em que a vulgaridade das praias algarvias, não representa qualquer atractivo para turista visitar.


Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 696,381 hits

Comentários Recentes

LouannEmoro em A doença do foro oncológico é…

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

Follow me on Twitter