Arquivo de Dezembro, 2004

Saudação de Ano Novo

Poucas horas restam
Para o ano terminar
Preocupações nos assaltam
Para o que se vai iniciar

Será que no próximo ano
Acontecerão tantas desgraças
Por culpa do ser humano
E de outras ameaças

Tal como se afirmou
Sempre nos anos bissextos
Nunca com eles combinou
Resultados na vida perfeitos

Vai ser pois para esquecer
O ano de dois mil e quatro
Foi basto em gente a morrer
E ficamos todos fartos

Já não bastava a invasão
Que gerou a guerra no Iraque
Foram catástrofes ao montão
Um pouco por toda a parte

Só me resta desejar
A quem me observe
O ano que vai entrar
Melhor sorte nos reserve

Solidariedade já e deixo uma sugestão

Cada vez que assisto a um telejornal e conheço novos desenvolvimentos sobre a enorme catástrofe asiática, fico absolutamente consternado. Não tinha previsto nenhum festejo a nível da passagem de ano, mas mesmo onde o irei passar consignarei metade do valor que gastaria com o festejo, no meu donativo para ajuda das vítimas desta catástrofe. Fica a minha sugestão, sobretudo para aqueles que não têm nenhuma folia especialmente agendada.

Claro que a notícia não me surpreendeu

Ficamos hoje a saber que Manuela Ferreira Leite vai encabeçar a lista por Lisboa dos candidatos do PSD que irão concorrer para deputados. Não me surpreendeu tal notícia como não me surpreenderá qualquer outra que se relacione com políticos deste partido.
Permito-me concluir atá que esta força política está a atravessar uma grave crise de valores, em termos de personalidades, porquanto não se vislumbra sequer,embora ainda não sejam conhecidas as listas que irão ser submetidas a sufrágio no dia 20 de Fevereiro, quais os restantes candidatos que as integrarão, porque não vamos ter oportunidade de conhecer um único deputado que já não o tenha sido em anteriores mandatos.

Então e agora senhores especuladores imobiliários

Vão continuar a vender a preços absolutamente especulativos terrenos e andares em zonas litorais que estão susceptíveis de ser devastados por um qualquer maremoto, que trague os prédios que se situem na costa litoral.
Ou vão começar a trocar o seu alto negócio de extorsão de dinheiro aos amantes da praia, por aqueles que já há muito preferem o campo e a floresta.

Mais depressa se apanham mentirosos do que coxos

Afinal já houve reconhecimento governamental de que efectivamente os atrasos no pagamento dos subsídios estão a ocorrer, o que vem mais uma vez provar que estamos perante a maior trapaça entre outras que também se verificaram no decorrer desta legislatura.

Avassaladora força da natureza aconselha meditação

Será que haverá quem não esteja condoído com o acontecimento recente que abalou a costa asiática destruindo e matando indiscriminadamente dezenas de milhares de pessoas, sobretudo crianças, sempre os seres mais indefesos.
Mais uma vez a mãe natureza se revoltou contra todos nós que andamos directa ou indirectamente a contribuir para a destruição do planeta em que vivemos. Mas dirão, isto são fenómenos naturais que naquela zona e ainda noutras devidamente identificadas, é previsível acontecerem. Pois mas essa previsibilidade não determina o grau de intensidade do fenómeno, sabendo-se através dos cientistas que estudam estas catástrofes que os factores de alteração climatérica que se tem vindo a registar e da nossa exclusiva responsabilidade contribuem para agravar a intensidade do acontecimento. Sendo nós uns insignificantes seres face à força da natureza, apetece perguntar, justificar-se-á, a construção deste mundo cada vez mais cão em que somos obrigados a viver nesta competição desenfreada que o poder económico nos impõe, sacaneando o parceiro sempre que se pode na tentativa de se atingirem patamares da sociedade para exibição de um estatuto não condizente com o extracto social de cada um. Quando
será que nos capacitaremos que esta competição deve parar sob pena de continuarmos a estragar o mundo em que vivemos, ignorando que a seguir a nós outras gerações se seguirão e vão com certeza responsabilizar-nos por termos contribuido para a destruição do mundo em que viverão.

Na Ucrânia foi o povo quem mais ordenou

Era previsível e ficou provado pela repetição ontem das eleições presidenciais na Ucrânia que o povo teve razão em contestar desde a primeira hora os resultados anteriores que deram a vitória fraudulenta ao candidato apoiado pelo presidente Putin que se tinha apressado a felicitá-lo.Embora esta tenha sido a primeira tentativa de afastamento seguiu-se outra ainda mais grave que foi a da eliminação física do presidente agora eleito, através do seu comprovado envenenamento que não sortiu o efeito desejado.
Todavia não me surpreenderá que outras tentativas de eliminação física possam ocorrer num futuro próximo porque os opositores não se irão conformar.


Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 690,586 hits

Comentários Recentes

António Barbosa em Consegui finalmente a estabili…

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

  • RT @fernando_cabral Blogger da Geórgia explica ataque ao twitter http://bit.ly/Oybo5: Fica assim provado que os russos são uns tipos porreir 7 years ago
  • não a favoreceu. Bem longe disso. 7 years ago
  • Isto por aqui está desinteressante, ninguém aborda ninguém, por falta de tema desafiante, adeus e passem muito bem 7 years ago
  • Será que a ideia de rasgar, vai contemplar o plano tecnológico, para que Portugal possa ficar, mais atrasado no resultado lógico 7 years ago
  • a compra de de tamiflu que nem sequer está aconselhado para combater esta estirpe 7 years ago

Follow me on Twitter