Arquivo de Fevereiro, 2005

A democratização do Iraque soma e segue

O senhor Bush deve-se sentir orgulhoso com a evolução na democratização do Iraque na sua qualidade de paladino libertador dos povos oprimidos. Hoje mais um ataque sangrento levado a cabo por um condutor suicída em que pereceram mais de uma centena de iraquianos encherá os sobreviventes de satisfação, por desta forma terem conquistado a sua liberdade e morrerem democraticamente numa fila para obtenção de emprego.

O novo Código da Estrada é estimulador da caça à multa

Imagem1.png
Esta é entre outras a tabela das coimas que irá estimular as autoridades fiscalizadoras do trânsito automóvel a desencadearem uma verdadeira caça à multa. Não ponho, nunca pus nem porei em causa a necessidade de se conter os indices de sinistralidade que se registam no nosso País. Mas não me parece que seja através destas coimas pesadinhas que as autoridades vão conseguir evitar o mesmo registo de mortes que as estatísticas nos têm revelado. De resto pergunto num acidente grave ou muito grave em que pereça o respectivo condutor responsável pelo acidente vão cobrar a coima ao morto, evidente que não. Mas pensam estes iluminados legisladores que os altos valores envolvidos nas contra-ordenações, se vão traduzir num não incentivador da pratica dos excessos que dão origem aos acidentes, nada de mais errada uma tal conclusão.
O Código vai entrar em vigor no próximo dia 26 de Março e vou seguir atentamente o resultado desta pouco inteligente medida profilática que é a de reduzir acidentes rodoviários por medo da multa.
Estarei atento ao procedimento das autoridades fiscalizadoras do trânsito rodoviário de molde a confirmar este meu raciocínio.
Voltarei depois de entrar em vigor este Novo Código e da implementação da tabela acima transcrita cujos técnicos e legisladores julgam ser dissuasora dos excessos rodoviários até agora cometidos pelos automobilistas, para comentar o resultado da sua eficácia.

A colaboração de Marcelo na televisão pública não me inspira inocência

Começou ontem a colaboração de Marcelo Rebelo de Sousa na televisão pública, num formato algo semelhante à sua participação anterior na TVI. Quando foi esse facto anunciado ocorreu-me logo que esta participação na estação pública de televisão não era inocente, embora tenham tido o decoro da mesma não se iniciar antes da realização das eleições dada a previsibilidade na tentação que este comentador teria de imediatamente passar a atacar o partido vencedor das eleições.
Até ao momento e porque nada sabemos quando ao elenco governativo que Sócrates irá escolher é absolutamente prematuro estar a fazer conjecturas sob pena das mesmas serem contrariadas num futuro próximo.
De resto este comentador, embora a estação pública pense o contrário, não irá ser uma mais valia em termos de aumento de audiência, porquanto a simpatia que gerou em seu torno face ao seu silenciamento,foi deitada por terra a partir do momento em que o mesmo se colou à campanha de Santana Lopes com o objectivo de eventualmente tirar dividendos.
Tal como todos aqueles que apoiaram o resignatário líder, este apenas lhe serviu para o desacreditar da virtude que através da colaboração com a TVI conseguiu granjear junto dos seus telespectadores.
Mas isso para ele deve lhe ser absolutamente indiferente o importante é que continua a sacar o dele para juntar a outros proventos que a malta vai obrigatoriamente contribuindo através da factura da electricidade.

Isto hoje está complicado tudo muito comprimido

Barbara Moore.gif

Congresso extraordinário vai ser realizado num distrito bastião

É verdade, ficamos a saber que o PSD disse não à realização do seu congresso extraordinário na cidade do Porto, porque afinal os digníssimos portuenses, resolverem também eles pegarem na sua vassoura, com a qual também ajudaram a desferir-lhe a vassourada monumental que levaram nas eleições realizadas no passado domingo.
Assim e num assomo de gratidão para com um dos poucos bastiões em termos de resultados distritais, vai o referido congresso realizar-se em Pombal, para gáudio dos leirienses e pombalenses.

Sob o espetro da perda da nossa independência

O general Loureiro dos Santos nosso conhecido nas análises televisivas sobre os conflitos internacionais armados, vem através de um artigo publicado no jornal o “Público”, referir que a independência de Portugal pode estar ameaçada, baseado em diversas leituras que fez nomeadamente de artigos inseridos no “La Vanguardia” e semanário “Expresso”. Relativamente à nossa independência económica, ela já se perdeu há algum tempo, pois estamos cada vez mais dependentes do exterior e não se
vislumbram melhorias, daí o facto da nossa balança se encontrar significativamente deficitária. Quando a isso estamos esclarecidos.
Mas da leitura do artigo parece ressaltar que objectivo do general Loureiro dos Santos, é a chamada de atenção para a tão desejada modernização das forças armadas, porque ele se tem batido. Ora o senhor general sabe tão bem como qualquer desconhecido cidadão que essa modernização implica um enorme esforço para o País e não me parece Suíça já teria
sido ocupada por um qualquer dos seus vizinhos, até porque tem muito mais interesse que nós por razões económicas.
Esse espectro lançado parece-me destituído de qualquer fundamento,até porque pela idade do general ele sabe muito bem que no tempo do ditador Salazar se existiu uma área em que ele nunca se preocupou foi com a modernização das forças armadas e Portugal nunca foi invadido. Quando eclodiu a luta armada pela libertação das ex-colónias o armamento de que dispunham as nossas forças armadas, era parco e no entanto deu para manter a nossa soberania, pois isso está fora de questão que alguma vez aconteça, mas para garantia a nossa participação como membro da NATO, modernizar em termos de equipamento as nossas forças armadas,mas também temos a no ção que não é nem deverá ser nos próximos anos esta necessidade considerada prioritária, uma vez que o reequipamento militar custa avultadas verbas e já é tempo de deixarmos de continuar a comprar sucata bélica aos americanos.

Caça às bruxas

Santana Lopes, embora não seja candidato para já a mais nada no seio do seu partido, sugere uma caça ás bruxas. Isto porque, embora se tenha escusado a referir nomes continua a pensar que foi prejudicado pelos membros contestatários do seu partido, nomeadamente, Cavaco Silva Pacheco Pereira, Ferreira Leite etc., ect.. Como se fosse possível alguém do eleitorado deixar-se influenciar pelas opiniões desfavoráveis dos referidos elementos e tivesse sido isso que pesou no apuramento dos votos. Continua pois a pensar que ele não nos forneceu motivos suficientemente fortes na sua má liderança governativa para que ainda fosse necessário ouvir essas opiniões que o não favoreceram.


Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 690,493 hits

Comentários Recentes

Maria em Cada vez mais me capacito que…

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

  • RT @fernando_cabral Blogger da Geórgia explica ataque ao twitter http://bit.ly/Oybo5: Fica assim provado que os russos são uns tipos porreir 7 years ago
  • não a favoreceu. Bem longe disso. 7 years ago
  • Isto por aqui está desinteressante, ninguém aborda ninguém, por falta de tema desafiante, adeus e passem muito bem 7 years ago
  • Será que a ideia de rasgar, vai contemplar o plano tecnológico, para que Portugal possa ficar, mais atrasado no resultado lógico 7 years ago
  • a compra de de tamiflu que nem sequer está aconselhado para combater esta estirpe 7 years ago

Follow me on Twitter