Arquivo de Dezembro, 2005

O nosso galardão

O amigo Golfinho do CoeXist atribuíu ex aequo o galardão de inovação no template ao congeminacoes, enresinados e ao caixadepregos.
Pois nada melhor que o dia de hoje para juntar o útil ao agradável e festejar também esta distinção.
Logo caro amigo Golfinho brindarei à sua saúde e de todos os amigos que por aqui têm passado ao longo da existência deste blog.

O presidente eleito da Bolívia, Evo Morales, destacou as semelhanças dele com o presidente de Cuba, Fidel Castro, depois de uma recepção entusiasmada em Cuba, na sua primeira viagem ao exterior depois da histórica vitória obtida nas eleições do dia 18

20051216043655morales300.jpg

Morales, que será o primeiro presidente da Bolívia de origem indígena, disse que a reunião dele com Fidel Castro simboliza “o encontro de duas gerações pela luta da dignidade, de duas revoluções pela vida e pela humanidade”.

Fidel Castro, que chegou a enviar um avião oficial para buscar Morales na Bolívia e levá-lo de volta, disse, por sua vez, que não há nada que Cuba não faria por seus irmãos bolivianos.

Durante o encontro, foi firmado também um acordo bilateral entre os dois países que prevê cooperações nas áreas de saúde e educação.

Entre os itens do trato, está a criação de um orgão que deve garantir operações oftalmológicas “de qualidade e gratuitas” a bolivianos pobres, realizadas por especialistas cubanos.

Já a Bolívia se comprometeu a oferecer instalações adequadas para atender a até 100 pacientes por dia.

Capacete

No encontro com Castro, Morales deu ao presidente cubano um capacete de mineirador enviado pela Federação das Cooperativas de Mineiração da Bolívia.

Depois da reunião, os dois participaram de uma entrevista coletiva em que Fidel Castro aproveitou para dar conselhos a Morales.

“O perigo do magnicódio (assassinato de pessoas em cargos importantes) é permanente. Quem diz isso um que já sobreviveu a uns 100 planos”, disse o líder revolucionário.

“Evo tem que se cuidar”, acrescentou Castro, afirmando que ambos têm “o mesmo adversário”.

Analistas afirmam que uma relação muito próxima entre Cuba e Morales pode alarmar o atual governo americano, que já estaria preocupado com o crescimento da esquerda na América Latina.

Golpe

No entanto, Morales afirmou não temer um golpe de Estado.

“Qualquer golpe seria uma aventura. Qualquer tentativa de golpe fracassará”, disse o presidente eleito.

O acordo fechado entre Morales e Castro também inclui iniciativas de apoio tecnológico e profissional cubano para desenvolver na Bolívia uma campanha de alfabetização que atinja toda a população boliviana.

O documento também garante que os dois países devem explorar a cooperação para eventuais intercâmbios académicos, científicos e culturais.

Evo Morales deve voltar para a Bolívia neste sábado e prentende visitar, a partir do dia 3, Espanha, França, Bélgica, Àfrica do Sul, China e Brasil, onde deve chegar no próximo dia 13.

Notícia da BBC Brasil

Claro que estas declarações vão irritar o Bush e todos os restantes países onde os regimes capitalistas são a palavra de ordem. No entanto é curioso reparar como preocupação inicial do presidente boliviano a cooperação com Cuba no âmbito da educação e Saúde do seu País, duas das suas principais chagas sociais que,como temos isso bem demonstrado não cabem nos regimes de cariz capitalista

Mensagem de Ano Novo

Está prestar a terminar
O ano de dois mil e cinco
Nada fica para recordar
A não ser o aperta o cinto

E o novo que se anuncia
Nossa vida vai agravar
Já muito tal se previa
Pois a crise está para durar

Só me resta desejar
A todos um novo ano
Que a vida não vai melhorar
Com discursos do engano

Não devemos desistir
Deste nosso empenhamento
Vão-nos continuar a mentir
A todo e a qualquer momento

Ifourth.gif

Hollywood é ‘cruel’ com mulheres com mais de 40

20051229111947halle.jpg
Desse quarteto, talvez a pessoa mais famosa, a atriz vencedora do Oscar Halle Berry, seja que tem mais a temer.

Hollywood tem experiências deprimentes envolvendo mulheres de 40 anos.

Ainda na flor de sua juventude, estonteantemente bonita e muito requisitada, talvez Berry prove ser a excepção à regra. Porém, Hollywood está cheia de histórias de actrizes de idade que vêem sua carreira despencar depois de passar do grande 4-0.

“Um exemplo perfeito é Michelle Pfeiffer”, afirma James Parish, um especialista na história de Hollywood.

A actriz que interpretou papéis em Scarface e Batman – O Retorno não recebe um papel principal há anos.

“Ela faz poucos filmes – não porque não é talentosa, não porque não é bonita de uma forma madura, mas simplesmente porque não existem muitos papéis para mulheres com mais de 40”, afirma Parish.

“Especialmente quando você é conhecida por papéis sensuais, é muito difícil actuar neste tipo de papel quando você está nos seus 40.”

‘Carne fresca’

A protagonista de Uma Secretária de Futuro, Melanie Griffith, de 48 anos, está no mesmo barco.

“Ela merece trabalhar. É uma actriz maravilhosa e Hollywood é bem cruel com mulheres que passam dos 40”, afirmou o marido de Griffith, Antonio Banderas.

“às vezes você sente que Hollywood só quer saber de carne fresca. Eu sei que é culpa da economia e das finanças, mas eu me sinto mal por ela, porque acho que eles estão subutilizando uma actriz que ainda tem muito a dizer.”

Os homens tendem a ser mais favorecidos em Hollywood, apesar de George Clooney, de 44 anos, ter decidido que seus dias em frente das câmeras estão contados.

“Uma carreira de actuação normalmente tem uma vida útil de dez anos até as pessoas cansarem de te ver”, explica ele.

“É bom poder recorrer a um outro emprego e eu realmente gosto de dirigir.”

Público jovem

Estrelas jovens atraem o público jovem e é ele que interessa aos anunciantes.

“A maioria dos espectadores de cinema tem menos de 30 anos, porque pessoas mais velhas são desencorajadas de ir ao cinema”, diz Parish.

“Não é muito confortável ir ao cinema, onde todos estão gritando. É muito mais conveniente ficar em casa, ainda mais quando o divertimento caseiro está ficando cada vez mais sofisticado.”

Porém, existem excepções à regra. A carreira de Susan Sarandon, de 59 anos, não parece ter sido amaldiçoada pela idade. Quatro de suas cinco indicações ao Oscar vieram após os 40 anos. Ela recebeu o prémio de melhor actriz por sua actuação em Os últimos Passos de um Homem em 1996.

“Ela ainda actua em papéis principais, ela protagoniza uma mulher madura e é capaz de encontrar vários papéis diferentes, o que faz com que ela não seja apenas uma atriz convidada nos filmes”, afirma Parish.

da BBC Brasil

Esta atitude da industria cinematográfica pode revelar que afinal uma actriz não é avaliada pelo seu talento mas apenas pelo seu aspecto físico. Lamentável a todos os títulos esta atitude.

Para ti Miguel

Muitos parabéns filho
por este dia em que nasceste
pelas alegrias que nos deste
mesmo quando nos aborreceste

Que a vida te sorria
e que te faça sempre feliz
para depois algum dia
não dizeres, mas eu não quis

Também depende de nós
contribuir para felicidade
sabendo que não estamos sós
mesmo quando de tenra idade

Termino com um desejo
o de deixares de fumar
pois cada vez que eu te vejo
lembro-te que não é salutar

Tem razão Garcia Pereira quando acusa a comunicação social de discriminação no tratamento dos candidatos

Desde o primeiro momento em que ele anunciou a sua candidatura que foi discriminado pela comunicação social, que não lhe tem dado qualquer revelo nem tão pouco proporcionado debater com outros candidatos as suas ideias.
Se é certo que Garcia Pereira já nos habituou noutras idênticas candidaturas a ser um natural perdedor, também é um facto que a comunicação social não lhe atribui qualquer importância, discriminando-o em relação aos restantes concorrentes.

O homem acusado de organizar o assassinato do jornalista Carlos Cardoso, em Novembro de 2000, foi finalmente levado a tribunal. Os moçambicanos esperaram durante cinco anos por este julgamento.

20051201143526_41074944_anibal203.jpg

Por altura da sua morte, Carlos Cardoso estava a investigar uma fraude de 14 milhões de dólares ligada à privatização de bancos moçambicanos nos anos 90.

O que descobriu certamente deixou inquietos alguns membros da elite política de Moçambique.

Muita gente espera que Aníbal dos Santos Júnior, “Anibalzinho”, implique o filho do antigo presidente Joaquim Chissano.

Fugas

Anibalzinho foi preso, pela primeira vez, em 2002. A única razão por que levou tanto tempo a comparecer em tribunal foi porque fora “ilicitamente posto em liberdade” da cadeia de alta segurança de Maputo.

Acredita-se que, das duas vezes que ele escapou da mesma cadeia, fê-lo com a ajuda de “gente poderosa”.

Depois da sua primeira fuga, foi recapturado na Árica do Sul em Janeiro de 2003 e extraditado para Moçambique apenas algumas horas depois de ter sido condenado à revelia por homicídio. Ele recorreu da sentença.

Em finais de 2004, o Supremo Tribunal ordenou que Anibalzinho tinha direito a um novo julgamento porque o primeiro havia sido feito na sua ausência – apesar mesmo dessa ausência ter resultado da sua fuga da cadeia.

Extradição

Mas Anibalzinho voltou a escapar. Desta vez reapareceu no Canadá, onde pediu asilo alegando perseguição política no seu país.

As autoridades canadianas rejeitaram o pedido e extraditaram-no para Moçambique.

Anibalzinho é acusado de ser o “autor material” do assassinato. Por outras palavras, é acusado da organização do plano que levou à morte de Carlos Cardoso.
20051201143659_39395407_cardoso203.jpg

As investigações destemidas de Carlos Cardoso poderão ter-lhe custado a vida

Ele não é acusado de ter morto o jornalista pelas próprias mãos. O executor foi Carlitos Rachid, que está a cumprir pena de prisão. Também condenado pelo crime foi Manuel Fernandes, que ajudou no assassinato.

Implicados

O mistério mais intrigante neste caso é quem foi que recrutou os serviços de Anibalzinho.

Durante o julgamento de Carlitos Rachid e de Manuel Fernandes, em 2002, foram apresentados testemunhos segundo os quais Nyimpine Chissano – o filho do então presidente Joaquim Chissano – havia solicitado o pagamento a Anibalzinho do equivalente a 50 mil dólares.

Agora que Anibalzinho está finalmente em tribunal, os moçambicanos estão ansiosos por saber se este fará ou não acusações similares.

Carlos Cardoso nasceu em Maputo (na altura Lourenço Marques) em 1949 e era da terceira geração de moçambicanos de descendência portuguesa.

Vida política

Ele fez os seus estudos universitários na África do Sul antes de se engajar politicamente na luta contra o apartheid – o que levou á sua expulsão daquele país em 1975.

Regressou ao recém-independente Moçambique numa altura em que muitos moçambicanos de raça branca – incluindo alguns membros da sua própria família – fugiam para Portugal e para a África do Sul.

Cardoso identificou-se com os objectivos políticos da Frelimo nos seus esforços para edificar um Moçambique independente e socialista.

Apesar de, em algumas ocasiões, ter entrado em conflito com as autoridades – que queriam um controlo mais centralizado dos media, ele manteve como um crítico mas apoiante leal de um governo que, na altura, estava a ser atacado pela Renamo – apoiada pela África do Sul.

Novos ricos

Os anos 90 trouxeram a paz para Moçambique, mas também uma profunda reestruturação económica e um programa de privatizações.

Carlos Cardoso acompanhou, com incredulidade, o emergir de uma classe que enriquecia devido ao seu acesso privilegiado aos antigos recursos estatais.

E, ao que parece, a sua determinação em expôr as ilegalidades desse processo acabou por lhe custar a vida.

Da BBC Brasil

E o que acontece a quem mexe na porcaria, fica sempre a cheirar mal. Mas honra seja feita a um moçambicano de origem europeia que tentou denunciar o novo riquismo através da falcatrua naquele País


Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 695,895 hits

Comentários Recentes

LouannEmoro em A doença do foro oncológico é…

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

Follow me on Twitter