Arquivo de Fevereiro, 2007

Pessoalmente julgo que isto não passa dum processo de intenções dos governos europeus

O blog um amador da natureza 2 , sob o título “Estou baralhado“, publicou o seguinte post:
Na cimeira de 8-9 de Março os primeiros-ministros/presidentes da União Europeia vão votar quanto à imposição de biocombustíveis.
Como sabem os biocombustíveis são produzidos a partir de material vegetal (desde milho a óleo de fritos) e permitem reduzir (em teoria!) o consumo de combustíveis fósseis e portanto ajudar os objectivos europeus quanto ao Protocolo de Quioto.

A indústria automóvel está a favor da obrigatoriedade de elevadas percentagens de biocombustíveis para a Europa porque assim pode ser que evitem a imposição de limites de velocidade (embutidos nos próprios carros) e a introdução de medidas exigentes de eficiência energética. Estas são as duas medidas que realmente são necessárias, mas claro que vão fugir quanto puderem. A indústria da engenharia genética está aqui metida na esperança de que os biocombustíveis signifiquem um grande novo mercado para as suas colheitas de Frankenstein.”

Deixei-lhe este comentário sobre esta questão:
A protecção do meio ambiente é cada vez mais uma obrigação. Mas como se sabe os interesses económicos colidem com esse, porque os lideres mundiais ascendem ao poder através de campanhas subsidiadas também por grandes empresas que se dedicam à exploração do petróleo e seus derivados, naturalmente que ficam à partida prejudicadas todas as intenções no sentido de se preservar o ambiente, casa vez mais afectados pelo CO2 libertado pelos escapes dos automóveis por consumirem combustíveis fósseis.
Não estamos por isso em presença de nada de novo no tocante aos combustíveis alternativos e menos poluentes. Pessoalmente não acredito na implementação nem a curto nem a médio prazo de medidas incentivadoras do consumo de biocombustíveis, até porque isso embora fosse um grande contributo para a melhoria do meio ambiente, não o era no sentido da receita fiscal que provém da aplicação sobre os combustíveis fósseis e que os governantes
tanto apreciam.

Um bebê que foi considerado morto depois de um ataque cardíaco voltou à vida 30 minutos depois, quando seus pais já se despediam dele.

20070228112755070228woody203.jpg

A equipe médica do Hospital Geral de Leeds, na Grã-Bretanha, tentou sem sucesso ressuscitar o bebê Woody Lander, de duas semanas.

Ele foi entregue sem vida para que os pais, Jon e Karen Lander, pudessem se despedir.

Depois de meia hora o casal ouviu o bebê tossindo e os médicos conseguiram fazer com que seu coração voltasse a bater. Agora com 14 meses de idade, Woody recebeu um atestado de que sua saúde é perfeita.

Viagem

O pai, Jon Lander, um funcionário público de 34 anos de Leeds, estava viajando com sua esposa de 33 anos para a casa de seus pais em Norfolk, em dezembro de 2005, quando notou que seu filho ficou muito pálido e frio.

Woody foi levado para o setor de emergência do Hospital Geral de Leeds onde sofreu um ataque cardíaco. Depois os médicos descobriram que o bebê tinha um bloqueio na aorta.

“Estávamos arrasados”, contou ele ao Yorkshire Evening Post. “Depois do que pareceu uma eternidade, o médico saiu e disse ‘Acho que fizemos tudo o que podíamos’. Eles chegaram ao limite da ressuscitação, disseram ‘acabou’ e entregaram Woody para que nós nos despedíssemos”, disse ele ao jornal britânico.

“Eles (os médicos) começaram a retirar os tubos (do bebê) e foi quando ele começou a estremecer. Eles conseguiram fazer o coração voltar a bater e ele voltou à vida na nossa frente.”

Recuperação

Exames do cérebro do bebê mostraram que não ocorreu dano duradouro e os médicos afirmaram que a criança terá uma vida normal.

“Ainda não sabemos o que aconteceu. Apenas sabemos que ele é um pequeno milagre. Os médicos falaram que nunca ouviram falar de ninguém voltar depois de 30 minutos aparentemente sem vida, ainda mais um bebê”, disse Jon Lander ao Yorkshire Evening Post.

“Mas as pessoas no hospital foram inacreditáveis e fizeram o milagre acontecer”, acrescentou.

Lander espera agradecer o Hospital Geral de Leeds correndo ainda em 2007 a maratona de dez quilômetros 10h Run for All, estabelecida por uma paciente que sofre de câncer.

O pai do bebê espera levantar verbas para um Fundo de Cirurgia Cardíaca para Crianças, que funcionará no hospital.

da BBC Brasil

O quanto sei avaliar o drama destes pais, porquanto a minha filha passou por uma experiência semelhante, não de 30 minutos mas de alguns segundos com a sua filha de mes e meio que fez paragem cardíaca na Quadra do Natal e não fora a sua reacção de a reanimar com respiração boca-boca e ela teria falecido, segundo depois os médicos da urgência de pediatria do Hospital São Francisco Xavier o afirmaram.

Será que o Macedo vai sair

Gostaria de acreditar
nesta prevista saída
mas quem lá irá ficar
a fazer pela sua vida

Estes lugares apetecidos
não são pois para confiar
aqueles que estão convencidos
da sua capacidade para os ocupar

Por incrível que pareça
a missa de acção de graças
não evita que aconteça
a um homem certas desgraças

Quanto afinal custou
o período de permanência
em ordenados que arrecadou
durante a sua vigência

Como Director-Geral
de contribuições e impostos
que todos aceitamos mal
pagos com os nossos impostos

A imoralidade da cobrança no seguro automóvel

Já uma vez abordei este tema, mas julgo que não será demais voltar à carga, isto porque efectivamente ninguém protege o consumidor neste País pese embora a existência dum Instituto que se diz de Defesa do Consumidor. Estão quase a cumprir-se cinco anos sobre a data da troca de automóvel, adquirindo um novo para substituição do então existente e dado o seu custo entendi conveniente fazer um seguro contra todos os riscos. Comecei por pagar, optando pela modalidade semestral do prémio de seguro, um valor anual acima dos mil euros, na expectativa de que à medida que o automóvel se fosse depreciando o seu preço fosse baixando. Mas tal não aconteceu. Todos os anos, aquando do vencimento do 1º. semestre do prémio do seguro recebo uma carta da seguradora a felicitar-me por continuar a ser um bom condutor dado não ter registado qualquer acidente, mas e aqui sempre o buzilis da questão, chamando-me a atenção para o aumento da sinistralidade automóvel e face aos prejuízos resultantes dos mesmos para as seguradoras, ter havido um agravamento do seguro e todos os anos registou-se a mesma lenga-lenga e sendo certo que estão praticamente decorridos 5 anos sobre a compra do automóvel continuo a pagar mais de mil euros anuais pelo seguro do automóvel com danos próprios quando é sabido que nesta altura ele nem sequer vale metade do seu custo inicial. Será que as entidades oficiais não vêm isto. Não será isto uma imoralidade, para lhe não chamar um roubo autorizado. Então as seguradoras afirmam que a sinistralidade automóvel causa-lhes prejuízos e depois põem os segurados a pagar esses prejuízos. Mas afinal quem é que está a suportar os prejuízos resultantes dos acidentes rodoviários,
são os segurados do ramo automóvel ou as seguradoras?
Julgo neste caso não haver dúvidas. Quem está a suportar os encargos com a sinistralidade automóvel não são as seguradoras mas sim os segurados que não têm registo de acidentes. Até quando vai continuar a verificar-se esta escandalosa exploração autorizada?

O porquê do aumento do preço da água

Recentemente foi anunciado, aliás como sempre acontece no início de um novo ano, o aumento de preço da água para juntar a todos os outros que também foram revistos. À primeira vista ninguém encontra justificação para que tal tenha acontecido, sobretudo se tivermos em linha de conta que tanto no ano que findou como neste que se iniciou tem havido um registo considerável de pluviosidade facto que assegura e tal já foi dito uma reserva necessária para manter os abastecimento regular da população durante a época do verão. De resto não foi há muito tempo que as barragens que possuímos tiveram que realizar descargas que provocaram inundações face ao elevado nível das albufeiras. Tendo por base este factor importante do registo constante de chuvas não parece a ninguém que se justificasse a medida do aumento do tarifário da água, a não ser que, face à anunciada escasses de água as entidades que exploram este recurso, nomeadamente a EPAL, para além de pretender aumentar os ordenados aos membros do conselho de administração, se disponha a construir reservatórios de água de grande dimensão por forma a assegurar o abastecimento de água às populações em anos cuja pluviosidade seja escassa o que muito sinceramente não acredito.

Mais uma recebida por e-mail por achar interessante publico

CUIDADO COM AS INSCRIÇÕES NOS CLUBES DE NUDISMO SEM LEITURA PRÉVIA DOS REGULAMENTOS

Um homem entra para um clube de nudismo muito exclusivo.

No primeiro dia, ele despe-se e vai dar uma volta pelo clube para
conhecer as instalações.
Uma linda lourinha passa por ele, roçando-o levemente, o que deu
origem a que o homem tivesse uma erecção. A mulher percebe a erecção
e pergunta-lhe baixinho:

– Chamou por mim?

– Como?

– O senhor deve ser novo no clube. Eu explico-lhe: Há uma regra aqui
no clube que se você tiver uma erecção ao ver uma mulher, é o mesmo
que estar a convidá-la para fazer sexo!
Sorrindo, ela leva-o para um local discreto, deita-se numa toalha,
puxa-o para si e fazem sexo com muito entusiasmo.

Depois de terminado o acto, o homem feliz da vida continua a explorar
as dependências do clube. Entra na sauna e, ao sentar-se, descuida-se
e dá um pum bem sonoro. Apareceu-lhe à frente um tipo forte, peludo,
saindo da nuvem de vapor que
pergunta:

– Você chamou por mim?

– Eu não, porquê?

– Você deve ser novo aqui, diz o outro
– Há uma regra neste clube que se você peidar, fica implícito que
você está a convidar um homem para fazer sexo…

E o tipo musculado sem mais conversas, vira-o de costas, curva-o para
a frente e enraba-o.

O homem quando se consegue livrar do outro vai a cambalear até ao
escritório do clube onde é recebido com um sorriso pela simpática
recepcionista toda nua:

– Posso ajudá-lo, senhor?

O homem todo lixado da vida, responde:

– Aqui está a minha carteira do clube. Pode ficar com ela. E pode
ficar com os 100 euros da matrícula.
– Mas o senhor esteve aqui tão pouco tempo. Ainda nem deu para
conhecer todos os nossos atractivos… O homem responde:

– Olhe aqui, menina, eu tenho 68 anos, tenho apenas uma erecção por mês,
mas peido-me umas 15 vezes por dia.

Vou mas é já embora!!!!!

Atenção pois à recomendação, sobretudo para quem sofre de excesso de flatulência

Não me consigo calar

Não me consigo calar
Basta de tantos enganos
O das assistentes avaliar
Filhos dalguns pais tiranos

Sucessivos são os casos
De crianças maltratadas
Quando afinal os seus pecados
Foi por não serem desejadas

Avaliam mal as situações
Por não serem competentes
Criam falsas ilusões
De serem muito eficientes

Surgem casos todos os dias
De crianças maltratadas
Porque afinal nas suas vidas
Passam por ser atormentadas

Do acompanhamento mal feito
Resulta sempre a impunidade
Por incompetência ou defeito
Duma irresponsável entidade

A Segurança Social
Que as mantém no exercício
Façam bem ou façam mal
O papel do seu ofício

Dos erros na avaliação
Sucedem-se os casos de morte
Envolvendo a violação
Dos filhos da pouca sorte


Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 695,847 hits

Comentários Recentes

LouannEmoro em A doença do foro oncológico é…

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

Follow me on Twitter