Arquivo de Julho, 2007

A partir de amanhã o País praticamente pára

São diversas as firmas que encerram as suas portas para férias do seu pessoal, os serviços públicos neste mês de Agosto ficam com os seus serviços assegurados por menos de metade dos seus efectivos, os políticos também vão para férias e os magistrados judiciais têm nesta altura as chamadas férias judiciais. Ou seja isto repete-se todos os anos, o País quase deixa de funcionar porque o sector privado e público entra em férias. Os poucos colaboradores que ficam a assegurar os serviços que se mantêm em funcionamento como não são suficientes para as necessidades de atendimento do público é impensável alguém julgar ou pretender no mês de Agosto conseguir resolver algum problema que se lhe depare. Não está em causa discutir um direito que eu próprio também usufruo, mas atendendo aos três meses de Verão de que todos nós dispomos, parece-me no mínimo absurdo o facto de se determinar que o mês de eleição para a maioria das pessoas tenha necessariamente de ser Agosto para o gozo das férias a que têm direito.

Estará este senso devidamente avaliado

Temos ouvido ultimamente notícias de que a população portuguesa está a decrescer face ao registo na quebra de natalidade. Acredito que o Serviço Nacional de Estatística tenha por obrigação dispor de dados absolutamente correctos porquanto já assim era muito antes as Conservatórias do Registo Civil são obrigadas a preencher uns verbetes dando conta do número de assentos de nascimento ocorridos mensalmente. Encontrando-me de férias tenho frequentado com os meus netos a praia onde já seus pais haviam frequentado, tendo ali aprendido a nadar. A praia está cheia, sobretudo com casais e jovens mães acompanhadas com filhos de tenra idade e outros mais crescidos. O seu número é significativo levando-me por essa razão a questionar se efectivamente os dados revelados pelo Serviço Nacional de Estatística estarão efectivamente correctos pela simples razão de que esta presença de crianças na praia não se regista apenas e só naquela que tenho frequentado mas em muitas outras por onde tenho passado.

Cientistas identificam factores genéticos associados com esclerose múltipla

da France Presse, em Paris

Cientistas anunciaram a descoberta de dois novos genes susceptíveis de aumentar o risco de uma pessoa vir a sofrer de esclerose múltipla –uma doença inflamatória que afecta a medula espinal e o cérebro–, segundo estudos publicados na “Nature Genetics” e no “New England Journal of Medicine” neste domingo (29).

Estas pesquisas podem trazer um novo esclarecimento sobre as causas da esclerose múltipla, provavelmente ligadas a uma interacção entre a susceptibilidade genética e factores ambientais.

Entre as pessoas que sofrem de esclerose múltipla, por motivos ainda pouco compreendidos, o sistema imunológico ataca a bainha de mielina, dispositivo responsável por recobrir e isolar as fibras nervosas e que desempenha um papel isolante como se faz com os fios elétricos.

Esta destruição causa uma espécie de “curto-circuito”, obstruindo a passagem do fluxo nervoso e causando problemas motores, no equilíbrio, na fala e na visão, entre outros.

Vários genes envolvidos no desenvolvimento da doença já haviam sido identificados nos anos 70 no cromossoma 6.

Os novos avanços aparecem 30 anos depois que equipes de pesquisadores compararam as sequências de DNA de milhões de pacientes que sofrem de esclerose múltipla com as de pessoas que não têm a doença.

Os novos genes identificados controlam a fabricação dos receptores de interleucina (interleucina-7, IL-7 e IL-2), proteínas que servem como “antenas” na interface das células imunológicas. As mínimas variações da sequência destes genes trazem um risco adicional de 20% a 30% de o paciente vir a desenvolver a esclerose múltipla.

Entre as pessoas com essa incidência, a sequência particular (variante) de um gene situado no cromossoma 5 levaria a uma menor presença de receptores IL-7 na superfície das células, mas traria também uma maior concentração delas dentro do soro sanguíneo, de acordo com o trabalho de Jonathan Haines e de seus colegas. Isto resultaria em uma alteração da actividade do sistema imunológico.

Os pesquisadores também identificaram as variações do gene IL-2R (receptor alfa para a interleucina 2), cujo envolvimento com outras doenças imunológicas já foram identificadas, entre elas a diabetes tipo 1.

“Cada gene contribui para apenas uma parte do risco. A grande questão é compreender como eles interagem uns com os outros”, afirmou David Hafler, da Harvard Medical School, nos Estados Unidos.

Os genes com susceptibilidade à esclerose múltipla descobertos nos anos 70 diziam respeito ao sistema de identidade do tecido, ou seja, proteínas destinadas a permitir ao sistema imunológico distinguir o que é seu daquilo que não é, e então de saber identificar as células de nosso próprio corpo, sem confundir com os microorganismos invasores.

da Folha Online

Pelos vistos deste 1970 até 2007 muito pouco se avançou nesta área e embora os laboratórios de produtos farmacêuticos continuem a argumentar que a razão do aumento das drogas que produzem está no facto de gastarem muitos milhões em investigação, eu pessoalmente tenho muitas dúvidas que sejam assim tantos. De resto baste ver. Citando este resultado, podemos concluir que foram necessários 37 anos para se fazer um ligeiro avanço numa doença que já existe há muitas décadas e para a qual também não existe solução, nem sequer garantindo os investigadores deste estudo que os resultados da terapia que for então aconselhada para o tratamento desta enfermidade venham a produzir melhores efeitos que os medicamentos presentemente receitados.

A irresponsabilidade de Bagão Félix vai resultar no pagamento pelo Estado a directores substituídos, porque o Tribunal Administrativo reconheceu não ter havido motivos que justificassem a sua substituição

Já em tempos tinha abordado esta questão dos governantes deverem ser responsabilizados quando tal pelos actos de má gestão e lesivos do erário público. É certo que jamais seria possível neste país assistirmos à penalização dum qualquer ex-governante por ter cometido um acto de irresponsabilidade governativa lesiva dos interesses do Estado e assim vamos continuar. Mais uma vez ficamos a saber que Bagão Félix ex-ministro do Trabalho e Segurança Social do anterior Governo de Coligação é o responsável pelo pagamento de um milhão de euros que o Estado vai ser obrigado a efectuar aos directores do Instituto de Segurança Social nomeados por António Guterres que sem qualquer justificação foram substituídos pelos boys do CDS e PSD. Será pois o pagamento destas indemnizações mais um contributo para o desequilíbrio das contas públicas, porque como também já citei em post anterior andamos a ser governados por políticos que não passam duns medíocres aprendizes dos cargos para os quais são normalmente nomeados e que afinal não possuem qualquer qualificação a não ser motivados apenas e só pela sua cor política.

Não me resta outra alternativa para continuar desistindo da ideia de parar

Quem me vai visitando e lendo constata que não sou um telespectador assíduo pela simples razão de que em matéria de televisão ainda que subscritor há vários anos da TVCabo, raramente consigo ver um programa com interesse. Em baixo manifestei a necessidade de fazer uma pausa de reflexão no sentido de continuar ou não nestas lides da blogosfera, face a uma desmotivação que se vem acentuando de algum tempo a esta parte. Mas nestes últimos dias cheguei à conclusão que, para além da possibilidade que disponho de escolher um ou mais livros e recomeçar a leitura também ela interrompida há algum tempo, ver programas de televisão não é do meu ponto de vista uma alternativa interessante está mesmo muito longe de o ser. Assim e face a esta incontestável realidade dos nossos dias só me resta continuar por aqui.

Remédio aumenta risco de paragem cardíaca

Mariana Pereira de Almeida
De Londres
20070727164802diabetes_rosiglitazone_cred203.jpg

Medicamentos podem dobrar chance de paragem cardíaca
Substâncias conhecidas como thiazolidinediones, usadas no tratamento da diabetes, podem dobrar o risco de uma paragem cardíaca, segundo uma pesquisa liderada pela Universidade de East Anglia, na Grã-Bretanha.

Elas ajudam a tornar as células mais sensíveis à insulina, hormonio que permite a absorção de glicose para produzir energia.

Os pesquisadores avaliam que a retenção de líquido provocada pela substância pode ser o problema.

Os principais genéricos dela são o Rosiglitazone (do laboratório GlaxoSmithKline), cujo nome comercial é Avandia, e o Pioglitazone, também chamado de Actos (vendido no Brasil pelo laboratório Abbott).

O levantamento estima que uma em cada 50 pessoas que tomaram um dos remédios durante mais de dois anos precisa de internação hospitalar por causa de problemas no coração.

“Isso significa que os medicamentos para a diabetes podem ter provocado milhares de casos de paragem cardíaca”, disse o coordenador da pesquisa, Yoon Loke.

No ano passado, os médicos britânicos emitiram 1,5 milhão de receitas recomendando o uso do Rosiglitazone e do Pioglitazone.

O estudo, que foi publicado na revista Diabetes Care, pede que as autoridades reguladoras repensem a venda das drogas.

Os pacientes foram aconselhados a não parar de tomar os remédios de repente, e sim consultar um médico.

Os dois medicamentos são comercializados no Brasil. Há um mês, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou no seu site uma nota do laboratório que produz o Avandia defendendo o uso do produto.

O texto é uma resposta a um outro artigo contra o medicamento publicado no New England Journal of Medicine.

da BBC Brasil

Esta é mais uma daquelas notícias que vem reforçar a minha convicção que os medicamentos além de não se mostrarem eficazes no tratamento de certas enfermidades, acabam por muitas vezes prejudicarem os doentes noutros orgãos que se encontram sãos e neste caso até contribuirem para a sua morte.

Sinceramente não sei se isto é o prenúncio de algo que desejo não aconteça

Já passei por isto numa outra fase assim como outros amigos que andam nestas lides, uns acabaram mesmo por desistir. Fecharam a loja e pronto. Estão quase a completar-se 4 anos de blogosfera e muito sinceramente face ao desencanto em que me encontro chego a interrogar-me se valerá a pena continuar tal como outros armados em Dom Quixote a lutar contra moinhos de vento que nos levam as mensagens para bem longe sem tão pouco os destinatários se dignarem lê-las. Somos uma espécie de pregadores no deserto, onde nem sequer o silvo do vento nos responde. Vou fazer uma pausa para reflexão embora também não me apeteça fechar a loja, por constatar que as vendas baixaram significativamente, mas como não vivo disto por tão pouco se tratar dum negócio, depois se verá.


Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 694,166 hits

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

Follow me on Twitter