Arquivo de Novembro, 2008

É preciso ter-se uma grande lata

Ontem perante as câmaras de televisão este comendador “mal falante”, que conseguiu assentar arraiais no Centro Cultural de Belém montando um Museu de Arte Contemporânea com 863 peças, num memorável acordo com o Governo de Sócrates que lhe concedeu o usufruto do espaço por 10 anos, depois desta dita colecção ter andado encaixotada por vários países da Europa com o objectivo de uma boa negociata, dizia, Joe Bérard comentando o empenhamento de Victor Constâncio o Governador do Banco de Portugal em arranjar solução para a crise de insolvência do Banco Privado Português, disse não entender esta preocupação, mas já que ela aconteceu ele também é filho de Deus e tem o mesmo direito de ser igualmente beneficiado pelo Estado Português, depois de ter conseguido o que sabemos e quanto mais não conseguirá.

140

É preciso ter-se muita lata para se permitir fazer uma afirmação destas depois do excelente negócio que fez com o actual governo na instalação do seu Museu. Mas não só conseguiu silmutâneamente e à semelhança de outras personalidades que oportunisticamente conseguiram criar Fundações que segundo a opinião de Miguel Sousa Tavares, publicada já a algum tempo no Expresso e da qual extraí esta parte, com excepção da Fundação Gulbenkian essa sim um modelo de funcionamento e que muito tem contribuído para a Cultura em Portugal, as demais apenas se servem do estatuto de utilidade pública de que beneficiam para realizar as suas fugas ao Fisco.

“E o mesmo em relação à Fundação do comendador Berardo, também, ao que parece, alvo de suspeitas. Para que serve uma Fundação? Serve para aplicar um património doado pelo fundador em benefício público, com intenções altruístas que justificam que o Estado lhe reconheça um estatuto de utilidade pública. Ora, todos nós crescemos com a imagem mítica da Fundação Gulbenkian – uma ilha de excelência e de seriedade que orgulha o país e o nome do seu fundador. Mas quantas mais há assim? A grande maioria da profusão de Fundações surgidas nos últimos tempos visam, como todos sabem, apenas um fim: fugir ao Fisco.”

Num segundo título do CM online “Fernando Nogueira: Contrato à vista”

A entidade reguladora das seguradoras, só agora descobriu que os segurados míopes andavam a ser enganados nos seus contratos de seguro porquanto as condições chave através das quais o segurado era rasteirado na celebração dos mesmos encontravam-se em letras miudinhas quase impercetíveis de leitura. Foi preciso decorrerem várias décadas para as entidades reguladoras de certas actividades, como a Banca e Seguros, verificarem das boas intenções dos seus praticantes, ao tentarem encobrir as falcatruas dos contratos que celebram.

Segundo o CM online “BPP deu 30 milhões a accionistas”

Pois é. Assim se explicam as situações de insolvência declaradas pela Banca privada e depois recorrem ao Estado para neles injectar dinheiro. Havemos de ir muito longe a aparar golpes destes. Ainda bem que houve o bom senso do governo não se comover com a declaração de falência feita pelo Presidente do BPP. E se calhar justifica-se avaliar  se com os avais e outras injecções de capitais não vão acontecer mais fugas e desvios de avultadas verbas.

No País do faz de conta

No país do faz de conta

nada acontece por acaso

mas a justiça desaponta

no julgamento caso a caso

A pequena delinquência

quase sempre é reprimida

creiam não é maledicência

mas a justiça está comprometida

O crime de colarinho branco

passa impune nos tribunais

pelos que se assentam no banco

respondendo por acções criminais

Quase sempre desculpados

pelos seus actos ilícitos

muito poucos são julgados

nunca estão pois aflitos

Com o que possa acontecer

no final do julgamento

porque sabem vão recorrer

provocando o seu adiamento

Nunca cumprem a sentença

porque num Tribunal Superior

o seu recurso assim vença

a sua condenação anterior

Triste país em que vivemos

onde o que está a acontecer

leva que nos lamentemos

nesta terra que nos viu nascer

Este é um dos títulos do CM online “Clã Oliveira e Costa contra accionistas do BPN”

Esta atitude não tem nada de estranho porque até os políticos têm este tipo de procedimento. Veja-se por exemplo entre outros que António Capucho quando assumiu a presidência da Câmara de Cascais, colocou logo o seu filho ao serviço da mesma num lugar de chefia. Mas no caso do clã Oliveira e Costa até dá jeito em termos de arrolamento dos bens para efeitos de recuperação dos dinheiros que levaram caminho, desfalcando o BPN obrigando o Estado a nacionalizá-lo, quando o processo judicial estiver ultimado. Os beneficiários de parte do montante do desfalque existem possuem os bens é só o juiz, designado para o processo judicial instaurado ao ex-presidente do Conselho de Administração do BPN, mandá-los arrolar.

Pelo andar da carruagem se conhece quem lá vai dentro

O processo judicial mais mediático dos últimos anos, o da “Casa Pia” relacionado com crimes de pedofília vai no terceiro dia de alegações finais proferidas pelo respectivo procurador João Aibéo e ainda não passou do primeiro implicado o Carlos Silvino mais conhecido por “Bibi”, ao qual já foram poupados 384 crimes dos quais estava acusado. E o título escolhido para este post é exactamente a presunção do que se irá passar em termos de condenação dos arguidos constantes do processo. O Carlos Silvino vai ser o único condenado não tenhamos a menor dúvida, com mais uns anos de pena a cumprir e ficamos por aqui porque os demais arguidos não vão cumprir qualquer pena porque estiveram em prisão preventiva e pena suspensa será essa a condenação a ser-lhes aplicada.

Adolescente sobrevive sem coração por 118 dias nos Estados Unidos

da Folha de S.Paulo

Uma adolescente norte-americana sobreviveu por quase quatro meses sem coração, graças a um dispositivo feito sob medida para bombear seu sangue, enquanto aguardava para se submeter ao segundo transplante do órgão, relataram médicos de Miami.

Segundo eles, essa foi a primeira vez que uma paciente pediátrica foi mantida viva desse modo por tanto tempo. Na Alemanha, um adulto já havia vivido na mesma situação ao longo de nove meses.

Moradora da Carolina do Sul, D’Zhana Simmons, 14, sofria de cardiomiopatia dilatada, uma condição que diminui a capacidade do músculo. No dia 2 de julho deste ano, ela foi submetida a um transplante de coração no Holtz Children’s Hospital de Miami, mas o novo órgão não funcionou adequadamente e, por isso, precisou ser removido rapidamente.

A solução foi implantar duas bombas para manter o sangue circulando enquanto a garota recobrava as forças para um novo transplante, ocorrido em 29 de outubro. Uma das bombas realizava o trabalho do ventrículo direito e enviava sangue aos pulmões, enquanto a segunda substituía o ventrículo esquerdo, enviando sangue para o resto do corpo.

De acordo com os médicos, quando um coração artificial é usado para manter um paciente, o órgão original costuma permanecer no corpo –o que não ocorreu nesse caso. Eles acreditam que Simmons seja a primeira paciente pediátrica a receber esse tipo de dispositivo sem o coração, e, possivelmente, uma das mais jovens a chegar ao momento do transplante sem o coração nativo.

A condição de saúde de Simmons era delicada. A menina também sofreu falência renal e teve o rim transplantado no dia seguinte ao segundo transplante do coração. Marco Ricci, diretor de cirurgia pediátrica do hospital, afirmou que o prognóstico da adolescente é bom. Segundo os médicos, existe 50% de chance de que pacientes transplantados precisem de um novo coração no prazo de 12 a 13 anos.

Folha Online

Comentário

É por estes e outros avanços científicos que no post abaixo publicado refiro no caso dos cancros malignos não acreditar que esta doença vença a ciência e ser minha convicção de que não existem processos de prevenção para os evitar porque os tratamentos são altamente lucrativos para as Clínicas e Hospitais privados que se dedicam ao tratamento e ainda e sobretudo para os laboratórios que produzem os respectivos  productos destinados aos tratamento depois de detectada a doença.


Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 696,381 hits

Comentários Recentes

LouannEmoro em A doença do foro oncológico é…

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

Follow me on Twitter