Arquivo de Dezembro, 2009

Até para o ano

  • A noite está fria
  • a chuva a cair
  • não há alegria
  • para me divertir

  • Esqueço este ano
  • nem me quero lembrar
  • que no próximo verão
  • vou continuar a penar

  • A maldita doença
  • de que fui afectado
  • ninguém me convence
  • que o mal foi criado

  • Por um especialista
  • que me andou a explorar
  • um verdadeiro artista
  • na arte de enganar

  • No ano que vem
  • serei outra vez vigiado
  • mas duma coisa eu sei
  • da doença estou curado

  • Mas a sequela deixada
  • é por demais evidente
  • a ciência está limitada
  • disso estou consciente

  • Os progressos são escassos
  • no campo da medicina
  • alguns êxitos muitos fracassos
  • de que faz parte a minha sina

  • Mas tudo é pago a preço ouro
  • por muito pouco conhecimento
  • o avanço da medicina é um estouro
  • é pois esse o meu convencimento

Vasco da Graça Moura um fanático do PSD tem na colaboração que mantém no DN insultado os eleitores do PS

E num acto de contrição, sim porque além de fanático político, deve ser daqueles que bate no peito numa”mea culpa”, comungando ao domingo na santa missa para voltar de novo a insultar a seu belo prazer, mas dizia fazendo uma reflexão sobre o que tem escrito acerca do governo do PS e dos eleitores que o apoiaram, desculpa-se, mas volta de novo a insultar, através desta

A palinódia

por Vasco Graça MouraHoje7 comentários

Neste fim de ano tudo se conjuga para quem apostou em divertir-se ir ver chover num sítio diferente

Pois é. Já estou imaginar  quem me visitar,  pensar,  olha este invejoso como vai passar o fim de ano em casa está a desejar que aqueles que fizeram questão em escolher vários destinos em Portugal continental e insular, sejam afectados pelo mau tempo. Nada disso. Antes pelo contrário desejo a todos quantos têm disposição, o que não é o meu caso,  para se divertirem na passagem de ano o devem fazer independentemente do itinerário escolhido. Mas julgo face ás previsões meteorológicas que se a escolha coincidir com um local ao ar livre muito provavelmente o que se irá passar é que as pessoas vão apenas e só ver chover num local diferente daquele a que estão habituados, só com uma diferença, esse prazer se é que se lhe pode chamar prazer, vais custar muito dinheiro. Estou-me a lembrar por exemplo do fogo de artifício que todos os anos a Madeira proporciona a quem a visita nesta altura, deverá ser, o que não desejo que seja, uma decepção se se mantiverem estas condições meteorológicas, para todos quantos este ano resolveram para ali deslocarem-se, que assim pensarão.

Fiquei pois muito frustrado
com o espectáculo de fim de ano
o  fogo de artifício estava  molhado
não gostei foi um engano

Gastei eu tanto dinheiro
para me poder consolar
mas passei o dia inteiro
apenas a contemplar o mar

Ano novo vida velha

  • A quadra do Natal
  • esta prestes a terminar
  • o que aconteceu afinal
  • mais umas mortes a registar

  • Este flagelo que na estrada
  • se regista todos os anos
  • não é o Código da Estrada
  • que resolve os seus danos

  • Trata-se da falta de civismo
  • de muito automobilista
  • face ao seu enorme egoismo
  • que lhe tolhe a sua vista

  • Mas deixemos as desgraças
  • que enlutam muitas famílias
  • os votos deste barbaças
  • são as de muitas alegrias

  • Para o ano novo que entra
  • também lhes quero desejar
  • uma vida nova diferente
  • daquela que estão a passar

  • Porque já chega de vida velha
  • cada vez que entra novo ano
  • já basta de tanta entrega
  • e da desilusão não passamos

Segundo o CM e reproduzindo a expressão dos pais da criança que no Amadora/Sintra morreu por negligência médica, não são intocáveis

Isto porque os pais da criança estão satisfeitos com a sentença do  Tribunal da Relação de Lisboa condenou o médico obstetra Francisco Madeira por “homicídio negligente” no parto de uma criança, em 2002, no Hospital Amadora-Sintra, alterando a decisão da primeira instância, que o absolvera em 2008. “Foi feita justiça, quem causou a morte do meu filho vai ser punido. Os médicos afinal não são intocáveis”, disse ao CM Lino Gonçalves.

Ora se tivermos em linha de conta a postura da Ordem dos Médicos a corporação da classe que representa este médico que entretanto está a exercer a sua profissão de obstetra no Hospital da CUF Descobertas, que não vê razões nenhumas para reavaliar o processo que lhe foi instaurado e já foi arquivado, estamos perante o reconhecimento por parte da referida Ordem de que este profissional de saúde que por negligência no exercício da sua profissão cometeu um crime, está em condições de continuar a exerce-la.

A Ministra da Saúde recentemente manifestou a sua preocupação com a saída de médicos do sector público para o privado. mas se efectivamente entre eles figurarem médicos que já possuem no seu palmarés actos de negligência por si praticados penso que podemos nós utentes ficar tranquilos nesse aspecto porque nada se perde.

Está a decorrer promovida por um movimento ligado à igreja católica uma recolha de assinaturas num abaixo-assinado, destinado a obrigar o executivo a referendar o casamento homossexual

Não pretendo criticar esta iniciativa, mas não acredito que a mesma seja coroada de qualquer êxito, nem tão pouco tem de ser, pela simples razão que esta é uma decisão que cabe aos representantes do povo para isso os escolhemos e é na legitimidade da nossa representação que os deputados maioritáriamente decidiram e bem, quando a mim, satisfazer o desejo daqueles que estão impedidos em fazê-lo por inexistência de legislação que o permitisse. De resto a aprovação deste diploma está no estrito cumprimento da nossa Constituição a Lei fundamental que regula a liberdade dum povo e trata-se exactamente do reconhecimento dum direito que antes estava coartado o que colidia que a liberdade sexual de cada um. Seria pois,  do meu ponto de vista,  absolutamente incompreensível submeter esta decisão a referendo popular na medida em que os falsos defensores da moral e dos bons costumes iriam ter a oportunidade de poder inviabilizar esta Lei através da defesa desses mesmos principios, que colidem com a liberdade de escolha e opções sexuais de cada um.

A minha mensagem de Natal

  • Que o Natal que se celebra
  • acabe com o pesadelo
  • dos que pobreza carrega
  • por culpa de muito camelo

  • A solidariedade natalícia
  • não apaga qualquer mágoa
  • dos que já nem com carícia
  • comem sopa numa malga

  • Este flagelo afinal
  • que tanta gente empobrece
  • não se regista só em Portugal
  • mas que a nós,  entristece

  • Com o desemprego a aumentar
  • as dificuldades que se deparam
  • jovens que até deixam de estudar
  • pois elas se avolumam não param

  • O problema não se resolve
  • com acções de caridade
  • mas a sociedade não se envolve
  • na resolução para a posteridade

  • O desemprego gera uma procura
  • que provoca uma competição
  • aceitam-se salários de loucura
  • para favorecer muito ladrão

  • Que se consideram patrões
  • nas suas actividades
  • não passam pois de ladrões
  • destituídos de, sensibilidades


Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 691,542 hits

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

  • RT @fernando_cabral Blogger da Geórgia explica ataque ao twitter http://bit.ly/Oybo5: Fica assim provado que os russos são uns tipos porreir 7 years ago
  • não a favoreceu. Bem longe disso. 7 years ago
  • Isto por aqui está desinteressante, ninguém aborda ninguém, por falta de tema desafiante, adeus e passem muito bem 7 years ago
  • Será que a ideia de rasgar, vai contemplar o plano tecnológico, para que Portugal possa ficar, mais atrasado no resultado lógico 7 years ago
  • a compra de de tamiflu que nem sequer está aconselhado para combater esta estirpe 7 years ago

Follow me on Twitter