Arquivo de Novembro, 2010

Esta foi-me enviada pelo meu amigo Paulo e não resisto em publicá-la por ter achado imensa piada

Certo dia, um empresário de sucesso resolveu fazer uma tatuagem.

 

Chegando à loja de tatuagens, decidido, pediu ao tatuador que reproduzisse uma nota de cem Euros no seu órgão genital.

 

 

Espantado o rapaz disse:
-Senhor, uma tatuagem no seu órgão genital será muito doloroso,

o senhor não prefere escolher outro local ?
Decidido o homem insistiu. Curioso o tatuador perguntou:
-Mas senhor porquê uma nota de cem Euros ? E no seu órgão genital ?

Percebendo o espanto do rapaz o homem explicou:

-Meu amigo tenho vários motivos:
1. Sou um empresário e adoro ver o dinheiro a crescer.

2. A Minha mulher é economista e adora ver o dinheiro a entrar e sair.
3. A Minha amante é uma exploradora e adora sugar o meu dinheiro.
4. E último, porque digo sempre aos meus funcionários

que reclamam do seu salário, um dia vou encher-lhes o cú de dinheiro !

 

Até lá, será que o eleitorado não acordará

Ninguém tenha dúvidas e isso não me canso de repetir que, uma vez reeleito Cavaco Silva como se prevê, facto que a minha sensibilidade não consegue descortinar o porquê desta preferência dos eleitores, o PSD apresentará de imediato no parlamento uma moção de censura que será aprovada com os votos do CDS, do BE e do PCP. Tombado o governo de Sócrates, o presidente reeleito marcará eleições legislativas antecipadas, pelo que o governo apenas dará execução ao orçamento agora aprovado, até à sua realização e posse dum novo governo. Pedro Passos Coelho já se sente antecipadamente no papel de 1º. ministro face à sua convicção de que o partido que lidera vai vencer as eleições. Já por diversas vezes o referi o PS possui nas suas hostes militantes de tendência esquerdista os quais encaram o socialismo na sua verdadeira acepção. É um facto e isso já nos foi demonstrado ao longo destes 36 anos de democracia que o PS tem na sua militância com maior preponderância gente do centro e centro direita que exerce no partido elevada influência o que torna quase impossível alguém que interprete o socialismo na acepção da palavra poder vir a assumir a liderança do partido. No cenário de eleições legislativas antecipadas que prevejo no 1º. trimestre princípio do 2º. do próximo ano, seria cometer um suicídio partidário se o PS insistisse concorrer com Sócrates na liderança. A derrota seria mais vergonhosa do que aquela que Pedro Santana Lopes averbou quando líder do PSD e em que o PS conquistou maioria absoluta. Já é hora do PS se libertar dos velhos do Restelo que nele militam e têm conduzido o partido para um descrédito assinalável, até porque como é sabido alguns desses militantes pertencem a organizações internacionais que nos levam a desconfiar das suas reais intenções face a determinado tipo de comportamentos. Curiosamente nessas mesmas organizações também dela fazem parte alguns conhecidos militantes de destaque do PSD, o partido que do meu ponto de vista tem exercido praticado impunemente actos de pirataria lesivos do interesse do país através dalguns dos seus destacados militantes como e isso convém recordar foi caso da quase falência do BPN, de que a comunicação social já também se esqueceu de aludir. O eleitorado votante face ás ultimas intenções de voto reveladas parece não estar já recordado do caso BPN que obrigou o Estado a nacionaliza-lo para evitar a sua falência. Pode ser que entretanto acorde para a realidade e ainda vá a tempo de evitar poder vir a ser vítima duma escolha irreflectida que venha num curto espaço de tempo dificultar ainda mais e vida de cada um de nós.

Os abutres preparam-se para comer as sobras deste País

Não é necessário ser-se muito inteligente para perceber que o líder do PSD mal assumiu a liderança, manifestou a vontade imediata de ascender ao poder substituindo José Sócrates. A situação do nosso País é francamente má por culpa em parte da governação deste 1º. ministro, mas também,  embora isso pouco sirva de desculpa, face à conjuntura internacional, pois tal como acontece noutros países esse factor contribuiu consideravelmente para o agravamento da situação económica. Passos Coelho mal assumiu a liderança do PSD fez revelações quanto ás suas intenções de governação, que em qualquer outro país seriam suficientemente desmotivadoras do eleitorado lhe proporcionar a sua ascensão ao poder. E assim pareceu,  pois após essas revelações as sondagens que antes já davam ao PSD uma vantagem sobre o PS, forneceram outros indicadores que levaram a que Passos Coelho inflectisse sobre as suas intenções. O aparente recuo do líder do PSD obviamente que não significa alteração das suas intenções quando efectivamente for 1º. ministro. Sempre se afirmou e continua a afirmar que cada povo tem o governo que merece pois num quadro de democracia são os eleitores que escolhem quem os deve governar. Afinal a tão almejada construção duma sociedade mais justa e igualitária não passou nem passa duma utopia de todos quantos numa justificada euforia festejaram o derrube da ditadura e a implantação dum regime democrático. O eleitorado votante, sim,  porque é a ele que cabe a responsabilidade da escolha da força política que ascende ao poder já nos demonstrou ao longo destes 36 anos de democracia que afinal estava confortávelmente a viver no regime de ditadura porquanto a sua preferência não vai além duma força de centro,  mais para a direita,  protagonizada pelo PS e em alternativa uma força de direita representada pelo PSD. Incompreensível sem dúvida este procedimento dos eleitores quanto ás suas preferências se tivermos em conta que quando opta por entregar o poder ao PS, vem quase de imediato manifestar-se, protestar e fazer greves para contestarem as medidas adoptadas, quando em alternativa escolhem o PSD, o procedimento repete-se, isto porque a maioria dos eleitores votantes temem as forças que em Portugal representam a extrema-esquerda, as quais sempre que se registam eleições legislativas, ora sobem ora descem na percentagem dos votos obtidos. Os resultados das duas últimas sondagens apontam para uma maioria absoluta do PSD o que do meu ponto de vista roça o patético na medida em que o seu líder imediatamente assim que assumir o poder vai por em prática as medidas que anunciou quando assumiu a liderança. Ou seja os abutres que vão tomar conta das empresas públicas, após a sua privatização,  que vai acontecer pois o líder do PSD quer o estado fora dos negócios, todos eles obviamente ligados ao partido e que ainda não tiveram oportunidade de enriquecer, vão acabar com o pouco que sobra deste País. E quando isso acontecer que não levará muito tempo vamos de novo a assistir a protestos, manifestações e greves, daqueles e serão muitos que foram culpados em entregar o poder ao PSD, isto com o apoio das forças de extrema-esquerda cuja ansiedade de apear o PS do poder já foi repetidamente revelada, sabendo os seus líderes que apenas apanham algumas sobras de eleitores votantes que fiéis aos seus ideais de sociedade insistem sem qualquer êxito em colocar a força política de extrema-esquerda da sua preferência no poder. Curiosamente os abstencionistas que são cada vez mais, também eles responsáveis porque afirmam não acreditar no nosso quadro político mas que nada fazem para que se encontrem alternativas, culpam aqueles que votam nesta disparatada escolha há 36 anos.

Mais um aniversário que por aqui se comemora

  • Já são 7 anos de existência
  • desde o seu lançamento
  • este não é um blog de excelência
  • mas dá-me mesmo muito alento
  • Para com outros cuja existência
  • tem para nós o mesmo fim
  • o de protestar com veemência
  • a democracia não se exerce assim
  • Que nos vale a nós protestar
  • contra inúmeras injustiças
  • que vamos estando a registar
  • com conivências e permissas
  • Nada me demove no propósito
  • de um dia poder vir acabar
  • com  este blog que é meu depósito
  • da minha forma de protestar

 

O feitiço vai-se voltar contra o feiticeiro

Tudo aponta para que o líder do PSD Pedro Passos Coelho venha a ser o próximo 1º. ministro e do meu ponto de vista já no ano de 2011, em resultado de eleições legislativas antecipadas. E é mais que certo tal acontecer na medida em que a anunciada não pressa em assumir o poder por parte do líder do PSD tinha por base o resultado das anteriores sondagens que davam uma margem muito pequena de votos a este partido o que não estimulava a vontade de ascensão ao poder. Criadas que estão as condições para derrubar o governo de Sócrates não tenhamos a menor dúvida de que após a reeleição de Cavaco Silva, como tudo aponta também venha a acontecer, imediatamente o PSD com o apoio inclusivamente das chamadas forças de extrema esquerda o governo vai cair em face da moção de censura que será apresentada no parlamento. E desengane-se quem pense que o PSD vai ter em conta o agravamento da situação económica do país com a queda do governo e a realização de eleições legislativas antecipadas, porque esta força política está interessada em assumir o poder e numa altura em que forçosamente o FMI vai entrar porque a óbvia desculpa será a de que tal acontecerá por culpa esclusiva do governo de Sócrates. Vai ser uma fartar vilanagem com a conivência dos partidos de esquerda que estão ansiosos também eles que haja eleições antecipadas, erradamente convencidos de que vão aumentar neste universo de descontentamento, a sua percentagem de votos obtidos na urna, crescendo em face disso o seu número de deputados. As anunciadas medidas de Pedro Passos Coelho, desde a intenção de rever a Constituição até à privatização do pouco que resta das empresas públicas vai-lhe ser proporcionado pela maioria absoluta que o eleitorado pretende confiar-lhe, tudo isto com o beneplácito de Cavaco Silva. Ou seja estaremo perante uma ditadura de direita imposta por um eleitorado descontente que nos vai obrigar a todos aqueles que não vão votar no PSD a sofrerem as consequências do seu acto, sendo que o feitiço neste caso se virará contra os feiticeiros. As empresas públicas que passarão a privadas, irão obviamente albergar todos aqueles militantes do PSD que ainda não atingiram o estatuto de novos ricos, depois com o argumento de que são mais sérios do que o PS porque os lugares serão ocupados em empresas privadas então exclusivamente criadas para o efeito.  Não há maneira deste povo abrir os olhos, porque insiste na sua cegueira de governação bipartida.

Mas afinal o que esperam os descontentes das medidas do PS para darem uma maioria ao PSD

A última sondagem revelada, aponta para uma maioria absoluta do PSD na intenção na intenção de voto do eleitorado. Como Cavaco Silva também já tem assegurada a sua eleição face a várias sondagens realizadas mesmo antes do seu anúncio da recandidatura, tudo aponta para  que venhamos a ter uma espécie de ditadura da direita, um partido e um presidente, claramente um dois em um. Ou seja a maioria parlamentar do PSD vai aprovar os diplomas mais abjectos que estão não linha anunciada após a vitória da liderança de Passos Coelho e Cavaco Silva num “amem” vai promulgar os diploma aprovados no parlamento. E aqueles que hoje estão a miar face ás medidas do governo de Sócrates vão passar a uivar sem se lembrarem na altura que tudo isso se deverá à sua escolha. Pessoalmente e porque faço uso do meu voto com utilidade, face a esta intenção da maioria dos eleitores em entregarem o poder a Passos Coelho, não tenho dúvidas em que votarei num partido de extrema esquerda para  dificultarem a sua acção governativa que não tenho dúvidas vai ser catastrófica.

Será esta a sociedade que desejamos construir

TRISTE MAS REAL!!!!!!!!!!!!

óptima idéia!

Instalar os idosos nas prisões e os infractores em lares…

Assim, os idosos têm acesso a um chuveiro, passeios, medicamentos, exames odontológicos e médicos regulares.
Receber cadeiras de rodas, etc
Receber o dinheiro em vez de pagar o seu alojamento.
Terão direito a vídeo vigilância contínua, que permite imediatamente receber assistência depois de uma queda ou outra emergência.
Limpeza do quarto, pelo menos duas vezes por semana, roupas lavadas e passadas regularmente.
Um guarda faz visita a cada 20 minutos e podem também receber refeições directamente no seu quarto.
Ter um lugar especial para atender a família.
Ter acesso a uma biblioteca, sala de ginástica, fisioterapia e espiritual, bem como a piscina e até mesmo ensino gratuito.
Pijamas, sapatos, chinelos e assistência jurídica gratuita, mediante pedido.
Quarto, casa de banho e segurança para todos, com um pátio de exercícios, rodeado por jardim.
Cada idoso teria ainda direito a um computador, rádio e televisão.
Teria um “conselho” para ouvir denúncias e, além disso, os guardas têm um código de conduta a ser respeitado!

Agora vem o pensamento:

Politicamente é correcto dar condições de existência a todos, mesmo aos reclusos.

Agora, o que não é admissível é a inversão dos valores em que se assiste à defesa dos mais fortes contra o desleixo dos que não se conseguem defender, como é o caso dos idosos e doentes.

Além do mais, é imoral que a sociedade se preocupe mais com aqueles que a não respeitam, que a atacam a cada dia e que a subvertem.

Que tal se sentem os que passaram uma vida a trabalhar para receberem umas migalhas em troca na sua velhice e sejam atacados directamente por aqueles a quem têm de sustentar???

A vida não é justa… mas não é necessário exagerar …



Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 693,439 hits

4shared

Top Clicks

  • Nenhum
Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

Follow me on Twitter