Arquivo de Abril, 2011

Mais uma alarvidade desta autoridade rodoviária baseada em factos inconsistentes

A Autoridade de Segurança Rodoviária, revelou hoje, não sei com base em que dados, que as mulheres condutoras são mais cautelosas do que os homens. Neste país as altas autoridades de qualquer coisa para que são constituídas já nos habituaram a conclusões absolutamente infundadas ou sem qualquer base credível. E afirmo isto com toda a convicção porque o que constato no dia a dia da utilização de automóvel é que dentro das localidade, aldeias, vilas e cidades, a maioria dos automóveis que vejo circular são normalmente conduzidas por mulheres isto porque lhes está reservada a incumbência de levarem os filhos aos infantários, jardins de infância e estabelecimentos de ensino, para além da tarefa da ida ás compras. São percurso normalmente curtos nos quais também ocorrem acidentes sem consequências graves para além de estragos materiais. Eu próprio já fui por diversas vezes batido por automóveis conduzidos por mulheres dentro de localidades e muitas vezes tenho evitado que tal aconteça sobretudo nas rotundas em que as mulheres não respeitam a prioridade de quem nelas circula. Mas porque o estudo da Autoridade para a Segurança Rodoviária, se baseia em acidentes graves e estes normalmente quem os provoca são condutores do sexo feminino deveriam ter em atenção a gratuitidade da conclusão porquanto para viagens longas quer em auto-estrada ou estradas nacionais, sempre que a família se desloca, quem normalmente conduz o automóvel é o homem e não a mulher embora esta o faça quase todos os dias dentro das localidades. Julgo pois que esta revelação está longe de poder corresponder à realidade na medida em que nos acidentes com gravidade a maior número de intervenientes são condutores do sexo masculino pela simples razão que são eles, contrariamente ao que se regista no dia a dia das localidades aqueles que em maior número conduzem.

A revista hoje do DN dá-nos a conhecer o braço direito de Passos Coelho

Que é, já o sabia-mos, o muito conhecido Miguel Relvas, que como não poderia deixar de pertencer aquela organização de que todos nós há muito receamos e dá pelo nome de Maçonaria. Pois segundo a revista o braço direito de Passos Coelho está a cozinhar um novo PSD mas do meu ponto de vista tenho a impressão que não vai brilhar nesta sua confecção admito mesmo que vai ser estorricado o seu cozinhado.Não será pois de estranhar que este apreciador da boa mesa, mas não é só isso que dá para perceber, apreciador duma bela vida, para a qual se está a candidatar, não obtenha o sucesso que pensa possa vir a ter.

Esta vou partilhar com quem me visita porque afinal os padres têm sentido de humor

Foi-me enviado por um amigo o autor deste blog, http://desculpeqqc.blogspot.com a quem agradeço

O padre e o secador de cabelo

Uma Senhora muito distinta estava num avião vindo da Suíça. Vendo que estava sentada ao lado de um padre simpático, perguntou:

– Desculpe-me, padre, posso lhe pedir um favor?

– Claro, minha filha, o que posso fazer por você?

– É que eu comprei um novo secador de cabelo sofisticado, muito caro. Eu realmente ultrapassei os limites da declaração e estou preocupada com a Alfândega. Será que o Senhor poderia levá-lo debaixo de sua batina?

– Claro que posso, minha filha, mas você deve saber que eu não posso mentir!

– O Senhor tem um rosto tão honesto, Padre, que estou certa que eles não lhe farão nenhuma pergunta.

E lhe deu o secador.

O avião chegou a seu destino.

Quando o padre se apresentou à Alfândega, lhe perguntaram:

-Padre, o senhor tem algo a declarar?

O padre prontamente respondeu:

-Do alto da minha cabeça até a faixa na minha cintura, não tenho nada a declarar, meu filho..

Achando a resposta estranha, o fiscal da Alfândega perguntou:

– E da cintura para baixo, o que o Senhor tem?

– Eu tenho um equipamento maravilhoso, destinado ao uso doméstico, em especial para as mulheres, mas que nunca foi usado.

Caindo na risada, o fiscal exclamou:

– Pode passar, Padre! O próximo…

A inteligência faz a diferença.

Basta escolher as palavras certas.

 

O chumbo pelo Tribunal Constitucional daquela que foi a concertação da oposição para ganhar votos não os favoreceu em termos de opinião pública

A maioria dos deputados das várias forças políticas com assento parlamentar, são de carreira, com excepção dum ou outro, há bastantes anos e por isso teriam, independentemente de possuírem habilitação académica que lhes permitissem saber interpretar a Constituição da nossa República, tentarem de quando em vez evitar passar pelo enxovalho como foi o caso agora de verem a sua vontade com um objectivo eleitoralista, num concertação à esquerda e à direita do partido do governo, assistirem ao chumbo da anulação do diploma regulador da avaliação dos docentes. Obviamente que este acontecimento só por si não causará a mínima perturbação a todos aqueles que expressaram o seu voto favorável a aprovação desta medida, porque dirão alguns, esta foi a interpretação dos juízes do Tribunal Constitucional, que não é a nossa, temos sobre esta matéria outro entendimento. Mas é exactamente para isto que serve o Tribunal Constitucional, senhores deputados da oposição, a verificação da legalidade face ao seu articulado e não permitir a sua subversão. Quando tiverem dúvidas e antes de tomarem uma decisão que os sujeite ao ridículo como foi o caso, consultem quem sabe, para o tentarem evitar.

Este proteccionismo à industria farmacêutica configura um suborno dos parlamentares europeus

Vamos lutar para evitar que eles concretizem o seu propósito. Eu assinei a petição. Façam o mesmo.

Caros amigos,

Dentro de 3 dias, a União Europeia irá banir grande parte da medicina natural, forçando-nos a tomar mais remédios industrializados e alimentando os lucros das grandes empresas farmacêuticas.

A directiva da UE coloca barreiras altas em qualquer medicamento natural que não esteja no mercado há pelo menos 30 anos — incluindo quase todo o medicamento tradicional Chinês, Ariuvédico e Africano. Esta é uma medida draconiana que ajuda a indústria farmacêutica e ignora milhares de anos de conhecimento médico.

Nós precisamos de um chamado massivo de indignação. Juntas, nossas vozes podem pressionar a Comissão Europeia a alterar a directiva, forçar os nossos governos a se recusarem a implementá-la, e dar legitimidade a uma acção legal frente aos tribunais. Assine abaixo, depois encaminhe esta campanha para todos. Vamos conseguir 1 milhão de vozes para salvar a medicina tradicional:

http://www.avaaz.org/po/eu_herbal_medicine_ban/?vl

É difícil de acreditar, mas se uma criança ficar doente e houver um medicamento natural seguro para tratar a enfermidade, poderá ser impossível encontrar o remédio.

Dia 1 de Maio a directiva irá criar grandes barreiras para os fabricantes de medicamentos herbais, demandando custos altos, anos de esforço e processos especializados intermináveis, para que cada produto seja aprovado. As empresas farmacêuticas têm os recursos para cumprir as exigências, porém centenas de pequenos e médios negócios de medicina natural por toda a Europa e pelo mundo irão à falência.

Nós podemos impedir isto. A directiva foi aprovada nas sombras da burocracia e ela não poderá sobreviver à luz dos olhos da democracia. A Comissão da UE poderá remover ou alterar a directiva, uma acção judicial já está pedindo isto. Se cidadãos Europeus de todos os países se unirem agora, nós iremos legitimizar o processo judicial, colocando mais pressão sobre a Comissão. Assine abaixo e depois divulgue para todos:

http://www.avaaz.org/po/eu_herbal_medicine_ban/?vl

Há argumentos justificados para uma regulamentação melhor de medicamentos naturais, mas esta directiva draconiana prejudica a habilidade dos Europeus tomarem decisões seguras e saudáveis. Vamos nos unir pela nossa saúde e o nosso direito de escolher tratamentos naturais.

Com esperança e determinação,

A minha escolha está feita não me canso de o repetir

  • A minha escolha está feita
  • não me canso de o repetir
  • o regime não me rejeita
  • não me vai pois impedir
  • De votar num novo partido
  • que representa os irracionais
  • têm o meu voto garantido
  • porque além desses há outros mais
  • Cuja irracionalidade demonstrada
  • tem sido mais do que evidente
  • gente que não presta para nada
  • e que vive apenas de expediente
  • Abraçaram a carreira política
  • para aproveitamento próprio
  • a situação do País é crítica
  • mas para eles é um negócio
  • Por isso decidi votar
  • nos defensores dos irracionais
  • não estou para proporcionar
  • lugares a outros animais

Todos os dias somos conhecedores através da comunicação social de eventuais medidas para redução do défice

Como de costume as ideias que ocorrem a essas sumidades em matéria económica é cortar benefícios aos habituais sacrificados em momentos de crise como a que vivemos actualmente. Nas reformas milionárias nunca ninguém se lembra de mexer. É publico que no nosso País existem classes profissionais ligadas ao funcionalismo público que recebem pensões de reforma acima dos 5.000 euros mensais que mesmo que vivessem e trabalhassem o dobro dos anos teriam direito a tais valores porque jamais descontaram durante o exercício da sua profissão valores que alguma vez possam corresponder à reforma que recebem. De resto tão pouco sequer se justifica que recebam tais valores na medida em que aqueles que têm filhos já nem sequer os têm a seu cargo, por conseguinte as despesas são obviamente menores do que aquelas que tinham aquando do exercício da profissão. O estabelecimento dum tecto máximo para a aposentação de certas categorias superiores da administração pública, não só se justifica há muito tempo, como a redução percentual das que hoje são praticadas. Há quem afirme que essa opção geraria um conflito provocado pelos visados duma tal medida. Essa é boa mas não assusta e muito menos convence, até porque aqueles que são habitualmente sacrificados pelas medidas de contenção são em muito maior número e ninguém teme da sua parte qualquer retaliação. Vamos pois acabar com as reformas milionárias porque além de injustas são escandalosas face aqueles que são obrigados a passar fome.


Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 696,381 hits

Comentários Recentes

LouannEmoro em A doença do foro oncológico é…

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

Follow me on Twitter