Definitivamente com a medíocre classe política governante que possuímos estamos a regredir na intenção duma sociedade mais justa

Um dos motes inspiradores dos capitães de Abril, para além do fim da guerra colonial e da institucionalização da liberdade de expressão e de reunião, foi o da sociedade se tornar mais justa na distribuição da riqueza, uma vez que durante os 48 anos de ditadura apenas umas dezenas da famílias detinham as maiores fortunas em Portugal, já nessa altura o então poder político nada decidia sem a participação dos homens ricos, que, curiosamente alguns deles são os mesmos de agora. Os dois primeiros objectivos foram atingidos embora o processo de descolonização tenha sido o mais desastroso que há memória na história dos países colonizadores e não tinha que o ser porque a partir do momento em que os promotores da revolução de Abril tinham decidido conceder a auto-determinação e independência ás suas colónias, só tinha que impor as regras e obrigá-las a cumprir por parte dos movimentos de libertação com quem negociou e cujos acordos foram pura e simplesmente desrespeitados. Era preciso terem primeiro obrigado os movimentos de libertação a cessarem a sua actividade uma vez já não se justificar, desarmar os seus guerrilheiros e prepararem-se para se constituírem em força políticas. As asneiras foram mais que muitas e os resultados viram-se. Duas guerras civis se iniciarem quer em Angola, quer em Moçambique, com as consequências que todos sabemos e essas da inteira responsabilidade dos promotores da descolonização que não impuseram as suas regras para a realização do respectivo processo. De tal forma caricato o processo de descolonização que Portugal viu-se substituído no papel que se deveria seguir de neo-colonizador pelas potências que durante várias décadas o obrigaram a tornar independentes essas colónias, tendo para isso ajudado os movimentos no fornecimento de armamento. A sociedade portuguesa evoluiu indiscutivelmente face ao regime ditatorial, grande parte da população melhorou significativamente as suas condições de vida, o interior do país desertificou-se, concentrando-se essas pessoas vindas da província nas grandes urbes, com especial relevância nas do litoral. Tudo fazia parecer que, a intenção de se construir uma sociedade mais justa com a riqueza mais equitativamente distribuída, se estava a concretizar. Mas afinal tudo que esteve a acontecer era falso. A banca foi iludindo as pessoas proporcionando-lhes cartões de crédito e grande parte delas influenciadas por tais facilidades passaram a viver acima das suas possibilidades, uns até com rendimentos mensais, acima de média e outros sem a mínima possibilidade de poderem assegurar os seus compromissos. Foram várias as vezes que deparei com o cenário numa caixa duma grande superfície, estar à minha frente um cliente com um carrinho do supermercado bastante cheio de vários produtos alimentares e não só e no momento do pagamento após abrirem a carteira com vários cartões de crédito e tentando através de cada um deles efectuar esse pagamento e não o conseguir por já não terem plafond e acabarem por deixar o carrinho com as compras no final da linha. A banca,  sem dúvida a principal culpada da situação económica do país e que estimulou muita gente na aventura de se lançarem em compromissos para os quais não estavam devidamente assegurados, entrou em colapso e apoderou-se dos bens das pessoas que, quer pela perda dos seus rendimentos que eram assegurados pelo emprego que possuíam e deixar de ter, quer pelo fecho das suas actividades empresariais que alguns possuíam e o resultado está à vista. Portugal neste momento está a regredir no processo de desenvolvimento e a avançar significativamente para o empobrecimento da sua população.   

2 Responses to “Definitivamente com a medíocre classe política governante que possuímos estamos a regredir na intenção duma sociedade mais justa”


  1. 1 maceta Novembro 3, 2011 às 1:12 pm

    é preciso compreender que as ervas daninhas têm-se mantido viçosas ao longo dos últimos 30 anos…

    abraço

  2. 2 mfc Novembro 3, 2011 às 3:41 pm

    Gostei de ouvir Hà dias o Vasco Lourenço a falar!
    Mas já é tempo de se passar das palavras aos actos.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 692,164 hits

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

  • RT @fernando_cabral Blogger da Geórgia explica ataque ao twitter http://bit.ly/Oybo5: Fica assim provado que os russos são uns tipos porreir 7 years ago
  • não a favoreceu. Bem longe disso. 7 years ago
  • Isto por aqui está desinteressante, ninguém aborda ninguém, por falta de tema desafiante, adeus e passem muito bem 7 years ago
  • Será que a ideia de rasgar, vai contemplar o plano tecnológico, para que Portugal possa ficar, mais atrasado no resultado lógico 7 years ago
  • a compra de de tamiflu que nem sequer está aconselhado para combater esta estirpe 7 years ago

Follow me on Twitter


%d bloggers like this: