Um dos títulos de hoje dos jornais é o aumento dos crimes de corrupção

Ora que admiração estar-se a registar-se esse aumento quando está mais que comprovado que o crime compensa, basta para tal nos lembrar dos processos contra Valentim Loureiro, Avelino Torres, Isaltino Morais, este último embora condenado continua a exercer as suas funções de presidente da autarquia de Oeiras. Recentemente Valentim Loureiro foi ilibado do crime de que era acusado. São estes e outros desfechos em processos de corrupção que acabam por estimular o aumento deste tipo de crimes, porquanto os seus autores sabem que não correm qualquer risco e já há muito quem se habituou a viver acima das suas possibilidades deitando por isso mão a este tipo de expediente. Enquanto no parlamento  as forças políticas não se entenderem quanto à matéria que deverá constituir o fundamento da acusação, ou seja o enriquecimento ilícito, sem que para isso se possa averiguar as fontes do mesmo, jamais se conseguirá tratar este flagelo que vai continuar a aumentar em Portugal. E o mais grave ainda é o facto de que esse enriquecimento ilícito saí dos cofres do Estado. Eu explico aqueles e são muitos que não entendem o esquema de funcionamento. As empreitadas de obras públicas são adjudicadas normalmente sempre ás mesmas empresas com quem os organismos do Estado ou do poder local trabalham. Quando observadas as regras de concurso público ou limitado uma, entre outras razões da preferência de escolha do candidato é o preço mais acessível. Sim porque no ajuste directo então a batota está facilitada. E  o agente corruptor e o corrupto ou corruptos ligados ao organismo do Estado ou à autarquia, têm a vida extremamente facilitada. Só que as verbas que a empresa a quem foi adjudicada a obra, através das revisões de preços por trabalhos a mais, reconhecidos como necessários e não previstos o caderno de encargos que serviu da base ao lançamento do concurso, tem através deste instrumento a oportunidade de sacar  muito mais dinheiro ao Estado, saindo dessas verbas as compensações para os corruptos ligados ao dono da obra. Isto é, contrariamente ao que muita gente ingénua pensa que os empresários de obras públicas, dispõem de dinheiro próprio para pagarem aos corruptos que estão ligados à obra, estão redondamente enganados, pois essas verbas saem dos cofres do Estado, através das revisões de preços que alteram substancialmente o valor inicial da adjudicação. A título de exemplo o Centro Cultural de Belém cuja empreitada foi adjudicada pelo montante ao tempo em escudos por 10 milhões de contos, a sua conclusão importou em 40 milhões de contos, ou seja custou na altura 4 vezes mais. Foi a obra emblemática do então 1º. ministro Cavaco Silva. 

 

0 Responses to “Um dos títulos de hoje dos jornais é o aumento dos crimes de corrupção”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 692,186 hits

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

  • RT @fernando_cabral Blogger da Geórgia explica ataque ao twitter http://bit.ly/Oybo5: Fica assim provado que os russos são uns tipos porreir 7 years ago
  • não a favoreceu. Bem longe disso. 7 years ago
  • Isto por aqui está desinteressante, ninguém aborda ninguém, por falta de tema desafiante, adeus e passem muito bem 7 years ago
  • Será que a ideia de rasgar, vai contemplar o plano tecnológico, para que Portugal possa ficar, mais atrasado no resultado lógico 7 years ago
  • a compra de de tamiflu que nem sequer está aconselhado para combater esta estirpe 7 years ago

Follow me on Twitter


%d bloggers like this: