Será que estes governantes julgam, por estarem apoiados por uma maioria parlamentar, que podem fazer tudo quanto lhes apetece

Tenho acompanhado pela comunicação social o brilhante estudo elaborado por António Borges relativamente ao que propõem como solução para a privatização da RTP. Segundo a própria RTP nos deu a conhecer em termos de resultados, esta empresa pública de televisão que desde há vários anos que se mantinha deficitária, nestes últimos, estava já a registar um decréscimo significativo do défice e aliás prevendo-se que no próximo ano de 2013, seriam apresentados os primeiros lucros da empresa. Mas como é sabido, face ao anúncio de Passos Coelho que o Estado deve ser retirado dos negócios, as empresas lucrativas, como sendo a ANA, a REN etc. etc, estão na primeira linha das privatizações, devendo estas ser proporcionadas aos grupos financeiros da sua escolha e preferência, como aliás vamos sabendo. Ao que sabemos a venda da RTP já deixou de ser equacionada, mas estes iluminados, propõem concessionar a empresa a privados, o que pressupõe o encerramento do Canal 2 e de algumas estações de Rádio. Independentemente do interesse no favorecimento de alguns grupos económicos este governo tem subjacente e salta a vista de qualquer distraído, o aumento do processo de manipulação da opinião pública por parte da comunicação social. Mas muito sinceramente ontem quando foi referido ser intenção do governo após concessionar a RTP a um grupo privado, manter a taxa do audiovisual que se vem praticando de há vários anos a esta parte, cobrada na factura da electricidade. Ontem o comentador domingueiro que como se sabe não é constitucionalista, mas tem sempre a veleidade de se pronunciar sobre matérias para as quais não tem competência, afirmou que do seu ponto de vista a manutenção da taxa audiovisual para um beneficiário privado, não lhe parece que viole a Constituição. Ignorante sou eu e não tenho dúvidas que manter-se a cobrança da taxa audiovisual beneficiando um concessionário seria a mais flagrante violação do direito constitucional. Ora vêm os meus amigos o porquê de Passos Coelho ter logo após tomar posse do cargo de 1º. ministro anunciado a sua intenção de alterar a Constituição. Imagine-se o que seria se tal objectivo fosse atingido. Tenham juízo senhores governantes, vocês estão a querer ir longe demais e devem evitá-lo antes que se venham a arrepender, porque a nossa capacidade de tolerância está a atingir o limite do suportável.

0 Responses to “Será que estes governantes julgam, por estarem apoiados por uma maioria parlamentar, que podem fazer tudo quanto lhes apetece”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 695,847 hits

Comentários Recentes

LouannEmoro em A doença do foro oncológico é…

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

Follow me on Twitter


%d bloggers like this: