Sinais dos tempos ou o sintoma do regresso ao passado

O episódio que continua a ser relatado na comunicação social relativamente ao condenável a todos os títulos procedimento do gerente do banco Santander, trouxe-me à memória um episódio que se passou comigo e de imediato vou relatar dadas as semelhanças. Chegado de Angola com a minha família e alojado em casa de famílias passados alguns meses senti a necessidade de tentar possuir a minha própria habitação ainda que em regime de aluguer. Com algumas poupanças que consegui efectuar em virtude das despesas serem partilhadas com os familiares que me acolheram, resolvi adquirir um automóvel usado a fim de poder mais facilmente e aos fins de semana uma vez que me encontrava a trabalhar nos dias úteis, procurar um apartamento disponível para arrendar ou eventualmente nessa impossibilidade adquirir através de crédito bancário. Na altura e próximo do local onde mais tarde adquiri o apartamento que possuo, encontravam-se vários edifícios na altura de recente construção em processo de venda em propriedade horizontal. E como gostei do local resolvi estacionar o meu FIAT 600, usado, em frente da porta principal do edifício. No átrio de entrada encontrava-se um indivíduo de fato e gravata que ao ver-nos entrar nem sequer manifestou qualquer interesse em perguntar o que queríamos. Mas ainda assim, após saudá-lo perguntei-lhe se tinha apartamentos para alugar. A resposta foi imediata que só dispunham de apartamentos para venda não para aluguer, acrescentando de seguida e não me parece que vocês tivessem condições económicas para poderem adquirir nesta urbanização um apartamento. Sinceramente que me apeteceu naquele momento ser mal-educado com o indivíduo, cuja atitude revelou tratar-se de alguém que não estava a altura de atender potenciais clientes na compra de apartamentos ou seja ainda imbuído daquele espírito que alguns porteiros de prédios cultivaram durante a ditadura, mas reservei o comentário para o regresso na companhia do familiar que me acolheu e fomos unânimes em concluir que, para algumas pessoas o tempo da outra senhora ainda se mantinha.

0 Responses to “Sinais dos tempos ou o sintoma do regresso ao passado”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 692,702 hits

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

  • RT @fernando_cabral Blogger da Geórgia explica ataque ao twitter http://bit.ly/Oybo5: Fica assim provado que os russos são uns tipos porreir 7 years ago
  • não a favoreceu. Bem longe disso. 7 years ago
  • Isto por aqui está desinteressante, ninguém aborda ninguém, por falta de tema desafiante, adeus e passem muito bem 7 years ago
  • Será que a ideia de rasgar, vai contemplar o plano tecnológico, para que Portugal possa ficar, mais atrasado no resultado lógico 7 years ago
  • a compra de de tamiflu que nem sequer está aconselhado para combater esta estirpe 7 years ago

Follow me on Twitter


%d bloggers like this: