Quem melhor que um ex-tesoureiro dum partido para lhe conhecer os podres

Em Espanha tal como cá os principais dirigentes sociais democratas são sem dúvida, em termos dos procedimentos pessoais muito semelhantes, no tocante à sua manifesta honorabilidade. Lá como cá os ingénuos eleitores deixam-se enganar pelas suas falsas promessas e colocam-lhes nas mãos os poderes para eles continuarem a tratar do futuro das suas vidas que como sabemos são bastantes confortáveis face ás negociatas que proporcionam aqueles que posteriormente os compensam. Isto não é novidade para ninguém embora haja sempre quem, motivado pela sua cegueira partidária não consiga perceber a realidade. Os procedimentos repetem-se, os pagamentos de favores registam-se, mas tal lá como cá é a palavra duns contra a de outros em que normalmente os denunciados saem favorecidos na sua negação porque os ingénuos continuam a acreditar não ser possível que os mesmo o tenham feito. Mas depois os jornalistas vão investigar os bens que lhes pertencem e facilmente se chega a conclusão que por muito bem remunerados que possam ter sido nos locais onde exerceram as suas funções, não seria possível serem detentores de determinado tipo de património. A corrupção atingiu uma universalidade jamais vista no século anterior, mas com uma agravante, os beneficiários actualmente agem descaradamente, pois só assim se compreende que se nomeiem membros de governo pessoas que antes estiveram envolvidas em situações obscuras e que ferem nitidamente a sua honorabilidade. Estamos pois perante uma realidade em Portugal em que já não é necessário para se exercer um cargo público, gerindo dinheiros do Estado, por alguém de reconhecida honorabilidade. Qualquer trafulha desde que escolhido até mesmo eleitoralmente pode fazê-lo. Mas aqui curiosamente até os tribunais são coniventes nesta que é hoje a corrupção mais descarada que alguma vez existiu em Portugal, porque candidatos que até estão indiciados em processos crime por, dolo, corrupção etc., só porque os mesmos ainda não foram julgados, são considerados legíveis.

0 Responses to “Quem melhor que um ex-tesoureiro dum partido para lhe conhecer os podres”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 695,949 hits

Comentários Recentes

LouannEmoro em A doença do foro oncológico é…

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

Follow me on Twitter


%d bloggers like this: