Neste país nada se planifica relativamente à prevenção aos incêndios florestais

E não se planifica, primeiro porque existem demasiados interesses em que não haja planos de prevenção aos incêndios porque há vários negócios a eles ligados.  Por essa razão na época estival os telejornais são praticamente preenchidos com relatos de incêndios, as populações onde os mesmos se registam, que,  em pânico pelo risco que isso representa para os seus bens e além de elevados prejuízos que se registam por vezes ocorrem vítimas mortais normalmente em bombeiros. E continuamos a assistir aos meios a aéreos de combate a incêndios que não combatem coisa nenhuma porque a dispersão da água lançada dum balde numa labareda de enormes proporções pura e simplesmente não extingue o incêndio e ao que vamos dando conta é que este só se apaga quando chega junto a uma estrada asfaltada ou a um caminho limpo. Ao invés destes iluminados governantes continuarem a manter contrato com empresas de combate aéreo aos incêndios deveriam isso sim acabar com eles e contratarem com empreiteiros de obras públicos e nas zonas devidamente cadastradas em que o perímetro florestal é de uma área enorme sem que existam guarda fogos, se essa mesma área florestal pertencer ao Estado, serem construídos verdadeiras estradas de protecção à progressão de fogos permitindo essas mesmas estradas o acesso aos meios de combate terrestres. Relativamente aos perímetros florestais pertencentes a privados obrigá-los igualmente a delimitá-los com estradas da mesma forma que seriam criadas as condições de protecção e combate ás zonas florestais propriedade do Estado. Como nada disso hoje existe o combate terrestre através das corporações de bombeiros é quase impossível em áreas sem acesso a viaturas de combate pelo que estas apenas e só se limitam a permanecer onde o seu acesso é possível, deixando essa tarefa aos meios aéreos que como se vê a eficácia é francamente irrelevante. Gasta-se dinheiro e o resultado ou melhor dizendo a vantagem na utilização destes meios de combate é quase nula. E assim vamos continuando a assistir à destruição da floresta, de bens das pessoas e à morte de algumas vítimas colhidas a quando do combate a incêndios, sem que este tipo de soluções que sempre são usadas não produzem a eficácia desejada. Tudo isto porque os governantes deste País não têm capacidade para planificar uma adequada prevenção de incêndios florestais.

1 Response to “Neste país nada se planifica relativamente à prevenção aos incêndios florestais”



  1. 1 Otomotif Trackback em Setembro 1, 2015 às 11:57 pm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 692,860 hits

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

  • RT @fernando_cabral Blogger da Geórgia explica ataque ao twitter http://bit.ly/Oybo5: Fica assim provado que os russos são uns tipos porreir 7 years ago
  • não a favoreceu. Bem longe disso. 7 years ago
  • Isto por aqui está desinteressante, ninguém aborda ninguém, por falta de tema desafiante, adeus e passem muito bem 7 years ago
  • Será que a ideia de rasgar, vai contemplar o plano tecnológico, para que Portugal possa ficar, mais atrasado no resultado lógico 7 years ago
  • a compra de de tamiflu que nem sequer está aconselhado para combater esta estirpe 7 years ago

Follow me on Twitter


%d bloggers like this: