Eu é que deveria ser o próximo ministro da saúde e vou explicar o porquê

Definitivamente está provado que a incompetência governativa neste país é um dado adquirido.  Acabei de ouvir no telejornal que mais de 70% dos médicos do quadro do SNS não prestam serviço de exclusividade, mas ganham como tal. E é isso que faz com que os custos das intervenções cirúrgicas nos hospitais públicos custem muito mais do que nos privados. É sabido que não existe um único hospital privado que seja dotado de melhores equipamentos técnicos e de diagnóstico do que os hospitais públicos sobretudo os de mais recente construção os quais até conseguem satisfazer em termos de instalações e na qualidade de funcionamento. O problema reside no facto dos médicos especialistas que fazem parte dos quadros dos hospitais públicos passarem grande parte das horas normais de serviço, a prestarem serviço em unidades privadas. Mas nem sequer isto se resume aos médicos, inclui enfermeiros e outros técnicos de saúde.  Daí a minha afirmação de que o próximo ministro da saúde deveria ser eu. Isto porque quem não quisesse aceitar o regime de exclusividade, era convidado a abandonar a sua carreira no público e seriam utilizados quer no caso de médicos especialistas, quer enfermeiros, ou outros técnicos de saúde um sistema de requisição. Eles que fossem para o sector privado e em função das necessidades quer de consultas de especialidade ou intervenções cirúrgicas, os técnicos de saúde seriam requisitados ao privado para prestarem nos hospitais públicos a respectiva assistência aos doentes do SNS e o seu pagamento deveria ser à peça. Ou seja vamos supor que numa consulta de cardiologia existia um determinado número de doentes para serem vistos e não havendo resposta a nível desta especialidade em clínicos que tivessem optado pelo regime de exclusividade, seriam requisitados ao sector privado médicos para realizarem estas consultas. E em função do número de doentes por cada um deles consultado seria com base nisso que o pagamento dos seus honorários seriam efectuados. E esta regra tanto se aplicaria nas consultas, como em intervenções cirúrgicas quando tivesse que haver lugar ás mesmas. De resto é assim que funciona em países mais desenvolvidos que o nosso. Os hospitais públicos não possuem nos seus quadros médicos de qualquer especialidade e estes exercem a sua actividade como muito bem entendem só que quando requisitados pelas administrações dos hospitais públicos recebem em função do serviço que prestam não auferindo um ordenado andando a prestar serviço nas unidades privadas como de resto sempre aconteceu em Portugal. E desta forma sugerida reduziriam-se significativamente os custos elevados com salários de especialistas de saúde em Portugal que, embora sendo funcionários públicos alguns deles passam a maior parte do seu tempo a prestar serviço no privado.

2 Responses to “Eu é que deveria ser o próximo ministro da saúde e vou explicar o porquê”


  1. 2 maceta Setembro 10, 2013 às 6:32 pm

    isso é que não acontece, porque esta classe é de elite… ou talvez um dia aconteça, quando não hover outro remédio.

    abraço


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 692,860 hits

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

  • RT @fernando_cabral Blogger da Geórgia explica ataque ao twitter http://bit.ly/Oybo5: Fica assim provado que os russos são uns tipos porreir 7 years ago
  • não a favoreceu. Bem longe disso. 7 years ago
  • Isto por aqui está desinteressante, ninguém aborda ninguém, por falta de tema desafiante, adeus e passem muito bem 7 years ago
  • Será que a ideia de rasgar, vai contemplar o plano tecnológico, para que Portugal possa ficar, mais atrasado no resultado lógico 7 years ago
  • a compra de de tamiflu que nem sequer está aconselhado para combater esta estirpe 7 years ago

Follow me on Twitter


%d bloggers like this: