Os presidentes das autarquias ou contemporizam face à realidade ou estão comprometidos com os responsáveis

As redes viárias internas, ou para mais mais explícito nas localidades parecem não só de hoje mas de sempre autênticas mantas de retalhos. Este ano o Outono e Inverno foram particularmente agressivos em termos pluviosidade. Em resultado da imensa chuva que ocorreu os remendos que foram efectuados nos tapetes asfálticos das rodovias pelas empresas ou entidades que colocaram no subsolo redes de esgotos, gás, água ou electricidade, são os locais onde se sentem os piores efeitos provocados pelo abatimento na reposição dos tapetes de asfalto. Tudo isto graças à contemporização das Divisões de Urbanização das autarquias que, aceitam terem as empresas que abrem valas para colocar as condutas, façam a reposição do tapete de asfalto apenas e só na área da sua intervenção o que do meu ponto de vista ao longo de várias décadas se tem revelado uma intervenção absolutamente desastrosa face ao resultado que ocorre posteriormente. Já é mais do que tempo para que os responsáveis autárquicos obriguem as empresas ou entidades que fazem intervenções na via pública serem obrigado a reporem o tapete de asfalto não pelo processo que tem sido atá agora praticado mas sim reporem-no em toda a extensão da área da sua intervenção. Tenho-me apercebido deste há várias décadas de que por vezes logo a seguir a uma intervenção de remoção dum pavimento dua rua ou avenida na sua total extensão feita por uma autarquia face ao seu estado de degradação, acontecer que passando uma ou duas semanas surge um empreiteiro ao serviço duma qualquer empresa ou entidade a abrir naquela zona uma vala para instalação duma conduta de gás natural, água ou de esgoto. Efectuada que seja a instalação dessa conduta num eixo viário que tenha sido objecto de repavimentação integral, a empresa limita-se a repor o pavimento de asfalto apenas e só na área em que ocorreu a abertura da vala na sua total extensão. Resultado desta reposição conforme tenho constatado é sempre esta. Porque a terra e areia utilizada para cobertura da vala no sua total extensão não é devidamente compactada, ao procederem à colocação do asfaltado, essa zona normalmente abate ficando um desnivelamento entre a faixa de rodagem e essa parte intervencionada. Curiosamente depois ao que assistimos são os serviços da autarquia responsáveis pela conservação a tentarem remediar os efeitos da má reposição do pavimento algo que nunca é conseguido. Os automobilistas deste país são obrigados a pagar tudo e mais alguma coisa mas a contrapartida para conservação do estado da suspensão dos seus automóveis não existe. As redes viárias existentes nas localidade parecem autênticas mantas de retalhos, para não lhes chamar verdadeiros caminhos de cabras face ao cuidado que temos para evitar danificar os nossos automóveis. Deixo aqui pois uma sugestão aos responsáveis autárquicos. Já chega de se comprometerem em termos de facilitismo face ás empresas e entidades que realizam intervenções nas redes viárias para colocação de condutas seja com que objectivo for. Obrigam as empresas que realizam essas intervenções a reporem o tapete de asfalto pela totalidade da via na extensão em que se observar essa intervenção para duma vez por todas se evitar este mau tratamento que é dado ás redes viárias cuja conservação é da exclusiva responsabilidade das autarquias. 

0 Responses to “Os presidentes das autarquias ou contemporizam face à realidade ou estão comprometidos com os responsáveis”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 696,358 hits

Comentários Recentes

LouannEmoro em A doença do foro oncológico é…

4shared

Top Clicks

  • Nenhum
Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

Follow me on Twitter


%d bloggers like this: