Mas a minha experiência no chamado universo automóvel não se confina há quase vintena de carros de possuí até hoje

Quanto fiz os 21 anos de idade e porque antes não era possível obter-se a carta de condução, candidatei-me e obtive a carta de ligeiros, pesados e motos. E o facto de possuir carta de pesados possibilitou-me poder conduzir camiões de amigos que, cansados em longos percursos das chamadas picadas angolanas me passavam o volante dos seus camiões. Tive a experiência de conduzir Mercedes Benz de grande tonelagem, Scania Vabis e Volvo, descarregados e com a sua carga máxima o que me deu algum prazer. Foram sem dúvida as marcas de preferência das empesas de camionagem uma vez que se tratava de camiões duráreis e fiáveis com excelentes respostas em termos de rentabilidade. Outras marcas havia que eram uma verdadeira desilusão como sendo a marca MAN e a Leyland que era uma marca inglesa que se traduzia numa verdadeira dor de cabeça para quem os possuía. Muito maus mesmos esta marca de camiões. Mas os ingleses não se destacavam, só em matéria de camiões na sua muito má qualidade. Os tão célebres Land-Rover de caixa aberta, longa e curta ou de carroceria fechada também longa e curta, com aqueles vidros de correr em calhas de alumínio que faziam um chinfrim ensurdecedor. Eram os jeeps que mais circulavam em Angola sobretudo nas zonas do interior e eu fiz muitas centenas de milhares de quilometros em vários jeeps da marca Land-Rover, que tinham uma caixa de velocidades muito rija e pouco precisa, não eram nada fiáveis e as visitas à oficina eram feitas com alguma frequência para além dum conforto absolutamente insuportável que proporcionavam aos seus ocupantes. Tive isso sim o prazer de igualmente fazer largos milhares de quilometros num jeep Toyota Land Cruiser a gasolina que isso sim tinha qualidade. A dada altura um amigo que tive que era filho dum fazendeiro de café e possuía um jeep Toyota Land Cruiser a dada altura resolveu comprar um automóvel desportivo. Foi a Luanda e adquiriu um Ford Mustang dado que em Angola nos anos 40, 50 e até aos anos 60 circulavam bastantes veículos oriundos dos EUA. Quando chegou ao Songo-Uige for ter comigo para me mostrar a sua bomba novinha em folha e fez questão de que eu a fosse experimentar. E assim aconteceu escolhi uma estrada que até se encontrava o seu piso em bom estado e tinha pouco tráfego automóvel e fui experimentar o seu Ford Mustang. Apanhei uma enorme susto quando ao atingir uma alta velocidade a frente do carro deu a sensação que queria levantar com a deslocação do ar. Parei o Mustang abri o capot e verifiquei que a zona do motor não era forrada e aí percebi a razão. Quando cheguei junto do meu amigo que tinha feito questão de que eu fosse experimentar a sua máquina disse Carlos volta a Luanda e entrega o carro ao stand onde o compraste porque qualquer dia mataste com ele, porque numa estrada asfaltada se fores com elevada velocidade e com a deslocação do ar a frente do carro tende a levantar. E ele assim fez nessa mesma semana voltou a Luanda e foi devolver o carro face à instabilidade. Tendo trazido um Ford Capri 3.000 RS que também tive o prazer de o experimentar. Nessa altura chegavam a Angola os automóveis japoneses que passaram a conquistar todos aqueles que antes tinha tido outras marcas de carros nomeadamente europeus e que estavam desiludidos com a sua enorme falta de qualidade como aconteceu com amigos que cometerem a asneira de comprar NSU e que cada vez que faziam uma viagem longa tinham que levá-lo à oficina por razões de sobreaquecimento do motor resultante do facto do mesmo estar na rectaguarda ou seja a sua mala era na parte da frente. Foi de resto uma marca de automóveis que por ser tão má desapareceu passado alguns anos do mercado automóvel. E curiosamente era fabricado no Japão.

0 Responses to “Mas a minha experiência no chamado universo automóvel não se confina há quase vintena de carros de possuí até hoje”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 693,486 hits

4shared

Top Clicks

  • Nenhum
Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

Follow me on Twitter


%d bloggers like this: