Tanto ênfase que muita gente põe no polos de desenvolvimento de Oeiras, mas como se comprova isso não serve de cartaz turístico

Resido há 39 anos na vila de Oeiras e curiosamente nunca me apercebi que fosse nem antes nem agora uma localidade que despertasse interesse aos turistas estrangeiros que nos visitam. Como se sabe o turismo tem ultimamente registado um crescimento significativo, sendo que na cidade de Lisboa chegam a estar nos atracados vários navios com milhares de turistas, que, embora por algumas horas imprimem uma animação na cidade, fazendo algum gasto sobretudo na industria da restauração. Também por lá se verificam outros turistas que vêm por alguns dias e animam a industria hoteleira, razão porque têm sido construídos e continuam a ser várias unidades hoteleiras. E são esses turistas estrangeiros que ficam hospedados em hotéis em Lisboa que visitam a vila de Sintra e de Cascais enquanto por cá permanecem. Nunca dei conta sequer dum autocarro com turistas estrangeiros a visitar a vila de Oeiras que apesar de possuir o encanto de muita gente o conhecido Parque dos Poetas e muitos menos os polos de desenvolvimento que para muitas pessoas constituí a bandeira do progresso da gestão de Isaltino de Morais. Aconselhava essas pessoas a verificar bem o estado de degradação em que se encontra a zona histórica de Oeiras, atrás do edifício dos Paços do Concelho em especial na rua Cândido dos Reis, cujo aspecto é desolador. Eu visito com frequência o Norte do País, mais concretamente o Minho para mim  a Província mais bonita de Portugal e é sempre com muito agrado que constato o investimento através da Pólis que as autarquias vão recuperando as suas zonas históricas conferindo-lhes um aspecto agradável nessas zonas que antes se encontravam também elas num avançado estado de degradação. Está de resto comprovado que o nosso país tem estado a despertar interesse aos turistas estrangeiros para nos visitarem sendo que Lisboa e o Porto são as cidades que mais os atraem no Porto sobretudo porque através da navegabilidade do Rio Douro a empresa Douro Azul com os seus navios dotados de todas as condições tem sido animado sobretudo por turistas norte-americanos que apreciam fazer a viagem até à Régua visitando as caves do Vinho do Porto e apreciando a paisagem do Douro vinhateiro com imensas propriedades com vinha plantada em sulcalco que torna a paisagem agradavelmente diferente. Ou seja Oeiras apenas e só pode ser vista como uma localidade que está animada pelos polos de desenvolvimento, na sua periferia, mas tal não serve de cartaz para o desenvolvimento do turismo, como de resto tem sido comprovado.

0 Responses to “Tanto ênfase que muita gente põe no polos de desenvolvimento de Oeiras, mas como se comprova isso não serve de cartaz turístico”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 694,113 hits

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

Follow me on Twitter


%d bloggers like this: