Um mega projecto vai nascer na zona ribeirinha de Cruz Quebrada-Oeiras, mais propriamente na zona onde existiu a antiga Lusalite

Acabei de ouvir no telejornal da TVI que vai nascer um mega projecto a ser edificado na zona onde existiu a Lusalite. Estive a ouvir os elementos do movimento que contesta este mega projecto e longe de pensar na possibilidade de concretização de tal absurdo de imediato me solidarizo com a impugnação da realização de tal projecto. É certo que o promotor imobiliário invoca os diversos pareceres favoráveis das entidades que superintendem no ordenamento do território, o que pessoalmente esse facto a mim não me surpreende, tal como como me surpreende a posição defendida pelo presidente da autarquia de Oeiras, Paulo Vistas o sucessor de Isaltino de Morais que, como todos nós sabemos tinha uma especial apetência por apoiar as megalomanias dos promotores imobiliários pelas razões sobejamente conhecidas. Mas do Isaltino de Morais já sabemos o de reza a história, mas isso não significa que quem lhe sucede não partilhe do mesmos ideais imobiliários. O facto de ter sido invocado pelo promotor imobiliário que dispõem de pareceres favoráveis à realização deste mega projecto, não lhe confere só por si o direito de o realizar, sem que para isso seja alterado e aprovada a alteração ao Plano Director do Município de Oeiras. Julgo até que se Paulo Vistas não se quer comprometer com a ligeireza na aceitação da realização deste projecto deveria instar a população do concelho no sentido de apurar da concordância ou não dos munícipes na concretização deste projecto, que vai descaracterizar uma zona ribeirinha que até no período da ditadura estava previsto ser a continuação duma zona de lazer contígua ao Estádio Nacional, daí a concessão à Lusalite, não ser a título definitivo e é logo aqui que se coloca uma interrogação. Como é que se pode dum momento para outro converter uma zona concedida a título provisório a uma empresa que cessou a sua actividade laboral por o produto ser nocivo à saúde pode ser agora transformada numa zona habitacional. Será que vamos continuar a assistir a este desaforo de se atropelar o interesse dos munícipes por interesses de promotores imobiliários só porque invocam possuir pareceres favoráveis, vá-se lá saber como e de que forma foram obtidos.

0 Responses to “Um mega projecto vai nascer na zona ribeirinha de Cruz Quebrada-Oeiras, mais propriamente na zona onde existiu a antiga Lusalite”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 685,644 hits

Comentários Recentes

Antonio em Atenção consumidores a MEO 40…

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

  • RT @fernando_cabral Blogger da Geórgia explica ataque ao twitter http://bit.ly/Oybo5: Fica assim provado que os russos são uns tipos porreir 7 years ago
  • não a favoreceu. Bem longe disso. 7 years ago
  • Isto por aqui está desinteressante, ninguém aborda ninguém, por falta de tema desafiante, adeus e passem muito bem 7 years ago
  • Será que a ideia de rasgar, vai contemplar o plano tecnológico, para que Portugal possa ficar, mais atrasado no resultado lógico 7 years ago
  • a compra de de tamiflu que nem sequer está aconselhado para combater esta estirpe 7 years ago

Follow me on Twitter


%d bloggers like this: