Já em tempos abordei este tema mas não me canso de repetir esta estupidez lusa que foi instituída não sei bem por quem

Em qualquer país da Europa os automóveis em segunda mão são depreciados em função do número de quilómetros que registam os seus respectivos conta-quilómetros. E este critério faz sem dúvida todo o sentido porquanto qualquer automóvel que apesar de possuir um ano ou dois possa ter mais de 100.000 kms registados no seu conta-quilometros, na Europa esse automóvel custa menos dinheiro que um outro da mesma marca e modelo que tenha por exemplo um ano ou dois a mais mas que registe apenas 30 ou 40 mil quilometros. E o porquê correcto deste critério de depreciação dum automóvel na Europa. Porque o que desgasta qualquer automóvel não são os anos que ele tem mas sim a quilómetragem que ele regista porque existe uma vasta gama de componentes do automóvel que com o elevado número de quilometros percorridos estão tão desgastados que têm de ser substituídos o que não acontece com os stands de usados que os têm em venda por isso muitos daqueles que os adquirem estranharem que passado pouco tempo de tal acontecer, ter logo necessidade de gastarem dinheiro com a substituição desses componentes. Normalmente a corrente de transmissão, o kit de embraiagem, a suspensão, etc. etc. Ora isso não acontece com um automóvel que possa ter mais um ano ou dois de existência na posse do primeiro dono mas com muito menos quilómetragem porque esses componentes não carecem de substituição. Considero pois que este critério de depreciação dos automóveis em Portugal e exclusivamente aqui usado é absolutamente estúpido pois não faz qualquer sentido. Admito que este critério favorece sobremaneira as empresas de rent-a-car porque como é sabido os automóveis que alugam percorrem muitos milhares de quilómetros e apesar das suas matrículas serem recentes, colocam os seus automóveis no mercado dos usados a preços elevados para o desgaste que os mesmos têm. Tenho abordado este assunto com pessoas ligadas aos stands de automóveis novos e ninguém me consegue explicar a falta de lógica ou melhor a total estupidez aplicada a este critério exclusivamente português de depreciação dum automóvel. De resto e é por isso que muita gente continua a importar automóveis usados doutros países europeus exactamente porque conseguem comprar um automóvel com dois ou três anos, ou seja, quase em estado semi-novo, mas como os mesmo possuem muitos quilómetros e o conceito de depreciação incide sobre exactamente esse elemento de desgaste, repito essas pessoas compram um Mercedes, um BMW ou qualquer outra marca alemão com ano de fabrico recente mas por valor mais baixo. O problema depois com que se deparam é com a autoridade tributária, que, embora ilegalmente, cobra sobre o veículo o ISV, provocando o aumento substancial do custo final do automóvel. Mas ainda assim esse ilícito procedimento que já foi inclusivamente objecto de sanção ao governo português por esse procedimento, dizia não desmotiva os interessados em poder possuir um automóvel do seu gosto a um preço mais acessível que em Portugal.

0 Responses to “Já em tempos abordei este tema mas não me canso de repetir esta estupidez lusa que foi instituída não sei bem por quem”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 685,645 hits

Comentários Recentes

Antonio em Atenção consumidores a MEO 40…

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

  • RT @fernando_cabral Blogger da Geórgia explica ataque ao twitter http://bit.ly/Oybo5: Fica assim provado que os russos são uns tipos porreir 7 years ago
  • não a favoreceu. Bem longe disso. 7 years ago
  • Isto por aqui está desinteressante, ninguém aborda ninguém, por falta de tema desafiante, adeus e passem muito bem 7 years ago
  • Será que a ideia de rasgar, vai contemplar o plano tecnológico, para que Portugal possa ficar, mais atrasado no resultado lógico 7 years ago
  • a compra de de tamiflu que nem sequer está aconselhado para combater esta estirpe 7 years ago

Follow me on Twitter


%d bloggers like this: