Arquivo de Dezembro, 2016

Reedição da minha saudação de Ano Novo então publicada no ano de 2004

Já passaram 12 anos sobre esta minha publicação, mas pela sua actualidade resolvi apenas retocá-la e reeditá-la

Saudação de Ano Novo

  • Já não são muitas as horas
    que restam para o ano terminar
    Não vislumbro grandes melhoras
    Para aquele que se vai iniciar
  • Será que no próximo ano
  • acontecerão tantas desgraças
  • Por culpa do ser humano
    E doutras mais ameaças
  • Tal como sempre se afirmou
    Acontecer nos anos bissextos
    Nunca com eles combinou
    Resultados na vida perfeitos
  • Vai ser pois para esquecer
    O ano de dois mil e dezasseis
    Milhares de pessoas a morrer
    Mais que na guerra de trinta e seis
  • Já não bastavam a invasões
    De países do médio oriente
    As catástrofes foram aos montões
  • Por agressão ao meio ambiente
  • Só me resta desejar
    A quem me observe
    O ano que vai entrar
    Melhor sorte nos reserve

7 Responses to “Saudação de Ano Novo”

  1. ognid Dezembro 31, 2004 às 5:14 pm

    Raul, para si e para os que lhe são queridos vão os votos de um excelente 2005. Um abraço.

  2. rpx Dezembro 31, 2004 às 5:52 pm

    O futuro, também se constroi.
    Um óptimo ano de 2005.

  3. o Vizinho Dezembro 31, 2004 às 7:24 pm

    Meu caro vizinho, venho expressamente desejar-te um excelente 2005 para ti, a tua família, os teus amigos e todos os teus leitores!

    Feliz 2:-):-)5!…

  4. sibylla Dezembro 31, 2004 às 7:48 pm

    Raúl, meu caro, que 2005 cumpra o que 2004 se esqueceu. Que o Ano Novo seja, de facto, novo, para si e para os seus.
    Um abraço apertado

  5. o uno e o múltiplo Janeiro 1, 2005 às 1:16 am

    Feliz 2005! Que o ano novo em tudo supere o 2004!
    E obrigada pelas visitas ao uno…
    um abraço
    o uno e o múltiplo

  6. canzoada Janeiro 1, 2005 às 1:22 am

    Para não fugir à normalidade, o ano de 2004, termina da pior maneira.
    A Quinta das Anormalidades foi ganha por uma aberração da natureza.
    A natureza ás vezes prega-nos cada partida. E os portugueses também, quem vota numa merda destas é capaz de votar em tudo e o 20 de Fevereiro aproxima-se, mas tenha-mos fé!

    Amigo Raul, que o melhor de 2004 seja o pior de 2005!

  7. hammer Janeiro 2, 2005 às 12:29 pm

    Um bom ano para o Raul e família e saúde mental e física!

    Comments are currently closed.

    Fui à procura da razão desta hipotética obrigação de a partir dos 65 anos de idade, a renovação da carta de condução, passar por uma formação, ministrada por uma escola de condução

    E obviamente que encontrei. A ideia partiu da Prevenção Rodoviária Portuguesa, é uma associação sem fins lucrativos, cujos órgãos sociais, são constituídos pelo presidente do ACP e outros membros de associações ligadas a transportes e não só.  E é aqui que encontrei a resposta. Esta obrigatoriedade que será imposta a mim e a todos os condutores que possuem mais de 65 anos de idade, tem apenas do meu ponto de vista, canalizar para as aulas de condução mais uma receita, porquanto a tal formação que nos vai ser exigida, será ministrada pelas escolas de condução contra o pagamento de determinado valor que certamente tal como acontece com a obtenção das cartas de condução pela primeira vez, não obedecerá a nenhuma tabela imposta pelo legislador. Mas desenganem-se os senhores da PRP que sugere esta brilhante formação porque não será por aqui que as manobras perigosas, que se cometem com condutores de qualquer idade, a atitude de civismo que se impõe a qualquer condutor dum veículo motorizado, o respeito pelo Código da Estrada, vão por isso passar a ser observados. Mas mais ainda não será certamente a obrigatoriedade desta formação imposta aos condutores séniores que irá habilitar melhor aqueles condutores que são, foram e continuam a ser uns azelhas, que obrigam as seguradoras a dispendiosos arranjos dos seus veículos e daqueles a quem eles causam danos, que lhes irá conferir uma competência de condução que nunca conseguiram ter. Possuo carta de condução há mais de 50 anos tenho ao longo de todos estes anos mais de 3 milhões de quilómetros de condução e nunca provoquei um acidente nem pus em perigo a vida de ninguém, sendo que ao longo de todo este tempo tenho sido um excelente contribuinte das seguradoras, para todos quanto lhes dão prejuízos. Portanto esta obrigatoriedade que não tenho dúvidas de, apesar de estar em consulta pública, vai mesmo avançar, visa apenas e tão só beneficiar as escolas de condução, numa flagrante demonstração dum conflito de interesses.

    Mais uma companhia de teatro que se extingue e é preciso evitar que tal aconteça com outras

    Tenho para mim que não faz muito parte das preferências dos espectadores portugueses assistirem à representação de peças de teatro. Talvez por esse razão as companhias de teatro viveram sempre no chamado foi da navalha, uma vez que as receitas de bilheteira não são suficientes para garantir a sobrevivência dos actores nem as despesas inerentes com instalações, adereços etc, etc..As companhias de teatro foram sempre apoiadas por subsídios estatais que nunca passaram de meros balões de oxigénio e com o agudizar da crise económica e o decréscimo dos subsídios atribuídos levaram a que as companhias de teatro estejam em colapso. Apesar de alguns actores de teatro terem visto como alternativa a todas estas dificuldades. o aparecimento de oportunidades para participarem em telenovelas, foi um número muito escasso, relativamente ao universo de actores que peças de teatro e de revista à portuguesa, estas em que o público tem mais preferência. Os actores com mais idade não ^na sua maioria não têm tido a oportunidade de participarem em telenovelas porque a opção tem sido por gente mais jovem. Acredito que não seja nada fácil para quem sempre fez ao longo de décadas uma carreira no teatro se sinta agora na condição de desempregado e ao que tudo indica de longa duração. Julgo que caberia ás autarquias chamarem a si a responsabilidade de estimularem os seus munícipes a habituarem-se a assistir à representação de peças de teatro, ao invés de continuarem a apostar em eventos fúteis como temos assistido. Fica a sugestão em prol da não extinção de mais companhias de teatro

    Apesar da continua propaganda de apoio à direita veiculada pelas televisões as expectativas do PSD chegar novamente ao poder deverão ser muito baixas

    Tem sido simplesmente vergonhosa a propaganda sobretudo veiculada pela televisão pública, aquela que é, obrigatóriamente subsidiada por todos nós e é exactamente essa a razão que nos motiva a indignação, apesar de notarmos que as demais televisões privadas fazem idêntico papel, mas essas não nos custam dinheiro. A última entrevista concedida pelo primeiro ministro António Costa foi mais que demonstrativa do mau serviço público que esta estação de televisão presta à comunidade. Os entrevistadores assumiram um papel idêntico ao que nesta interpelação feita ao governo pelos partidos da direita a António Costa. Estes procedimentos da televisão pública têm merecido protestos nas redes sociais, mas os responsáveis, estão-se borrifando para isso. Eles foram lá postos com um objectivo e este tem de ser cumprido a toda a força. Entendo que nesta altura se o governo mexesse no elenco responsável pela administração e direcção da RTP, caíria o Carmo e a Trindade porque estaria a tentar transformar a televisão pública num veículo de propaganda do PS. E António Costa por saber que seria essa a reacção não mexe, não muda, e vai tudo continuar a ser na mesma um seja a televisão pública a servir de veículo de propaganda da direita, porque é assim que se tem revelado. Mas apesar de tudo isto a que temos assistido o PSD e o CDS não conseguem captar apoio eleitoral e os sociais democratas estão cada vez mais afastados do PS o que não augura nada de bom para as eleições legislativas que tudo indica só se verificarão no final da legislatura, porque os partidos de esquerda que suportam o governo do PS já perceberam que esta é a única forma da direita tão cedo não voltar ao poder, além disso vão conseguindo negociar com o PS o retorno dos benefícios aqueles que vivem do trabalho ou se encontram na condições de reformados, sendo essas as suas principais bandeiras, que fazem com que eles também consigam granjear simpatias do eleitorado e apesar do seu ténue aumento de percentagem eleitoral, este seu apoio também os beneficia. Estou mesmo ciente de que a mudança na liderança do PSD ocorrerá muito antes das eleições legislativas e apesar de no horizonte se desenhar a figura do substituto de Passos Coelho, na pessoa de Rui Rio que não tenho dúvidas, não agrada aos actuais apoiantes de Pedro Passos Coelho, que a maior parte deles não fará parte do elenco que o futuro líder do PSD quererá na sua direcção, isto no intuito de salvaguardar a possibilidade de não perda das eleições o que seja quem for poderá ter como certa apesar de, como anteriormente refiro a propaganda por parte da comunicação social ser feroz a sua favor.


    Arquivos

    Central Blogs

    congeminações

    Central Blogs

    Categorias

    congeminações

    • 694,875 hits

    Comentários Recentes

    Fátima Sousa em O Infarmed retirou a compartic…

    4shared

    Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
    Listed on BlogShares
    Powered by BannerFans.com
    Twingly BlogRank

    twitter

    congeminacoes

    Follow me on Twitter