Arquivo de Setembro, 2017

Está a ser uma aposta muita agressiva no abandono dos automóveis movidos a combustíveis fósseis sendo um erro para quem compra carro novo estar a continuar a apostar nessa solução

Toyota para formar empresa de tecnologia com Mazda para carros elétricos
THE-JAPAN-NEWS.COM – 29 DE SETEMBRO
A Toyota Motor Corp. está estabelecendo um novo empreendimento para desenvolver tecnologia de veículos elétricos com o parceiro Mazda Motor Corp., procurando recuperar os rivais em uma corrida cada vez mais frenética para produzir mais carros com bateria.

Os decisores políticos em mercados-chave como a China estão empurrando agressivamente uma mudança para carros elétricos nas próximas duas ou três décadas, pressionando as montadoras tradicionais a montar seus planos de veículos elétricos (EV), assim como os custos de bateria em declínio permitem que mais energia seja empacotada em carros.

A Toyota disse em um comunicado que a nova empresa desenvolverá tecnologia para uma variedade de carros elétricos, incluindo minifíquidos, carros de passageiros, SUVs e caminhões leves.

A Toyota terá uma participação de 90% na joint venture, chamada EV Common Architecture Spirit Co. Ltd., enquanto a Mazda e a Denso Corp., o maior fornecedor da Toyota, terão uma participação de 5%.

Os planos se baseiam em uma parceria anunciada em agosto, quando a maior montadora do Japão concordou em conquistar uma participação de 5% na Mazda e os dois disseram que desenvolveriam conjuntamente tecnologias de veículos elétricos acessíveis.

Depois de anos de foco em trazer veículos de célula de combustível de hidrogênio para o mercado, a Toyota no ano passado criou uma divisão para desenvolver carros elétricos, liderada pelo presidente Akio Toyoda, e disse que planeja apresentar EVs na China nos próximos anos.

Nem Toyota nem Mazda comercializam automóveis de passageiros totalmente elétricos no momento. A Toyota citou a acessibilidade e a gama limitada de carros operados por bateria como obstáculos à popularização em massa até o momento.

A Mazda tem um orçamento de P & D uma fração da Toyota, o que tornou difícil desenvolver carros elétricos por conta própria. Mesmo assim, disse que planeja lançar EVs em 2020.

As ações da Mazda aumentaram 3% após o anúncio, enquanto as de Denso subiram 1,5%. As ações da Toyota eram planas.

A industria automóvel continua a toda a força a apostar na eliminação dos combustíveis fósseis nos meios de locomoção em prol dum melhor meio ambiente.

As montadoras chinesas têm até 2019 para atender novos objetivos de vendas de carros verdes

POR  E 

 China estabeleceu o prazo até 2019 para impor novos e duradouros objetivos de vendas para o plug-in elétrico e os veículos híbridos, relaxando ligeiramente um plano anterior para lançar as regras do próximo ano que deixaram as montadoras globais preocupadas em ser capazes de cumprir.

Os fabricantes de automóveis terão que acumular créditos para os chamados veículos de nova energia (NEVs) equivalentes a 10% das vendas anuais até 2019, informou o ministério da indústria da China em um comunicado na quinta-feira. Esse nível aumentaria para 12% para 2020.

Um único veículo pode gerar múltiplos créditos, o que significa que a proporção por NEVs em volume provavelmente seria menor.

Os objetivos, anunciados pelo Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação, refletiram de perto os planos previamente anunciados, mas eliminam uma cota explícita de 8 por cento para 2018, com efeito, dando aos fabricantes de automóveis um período de carência extra.

As quotas são uma parte fundamental de uma unidade da China, o maior mercado de automóveis do mundo, para desenvolver seu próprio mercado NEV, com um objetivo de longo prazo para proibir a produção e venda de carros que usam combustíveis tradicionais anunciados no início deste mês.

Os fabricantes automotivos globais, no entanto, pediram um amolecimento das propostas para veículos de bateria elétrica e híbridos plug-in elétricos.

De acordo com as regras, os fabricantes de automóveis receberão créditos para veículos de nova energia, incluindo híbridos plug-in e carros totalmente elétricos que podem ser transferidos ou comercializados. As empresas com volumes de vendas anuais acima de 30.000 unidades precisarão cumprir os objetivos.

Esses créditos – que variam de acordo com o alcance e o desempenho do veículo – serão usados ​​para calcular se as empresas atingiram sua quota, um sistema que provavelmente significaria que a proporção real de NEVs constituídas pelas vendas totais era menor.

“As regras podem resultar na produção de mais de 1 milhão de EVs anualmente na China até 2020, ou cerca de 4% das vendas”, escreveu em nota o Simon Mui, um dos meios de transporte e energia do Conselho de Defesa dos Recursos Naturais, com sede nos EUA.

Os fabricantes de automóveis foram, em geral, positivos sobre o movimento.

“Congratulamo-nos com a mudança da indústria automobilística chinesa para uma maior adoção de NEVs e cumpriremos os regulamentos relevantes apresentados pelas autoridades”, disse Ford Motor Co. em um comunicado que respondeu ao anúncio.

A General Motors Co. disse que “esforçar-se-ia por cumprir os requisitos obrigatórios do NEV”, embora acrescentasse “esforços contínuos do governo e as empresas são essenciais para construir uma ampla aceitação do consumidor para NEVs”.

“O GM tem capacidade suficiente para fabricar NEVs na China”, afirmou em um comunicado.

A Honda Motor Co. disse que planeja lançar um carro de bateria elétrica na China no próximo ano e “tentará expandir nossa linha de novos veículos de energia” para atender as cotas.

A China está interessada em combater a poluição do ar e fechar uma lacuna competitiva entre as novas montadoras nacionais e os rivais mundiais. Ele quer definir metas para carros elétricos e plug-in híbridos para fazer pelo menos um quinto de vendas de automóveis chinesas até 2025.

Foi relatado em Agosto que a China demoraria a implementação das quotas do NEV até 2019, dando às montadoras mundiais mais tempo para se preparar.

Porque a minha aposta é envelhecer preservando a saúde aqui fica o relato das minhas opções para o conseguir

Tenho lido sobre os venenos alimentares que as cadeias de produção nos põem à disposição nos supermercados. É certo que estes venenos não são de agora, apesar de, os alimentos pré-cozinhados que muita gente gosta de consumir serem verdadeiros veículos para condução a enfermidades, umas graves e outras menos graves. Isto já para não falar da comida dita de plástico com que os norte-americanos inundaram o Mundo e muita gente os aprecia, o que a mim, apesar dos vários avisos, me deixa estupefacto ver pais com crianças de tenra idade levá-los a esses locais de produção de comida plástica e olharem com que prazer os filhos ingerem tais alimentos. Mas este post não visa falar das opções dos outros que nada tenho a ver com elas mas com a minha aposta em envelhecer, saudavelmente. Já lá vão dois anos que deixei completamente de tomar ao pequeno almoço leite, porque não tenho dúvidas que ele é muito benéfico mas para alimentar os bezerros das vacas que os parem. E desde há muito que a minha fonte de cálcio vou buscá-la aos queijos de ovelha e cabra curados, nada disso em fresco. Porque acerca de 10 anos fui contemplado com um túmor no intestino grosso, graças obviamente aos alimentos refinados que na maioria fazem parte da nossa cadeia alimentar, aliás não é por acaso que a comunidade científica vai cada vez mais chegando à conclusão que os cancros com maior incidência são os do aparelho digestivo, logo a conclusão, não poderia ser outra de que a sua causa é motivada pelos alimentos que ingerimos que são na sua maioria ou se calhar não estarei a exagerar todos um verdadeiro veneno, dizia, fui contemplado talvez pelo tratamento de quimioterapia  com diabetes, algo que a minha então oncologista, admitiu como hipótese, porque antes disso acontecer e apesar de análises regulares ao açúcar no sangue vulgo glicémia os valores eram antes absolutamente normais. E porque como quem me visita e lê os meus postes já percebeu que sou um céptico quanto à eficácia e eficiência dos medicamentos produzidos pela indústria farmacêutica e até por tudo quanto tenho ouvido a diabéticos relativamente ao sucesso do seu controle, face à treta de que podem comer quase tudo quanto são os hidratos de carbono, decidi não controlar a diabetes com a toma de medicamentos. Fiz várias experiências que fui relatando neste meu blog umas aparentemente com mais sucesso outras não,  mas obviamente os valores obtidos não foram de modo algum os desejados. Então resolvi face a tudo quanto tenho lido sobre a ingestão de pão deixar de o comer bem como qualquer produto à base de trigo refinado ou não. Ainda assim tal decisão não foi suficiente e recentemente apostei em cortar por completo com a ingestão de hidratos de carbono, nomeadamente massas, produtos à base de farinha trigo, arroz, e batatas. Acerca de 3 meses comecei a tomar chá de urtica branca, que apesar de obter resultados interessantes ainda não eram os que eu desejava. Então é quando descobri porque a internet apesar de servir para muita coisa má,  também serve para obtermos informações muito válidas e importantes e comecei a tomar um produto natural denominado Momordica Charantia, produzido na Alemanha, país onde este tipo de produtos são sujeitos a controle de qualidade. De resto já tinha tido uma excelente experiência com a toma durante vários meses de drageias de Cardo Mariano, do Laboratório Calêndula, também alemão,  através do qual regenerei o meu fígado e libertei-me do colesterol, pois comendo a quantidade de queijo de ovelha e cabra naturalmente as pessoas não acreditam que possa ter, em resultado de análises feitas às 15 dias atrás, apenas 167 o valor de colesterol total. Passei mais recentemente porque também necessito de energia, a consumir na confecção de refeições a Quinoa, que está considerado o melhor cereal do mundo. E como resultado recente dos valores glicémicos tinha nas análises feitas há duas semanas atrás 97, que comparativamente com as análises feitas em Janeiro e em resultado dos disparates feitos com a ingestão de venenos quer no Natal quer no Ano Novo, o valor nessa altura medido era de 202. Já não me lembro sequer qual foi a última vez em que tenha estado constipado, nem tão pouco gripado que é ainda mais incomodativo e meus caros amigos e leitores destas minhas experiências, vou continuar a apostar em envelhecer sim, mas saudavelmente.

O próximo salão automóvel será em Tóquio e certamente haverá muitas novidades expostas para gáudio dos visitantes do salão

O próximo Salão do Motor de Tóquio possui tecnologias de ponta em um esforço para aumentar o atendimento
JAPÃO TIMES – 22 DE SETEMBRO
O presidente da Associação de Fabricantes de Automóveis do Japão, Hiroto Saikawa, convocou o público a visitar o Salão do Automóvel de Tóquio, que deverá ser realizado no final de outubro, para ver as últimas tecnologias do mundo.

“Esperamos fazer do evento o melhor show de tecnologia do mundo”, disse Saikawa, também presidente da Nissan Motor Co., em entrevista coletiva na quinta-feira.

O 45º show de automóveis, aberto ao público em Tokyo Big Sight, no Koto Ward, entre 28 de outubro e 5 de novembro, reunirá um total de 153 fabricantes de automóveis e automóveis de todo o mundo. Mais de 70 veículos protótipos de estréia mundial serão exibidos no show, colocando tecnologias de ponta, como a condução automática e veículos elétricos.

O número de empresas e visitantes participantes tem sido lento recentemente, ficando em menos da metade de seus níveis máximos.

Devido em parte à ausência das grandes montadoras americanas – General Motors Co., Ford Motor Co. e Fiat Chrysler Automobiles NV – o evento é menor em escala do que os shows automóveis no exterior, como na China.

Saikawa enfatizou, no entanto, que ele espera enfatizar o show de Tóquio não em termos de escala mas em qualidade.

Foi sem dúvida um dos melhores programas este hoje visto em reposição o “Eixo do Mal”

O meu aplauso para os participantes no programa Eixo do Mal da SIC. Já há bastante tempo que não assistia a nenhum programa. Mas assisti hoje em reposição e confesso, gostei francamente. O tema de abertura foi sobre o discurso do Passos Coelho e surpresa das surpresas quem iniciou este tema foi o Luís Pedro Nunes, do “Inimigo Público” que noutros programas não o tenho apreciado na sua intervenção. Hoje no dito programa o Luís pura e simplesmente escaqueirou por completo o líder do PSD. Mas os demais participantes no programa tiveram igual postura o que vem no sentido do que sobre Passos Coelho eu e outros amigos temos escrito sobre o líder do PSD que está a matar o partido. O segundo tema debatido entre os participantes foi a denuncia anónima da compra do apartamento de Fernando Medina em que também se verificou uma unânimidade dos participantes em o MP através duma denuncia anónima ter dado origem a que segundo eles jornais credíveis como o Público, o DN e outros baseados no pasquim Correia da Manhã, aquele que segundo Pedro Marques Lopes, continua a dever ao fisco mais de 13 milhões de euros e curiosamente ainda não foi accionada a penhora daquela trampa toda que não tem património nem incluindo o esterco dos colaboradores para garantir o pagamento da dívida. Ou seja segundo os participantes através duma denuncia a qual é revelada pelo MP dá-se relevo nesta fase de pré-campanha eleitoral a uma questão que não merecia qualquer tipo de investigação porque não existe conteúdo que o justifique. Ou seja para além do pasquim CM que noticiou em primeira mão esta investigação outros órgãos da comunicação social deram relevo a um não assunto. E assim vai este país com uma direita em desespero de causa a lançar suspeitas sobre acções absolutamente normais e naturais como ocorrem com qualquer outro cidadão.

Agora que estou a pensar aposentar-me julgo que poderia ser útil à sociedade criando uma consultoria para aconselhamento na compra de automóvel novo

Agora que estou a pensar francamente em aposentar-me lembrei-me que poderia ser útil à sociedade criando um gabinete de consultoria para a compra de automóvel novo, uma vez que, tratando-se dum negócio que pode ser muito mau para uma má opção de escolha, não há em Portugal ninguém que faça um aconselhamento isento, porque as opiniões colhidas através das chamadas revistas da especialidade são tudo menos isentas e nem sequer vou perder tempo a explicar porquê. Muita gente compra carro novo, independentemente do modelo, e normalmente escolhe por duas razões as quais determinam a sua preferência. A primeira é o gosto pelo modelo do carro e não existindo grande possibilidade financeira, as condições de pagamento que a marca oferece. Ora é aqui que está por vezes a razão da má escolha. Muita gente opta de adquiri um automóvel por vezes não tanto pela beleza do mesmo mas porque as facilidades são aliciantes. Pois é o problema surge é depois de passada a garantia que o fabricante e o concessionário concede ao proprietário. A maioria das marcas de automóveis dá de garantia 2 a 3 anos, para deficiências de fabrico no âmbito mecânico e por vezes o comportamento dos concessionários não é o melhor face aos problemas que surgem. OU seja para além da má escolha que se faz pelo facto da facilitação aparente da amortização do custo do carro ,sempre que surgem por vezes deficiências mecânicas os concessionários tentam furtar-se à sua responsabilidade. E hoje em dia tornou-se expressão corrente as pessoas afirmarem que, face à evolução electrónica de que oa automóveis hoje em dia vêm dotados, são todos bons. Mentira isso é o que lhes impingem os vendedores das diversas marcas de carros cujo objectivo é apenas vender o produto que comercializam. A verdade automóvel é que uns são medíocres por razões mecânicos e outros por razões da qualidade electrónica. Que utiliza a um proprietário duma determinada marca de automóvel que não tem razões de insatisfação de ordem mecânica e passa a vida a recorrer ao representante para lhe resolver os problemas electrónicos. Obviamente que a seguir em frente com este projecto nunca jamais em tempo algum envolveria nisto pronunciar-me sobre o mundo do negócio de usados que sobre isso tenho opinião própria que já a manifestei à vários anos neste blog, que não me voltarei a pronunciar sobre ele face a alguns casos mal sucedidos que conheço pessoalmente.

Cada vez que oiço jovens nascidos após a instauração da democracia em Portugal enaltecer Salazar sinto enorme revolta por tão enorme estupidez

A ditadura de triste memória era,  como nós que nela vivemos,  de direita,  como se prova na história e quem nela se sentiu confortável manteve esse ideal político que nos afrontou durante 48 anos, por isso o PSD e CDS continua a ter os seus admiradores e militantes, alguns dos quais muito novos que nem sequer têm a verdadeira noção como se traduzia a política de Salazar. Como se sabe o ditador nunca teve coragem de se deslocar ás antigas colónias portuguesas daí a sua total ignorância quanto ás suas potencialidades e no caso da Angola a colónia mais rica do então império português o ditador tão inteligentemente considerado tinha concessionado a exploração de diamantes a uma empresa inglesa denominada DIAMANG e inclusivamente concedeu-lhe o exclusivo em todo o território angolana. Ou seja a exploração estava localidade na LUNDA, junto a Malange, mas se alguém descobrisse diamantes em qualquer outra área do território essa descoberta era selada e quem se atrevesse a encontrar diamantes numa qualquer região se com eles ficasse a PIDE sabendo-o imediatamente era condenado e preso. Mas o dito inteligente Salazar tinha também concessionada a exploração do Caminho de Ferro de Benguela, como era conhecida a uma empresa inglesa, e através desta concessão era escoados os minérios em bruto ou em lingotes das minas do Katanga, ex-Congo Belga que passou à independência em 1960 a designar Zaire.. Mas não só a exploração de petróleo em Cabinda estava também concessionada à empresa norte-americana Cabinda Gulf Oil. Ou seja o Salazar foi um estadista tão inteligente que a maior riqueza do sub-solo angolano estava concessionado a estrangeiros. Mais ainda, na altura da maior miséria em Portugal que houve a maior debanda de portugueses para o estrangeiro, especialmente para França, quem quisesse emigrar para as ex-colónias são o poderia fazer com cartas de chamada e ainda assim mesmo com as ditas não era fácil para lá ir.E é com absoluto repúdio que hoje oiço jovens que nasceram após a implantação da democracia enaltecerem Salazar o político que nem sequer soube explorar a riqueza que existia sobretudo em Angola e concedeu essa possibilidade a empresas estrangeiras.Chamar-se um estadia inteligente é no mínimo arrepiante..

Arquivos

Central Blogs

congeminações

Central Blogs

Categorias

congeminações

  • 696,381 hits

Comentários Recentes

LouannEmoro em A doença do foro oncológico é…

4shared

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Listed on BlogShares
Powered by BannerFans.com
Twingly BlogRank

twitter

congeminacoes

Follow me on Twitter